Dias de vida do Blog

Votação Top Blog

Agora é 2º turno deixemos os votos para os especialistas.
Então votem o quanto puder, uma vez por e-mail's quantos tiverem e uma vez pelo Facebook.



Total de visualizações de página

28 de agosto de 2014

Cuba e sua História

| 0 comentários


História

Antes da chegada dos primeiros espanhois, em outubro de 1492, Cuba estava habitadas por dois grupos indígenas: os tainos e os ciboneis. Os tainos pertenciam aos povos de língua arawak e habitabam a ilha A Espanhola, Porto Rico, parte de Jamaica e o leste de Cuba. Os ciboneis habitavam as Antilhas na pré-história, porém, devido às invasões, primeiro dos arawaks e depois dos caribes, foram afastados aos ecxtremos ocidentais das ilhas de Cuba e Haiti. Estes grupos indígenas viviam principalmente da caça e a pesca; trabalhabam a cerâmica de forma rudimentar, a agricultura e o tecido e seus toscos instrumentos eram fabricados com osos de animais e pedras. Alguns moravam em cavernas das zonas altas da ilha. Os índios tainos tinham sobmetidos aos ciboneis, considerando-lhes casta inferior.

Época Colonial e a breve Ocupação dos Ingleses

Em muito pocos anos os espanhóis fundaram os primeiros povoados, como La Habana, Santiago de Cuba, Camagüey e outras pequenas concentrações humanas, imprimindo uma política de exploração dos recursos naturais da ilha, sobretudo nos jazigos mineiros e posteriormente no cultivo das terras, através das encomendas (a concesão do direito a tributos de um determinado grupo de indígenas, em troca de educação religiosa). Tainos e ciboneis, ate esta injusta situação, desapareceram, igual que ma maioria dos territórios conquistados pelos espanhóis.
No século XVI, Espanha envia ao Novo Mundo ao Adiantado Dom Diego Velázquez, quem funda as sete primeiras vilas: Nossa Senhora da Assunção de Baracoa, São Salvador de Bayamo, Santiago de Cuba, A Santissima Trinidade, Sancti Spíritus, Santa Maria do Porto do Príncipe (atual Camagüey) e San Cristóbal de La Habana.
Graças à situação estratégica, La Habana consolidou-se rápidamente como um importante porto de tráfico de mercadurias, atraindo piratas e corsários. A Coroa Espanhola, como primeira medida preventiva, acordou escoltar com barcos de guerra todos os navios merfcantes, para depois fortificar os portos. La Habana foi escolhida como o porto de concentração da Flota das Índias, tirando a primacia de Santo Domingo.
No século XVI a atividade mais importante era a criação de gado nas extensas fazendas chamadas hatos. Foi introduzida a cana de açúcar, aparecendo os primeiros "engenhos" (fábricas). Foi o cultivo da cana que originou a introdução de escravos africanos a partir do ano 1595.
No século XVII, perante a crescente demanda de tabaco na Europa, o cultivo extendeu-se na ilha e convertiu-se no produto mais rentável de Cuba. Foi no século XVII quando uma série de circunstâncias (sobretudo pelas revoltas que seguiram-se na Ilha da Espanhola) convirtiram Cuba no principal produtor de açúcar do mundo. Cuba foi administrada como uma capitania general do Vicerreinado da Nova Espanha (México).
No ano de 1762 a ilha foi ocupada pelos ingleses por um breve tempo de 10 meses, semeando os alicerces de uma nova política liberal a ser continuada pelos espanhois. Nesse momento Cuba era a colônia com maior população preta.

Os Movimentos de Independência

Com os movimientos independentistas no resto dos países latino americanos, os cubanos optaram por negociar com a coroa, conformando-se com algumas concessões conformándose com algunas concessões no livre comércio com outros países. Aliás, esta situação reforçou a conciência nacional, e no ano de 1868 proclamou-se a república, com Carlos Manuel de Céspedes na frente, otorgando a liberdade aos oescravos. Esta guerra duró 10 anos e concluiu com a vitória espanhola assinando-se a paz em Zanjón no ano de 1878. Dois anos depois a escravatura foi abolida. Porém, a situação de mal-estar continuava e no ano de 1892 José Martí fundou o Partido Revolucionário Cubano, conciliando os interesses das classes e forças sociais. Em 1895 Martí ordenou o início da guerra, que durou três anos. O General Weyler foi enviado para sufocar os movimentos, mas fracassou. A situação piorava, elo que os Estados Unidos, com fortes interesses na ilha, interveio militarmente aniquilando a frota espanhola, ocupando os territórios e assinando o Tratado de Paris (1898) pelo qual se entregaba aos Estados Unidos Cuba, Porto Rico e Filipinas.

Presença Norte americana

Cuba proclamou sua independência no ano 1902 com uma série de restrições impostas pelos Estados Unidos. Este periodo do ano 1898 a 1959 é conhecido como "Seudo-república", já que a presença norte americana contava com certos privilégios, como o controle sobre os tratados exteriores, a possibilidade de invadi-la militarmente ou a adquisição de bases navales no litoral (Guantánamo e a Ilha de Pinos).

A ditadura de Fulgéncio Batista

Durante os primeiros quarenta anos do século XX segueram-se diversos governos militares e civis, caraterizados pela corrupção, provocando o deterioro do sistema político. Em 1925 o general Machado toma o poder e continúa com o regime repressivo. Os problemas da ilha expandiram-se enquanto o preço da cana nos mercados internacionais cai sensivelmente, e o povo faz uma greve geral. Em 1936 Miguel Mariano Gómez derrota Machado, adotando medidas de caráter social urgentes. Esta época dura por pouco tempo já que o coronel Fulgéncio Batista, quem controla os destinos políticos desde as sombras, assume o poder no ano 1940. Permanece por quatro anos até ser derrotado em eleições pelo Dr. Grau San Martín. Após dele segue Prío Socarrás no mandato, com um governo de corrupção e violência. Porém, em 1952 Batista subiu de novo ao poder após dar um golpe militar sob pretexto da má gestão do governo, iniciando assim uma ditadura que iria-se prolongar até o ano 1959, com a chegada de Castro e seus homens.

A Revolução Cubana e o Socialismo

O primeiro intento de Fidel Castro por derrocar Batista foi no ano de 1953, mas não tive sucesso nenhum. Exilado no México e na companhia do Chê Guevara prepara o assalto à ilha e desembarca em 1956 na Província de Oriente. Desde a Serra Maestra inicia os ataques guerrilheiros que culminariam, após três anos, com a fugida de Batista e a entrada triunfal de Fidel em La Habana.
En 1960, perante o bloqueio dos Estados Unidos, Cuba confiscaria as posses norte americanos sem compensação alguma. Com estas medidas inicia-se o deterioro das realações diplomaticas e os Estados Unidos impõem um bloqueio à ilha que continúa até hoje.

Fonte: www.rumbo.com.br

25 de agosto de 2014

Curiosidade da linguá que nós falamos.

| 4 comentários

De fato, a língua portuguesa é muito complexa e pode causar alguns embaraços

A nossa língua falada é responsável por nos deixar algumas vezes em situações constrangedoras. Isto se deve ao simples fato da sua complexidade não se ater somente às minuciosidades gramaticais, mas também às particularidades da língua falada.

Muito se vê sobre erros gramaticais, verdadeiros atentados à nossa brava língua portuguesa, mas pouco se fala dos disparates da língua falada.

O português proferido e admirado mundialmente é responsável por situações vexatórias e em alguns casos hilárias.

Questão - Para muitos “cuestão”. Se o ditongo ue estivesse acompanhado da extinta trema, justificaria a pronúncia!

Subsídio - Quando escutamos uma autoridade pronunciar com o som de Z “subzídio”, acredito que o zumbido provocado pela gafe é estarrecedor para muitas pessoas. Mas eu sou capaz de insistir que muitas ainda pronunciam de forma equivocada, ou seja, “subzídio” ao invés de “subcídio”. Recapitulando, subsídio é um substantivo masculino que entre os seus significados estão: apoio, recurso, reserva, reforço entre outros.

Exemplos:

Enviarei alguns subsídios para a sua tese.

Criou-se uma reserva de subsídio destinada aos menos favorecidos.

Inexorável: Implacável, inabalável, austero, reto, rígido. Estes são alguns dos significados atribuídos para esta palavra que é pronunciada também de forma errônea “ineczorável” enquanto a sua pronuncia correta é “inezorável”. Logo abaixo uma aplicação da palavra:
“(...) mas as dores da nossa vontade só chegarão ao santo alívio seguindo esta lei inexorável: a obediência absoluta à soberania incontestável do tempo (...)” (Raduan Nassar - Lavoura Arcaica) 


tabela]

Fonte: por Camila Pati - EXAME.com

21 de agosto de 2014

O folclore em foco em seu dia

| 4 comentários

É o conjunto de mitos, crenças, histórias populares, lendas, tradições e costumes que são transmitidos de geração em geração, que faz parte da cultura popular.
A palavra folclore vem do inglês “folk” = povo e “lore” = conhecimento e significa sabedoria popular. (saiba mais...)
folclore é a expressão cultural mais legítima de um povo.
folclore do Brasil é riquíssimo, um dos mais ricos do mundo. Para sua formação, colaboraram principalmente, além do elemento nativo (o índio), o português e o africano. Estes três povos constituíram, podemos dizer, as raízes de nossa cultura.
Posteriormente, imigrantes de outros países, como Itália e Alemanha, deram sua contribuição ao nosso folclore, tornando-o mais complexo e mais rico.
A tendência dos costumes de povos diferentes é, quando estes se relacionam de modo íntimo, construir expressões híbridas, ou seja, suas culturas se misturam, resultando em novas expressões de manifestação popular.
Como os grupos humanos influenciam uns aos outros, podemos dizer que o folclore não é uma ciência estática, morta. Ao contrário, ele é dinâmico, pois além de pesquisar o passado, tem de estar atento às transformações do presente.
O Brasil, vasto qual um continente, apresenta regiões distintas, onde há diferença de intensidade das influências dos povos formadores. Por outro lado, cada região possui seu gênero de vida de acordo com o meio ambiente, o que influi, também, no folclorebrasileiro.
A seguir, então, será narrada uma idéia geral dos vários desdobramentos do nosso folclore:
Linguagem Popular: gíria, apelidos ou alcunhas, legendas, linguagem especial ou cifrada, metáforas, frases feitas. Além da palavra há a mímica e os gestos. Assim, nós temos expressões utilizadas em todo o país (“tirar o pai da forca”, “está se virando”), compreendidos por todos, e expressões regionais, somente entendidas pelos habitantes da região (“gineteando” RS “Fute” dito na região NE).
Literatura Oral: poesia, história, fábulas, lendas, mitos, romances, parlendas, adivinhas, anedotas, provérbios, orações, pregões e literaturas de cordel, todos transmitidos oralmente;
Lúdicos: são os folguedos populares tradicionais, os jogos, os brinquedos e brincos.
Exemplos: Bumba-meu-boi (NE), Caboclinhas (PB e RN), Cavalhadas (RS, AL, PR e SP), Ciranda (PE), Congada (SP, ES, BA, MG, GO, PR, RS), Cordões de Bicho (AM), Fandango, conhecido em todo o Brasil e, ainda Guerreiros, Mamulengo, Maracatu, Moçambique, Pastoril, Quilombo e Reisado.
Música: a música folclórica está presente em quase todas as manifestações populares. A serenata, coreto, cantigas de rixa, bendito, cantigas de cego, cantos de velório e cânticos para as almas são formas de músicas folclóricas.
Crendice: (Superstições) as de caráter ativo se manifestam em regiões, cultos dos santos, seitas, cultos de fetiches; e as de caráter passivo nos presságios, esconjuros, orações, tabus e totemismos. Contam com patuás, relíquias, amuletos, talismãs, bentinhos e santinhos.
Usos e Costumes: ritos de PASSAGENS, usanças agrícolas, pastoris, medicina rústica e trajes.
Artes Populares e Técnicas Tradicionais: culinárias, rendas e bordados, cerâmicas e trabalhos artesanais.
A comemoração do Dia do Folclore é a 22 de agosto, data em que a palavra folclore foi empregada pela primeira vez.

PERTENCEM AO FOLCLORE

A mitologia, as crendices, as lendas, os folguedos, as danças regionais, as canções populares, as histórias populares, os costumes populares, religiosidade popular ou cultos populares, a linguagem típica de uma região, medicina popular, o artesanato etc.

PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS

É popular.
- Emana do saber cultural.
- Constitui-se em uma tradição.
- É transmissível notadamente pela oralidade e pela prática.
- Faz parte do conhecimento coletivo.
- Espelha uma situação ou ação.
- Tem caráter universal.
- É anônimo, pois desconhecem-se seus criadores.
- É criatividade livre e espontânea de um povo.

Fonte: www.memoriaviva.org.br,  ifolk.vilabol.uol.com.br

Leiam mais sobre o folclore nos links abaixo:
http://lucidreira.blogspot.com.br/2012/08/vamos-festejar-o-folclore.html
http://lucidreira.blogspot.com.br/2011/08/o-folclore-em-seu-dia-22-de-agosto.html
http://lucidreira.blogspot.com.br/2013/08/dia-do-folclore-22-de-agosto-vamos.html

Nesse dia e nos dias seguinte  também se comemora:


Dia do Falecimento de Juscelino Kubitschek
22 de Agosto
Dia do Falecimento de 
Juscelino Kubitschek



Dia do Supervisor Educacional
22 de Agosto
Dia do Supervisor Educacional
Dia do Aviador Naval
23 de Agosto
Dia do Aviador Naval
Dia do Falecimento de Getúlio Vargas
24 de Agosto
Dia do Falecimento de Getúlio
Vargas

Comentários recentes

Clique aqui e mande seu e-mail
Fale conosco

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Seguidores

Seguidores do Google+

Arquivo do Blog

Feedzilla Widget BEGIN

Estamos de Olho!

Sign by Danasoft - For Backgrounds and Layouts

BlogUp

Lu Cidreira Vídeos

Loading...

Adicione ao FeedTurbo

Agradecimento


Hot Myspace Generators
Fique em forma nada de preguiça Faça seus exercícios na hora certe.

Protetores e licenças

MyFreeCopyright.com Registered & Protected
Indique sempre fontes e autorias das cópias. A originalidade é nossa meta.
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Creative Commons Attribution-Noncommercial-Share Alike 3.0 License .