Informações e Dicas Diversas do Lu Cidreira

20 de junho de 2016

FESTAS JUNINAS VEJA ALGUMAS REFERENCAS


As festas juninas tiveram origem no Egito Antigo

As festas juninas são muito antigas, anteriores inclusive ao cristianismo e - conseqüentemente - à Igreja Católica. Suas origens estão no Egito Antigo, onde nesta época era celebrado o início da colheita, cultuando os deuses do sol e da fertilidade.
Com o domínio do Império Romano sobre os egípcios, essa tradição foi espalhada pelo continente europeu, principalmente na Espanha e em Portugal. Quando o cristianismo tornou-se a religião oficial do Ocidente, a festa mudou para homenagear o nascimento de São João Batista, que foi quem batizou Jesus.
Por ser colônia portuguesa, o Brasil herdou o costume, principalmente no Nordeste, em que os festejos coincidem com a colheita de milho. A data passou a parte do calendário católico, seguindo o exemplo de outras comemorações de dias santos, como o nascimento de Cristo (Natal) e sua morte (Páscoa).
As chamadas festas juninas reúnem as homenagens aos principais santos reverenciados no mês de junho: Santo Antônio, São João e São Pedro. A época é marcada por brincadeiras, comidas típicas, dança e muita superstição, presentes nas simpatias juninas. É a hora de se vestir de caipira e aproveitar esta festa que é um misto de profana e religiosa.

Conheça mais sobre os anfitriões das festas:

Santo Antônio (13 de junho)

Além de casamenteiro, Santo Antônio é invocado para achar coisas perdidas. É uma prática comum, no dia em sua homenagem, os jovens fazerem simpatias e "adivinhações" para conquistar alguém ou descobrir quando irá se casar.
O padroeiro dos namorados era português, de uma família tradicional de Lisboa e foi ordenado sacerdote aos 23 anos. Seu nome verdadeiro era Fernando de Bulhões e se tornou Antônio quando ingressou na Ordem de São Francisco de Assis. Começou a fazer os primeiros milagres na África, onde foi pregar o evangelho. Morreu em Pádua, na Itália, em 13 de junho de 1231.
Essa é a razão da escolha do dia em sua homenagem. O local de sua morte tornou-se seu sobrenome, ficando então conhecido como Santo Antônio de Pádua.

São João (24 de junho)

Vários costumes juninos representam atos em homenagem a São João. A fogueira, por exemplo, lembra o anúncio do nascimento de João Batista, filho de Isabel e primo de Jesus, à Virgem Maria. Como era noite e Isabel morava em uma colina, esta foi a forma encontrada para o aviso.
Por este motivo, nas noites de junho são montadas fogueiras como forma de celebração. Para a Igreja Católica, o acontecimento significa algo mais, o de preparar a vinda de Jesus. No sertão, o batismo de João também é lembrado com banhos à meia-noite no rio mais próximo.

São Pedro (29 de junho)

Este pescador tornou-se apóstolo e acompanhou todos os atos da vida de Jesus. O trabalho exercido antes de seguir o messias fez com que fosse considerado o santo dos pescadores. Ele é "O porteiro do céu".
A tradição popular interpreta uma passagem bíblica, em que Jesus Cristo diz: "Eu te darei a chave do reino dos céus. A quem abrires será aberta. A quem fechares será fechada".
Assim como Santo Antônio, o dia em sua homenagem é o mesmo de sua morte, que aconteceu em Roma, em 64 d.C. Acredita-se que tenha sido viúvo, um dos motivos para a devoção das viúvas ao santo. Também é costume acender fogueiras e realizar procissões em sua homenagem no dia 29 de junho.
Ritmos e danças típicas das festas juninas

Quadrilha

De origem francesa, a quadrilha era uma dança típica que celebrava os casamentos da aristocracia européia. Dançada em pares, já era praticada no Brasil desde 1820 e foi se popularizando desde então. Os tecidos finos da nobreza francesa deram lugar à chita, tecido mais barato e acessível, e o casamento nobre foi adaptado a uma encenação.
O enredo da união caipira é geralmente o mesmo: a noiva, que geralmente está grávida, é obrigada a casar pelos pais e o noivo recusa, sendo preciso a intervenção da polícia para que o caso se resolva. A quadrilha, como era no começo do século XIX, é realizada como comemoração do casório.
A mudança dos passos é anunciada por um locutor ao som do forró. Existem, hoje, as chamadas quadrilhas estilizadas com passos marcados e coreografias ensaiadas (que mais parecem aulas de ginástica aeróbica) e criadas exclusivamente para uma determinada música.

Forró

Existem duas atribuições para a origem do nome forró. Uma delas é que corresponda etimologicamente ao termo forrobodó, que - na linguagem do caipira brasileiro - quer dizer festança ou baile popular onde há grande animação, fartura de comida e bebida e muita descontração. A outra é ao termo inglês for all (para todos), usado para designar festas feitas nas bases americanas no Nordeste, na época da Segunda Guerra Mundial, e que eram abertas ao público, ou seja, “for all” e a pronúncia local transformou a expressão em forró. A música é tocada à base da sanfona, da zabumba e do triângulo, conhecida como arrasta-pé ou pé-de-serra, sendo esta última considerada a versão mais autêntica. O ritmo sofreu algumas variações e atualmente alguns músicos incorporaram o baixo, a guitarra e a bateria às suas melodias.

Baião

Acredita-se que a palavra baião tenha surgido de bailão, fazendo alusão a "baile grande". Esta dança popular do século XIX permite a improvisação, sendo mais rápido do que o xote que a torna mais viva.
A habilidade nos pés é maior, exigindo movimentos mais velozes do corpo. Os passos são acompanhados por palmas, estalos de dedos e "umbigadas". A marcação da dança segue a musicalidade dos cocos e da sanfona.
Fonte: www.nordesteweb.com
Leia Mais »

16 de junho de 2016

Dia internacional da Tartaruga Marinha

O Dia Internacional da Tartaruga Marinha é celebrado em 16 de junho em homenagem ao nascimento do Dr. Archie Carr. No início dos anos 40, ele começou a estudar as tartarugas marinhas, na década de 50, começou a trabalhar com conservação em Tortuguero, na Costa Rica, e se tornou um dos mais importantes pesquisadores da área. Seus estudos e escritos são responsáveis por grande parte do que se conhece hoje sobre a biologia e o ciclo de vida desses animais. O “pai” das tartarugas marinhas criou em 1959 o Caribbean Conservation Corporation (agora Sea Turtle Conservancy), o mais antigo grupo de pesquisa e conservação de tartarugas marinhas do mundo. 
Para os conservacionistas, Dr. Carr foi um dos grandes heróis do século XX. É considerado pioneiro biólogo, herpetólogo, ecologista e escritor da Natureza por ter colocado em prática uma campanha internacional para proteger as  tartarugas marinhas pelo mundo, que se tornou modelo para outras que se seguiram. Seu bom humor, além de sua obra original e pioneira referenciada internacionalmente, é uma das características lembradas por aqueles que o conheceram e o consideram um biólogo carismático e moderno.
Em seu livro The Windward Road: Adventures of a Naturalist on Remote Caribbean Shores (1956), chamou pela primeira vez a atenção internacional para a difícil situação a que estavam expostas as tartarugas marinhas. Vários grupos pelo mundo promovem no dia de seu nascimento atividades para favorecer a divulgação do conhecimento sobre a conservação dessas espécies.
Estudiosos ressaltam de seu trabalho, além do pioneirismo, os esforços de desenvolvimento da Ciência, de pesquisa e conservação, em 50 anos de carreira que refletem a evolução da tradição naturalista. Doutor em zoologia pela Universidade da Flórida, em 1937, Archie Carr permaneceu como professor da Universidade até o fim da vida. Predomina em sua obra a taxionomia (classificação sistemática de plantas e animais). Ele descreveu inúmeras espécies e subespécies desconhecidas, e entre 1945 e 1949, ensinou biologia em Honduras, o que deu a ele a oportunidade de estudar a vida selvagem da América Central – e de encontrar as tartarugas marinhas, que se tornaram o trabalho de sua vida.
“Desde um ponto de vista conservacionista, talvez sua maior descoberta tenha sido o fato de que a praia chamada Tortuguero, na Costa Rica, é o mais importante local de desova da tartaruga verde (Chelonia mydas) de todo o hemisfério ocidental”, comenta Frederick Rowe Davis, no livro The Man Who Saved Sea Turtles: Archie Carr and the Origins of Conservation Biology (2007). Carr constatou que as fêmeas de tartaruga verde viajavam por todo o Caribe e retornavam para desovar em Tortuguero. Ao proteger uma praia, Carr demonstrou como é possível salvar da extinção uma população inteira. Através da Caribbean Conservation Corporation foi reconhecido como maior autoridade em tartarugas marinhas do mundo. Estudos subsequentes na África oriental, Papua Nova Guiné, Austrália e inúmeras outras localidades, popularizaram sua mensagem de cooperação para a conservação desses animais ameaçados de extinção.
Dr. Archie Carr escreveu 10 livros sobre a natureza, entre eles dois que foram fundamentais e de grande aceitação, segundo Davis, para a disseminação da mensagem conservacionista para as massas: o de 56, The Windward Road, e outro em 64, Ulendo: Travels of a Naturalist In and Out of Africa. Para Davis, autor do livro que evidencia o trabalho consagrado do pesquisador, o Dr. Carr conseguiu com seu jeito amigável e nada ameaçador interagir com pescadores locais e com caçadores de tartarugas marinhas, além de construir alianças significativas com governos e apoiadores para a conservação desses animais pré-históricos. Seus estudos e escritos permanecem atuais até hoje.

Leia Mais »

13 de junho de 2016

Asma

O que é ?

asma (ou bronquite alérgica ou ainda, bronquite asmática) é uma doença das vias respiratórias, muito comum, que pode atingir crianças e adultos.
Os sintomas surgem por causa da inflamação e do estreitamento dos brônquios - canais que levam o ar até os pulmões.
Os sintomas mais freqüentes são: tosse, falta de ar, cansaço, sensação de ‘aperto’ e ‘chiados’ no peito mas, podem variar de pessoa para pessoa.

Causas mais comuns

A asma pode ser causada por vários fatores. A alergia é uma causa freqüente, como por exemplo à poeira e ácaros, pêlos de animais, restos de insetos, mofos e pólens. A poeira é o alérgeno mais nocivo ao aparelho respiratório. Os ácaros são seres microscópicos que habitam o pó doméstico e se alimentam da descamação da pele humana e dos animais. A pessoa pode ser alérgica ao ácaro vivo, morto ou às suas fezes.
Os ácaros são responsáveis por 90% de todas as manifestações de alergia respiratória no Brasil. A alergia respiratória acontece devido a um fator genético, ou seja, é hereditária, não sendo obrigatório que se manifeste sempre, podendo aparecer em gerações diferentes e em qualquer idade.

Outras causas

Infecções das fias aéreas (gripes e resfriados), fatores ligados ao trabalho da pessoa, etc... A fumaça de cigarro, irritantes das vias aéreas (cheiros fortes, fumaças, poluição atmosférica), mudanças de clima e temperatura, exercícios físicos, fatores emocionais, entre outros, podem funcionar como fatores capazes de desencadear uma crise no paciente que não está bem controlado. Esses fatores irritantes atuam como instrumentos de pressão, que estimulam a crise, da mesma forma que podem provocar reações inflamatórias.
As causas variam para cada pessoa e para cada crise. É importante procurar conhecê-las e, se possível, afastá-las para controlar a asma.

Como reconhecer

A asma pode ser leve, com sintomas discretos como tosse seca e persistente que surge de vez em quando. Em algumas pessoas estes sintomas podem ser mais intensos, com surgimento de chiados e cansaço (sidpnéia), atrapalhando as atividades normais diárias. Em alguns casos, os sintomas são mais graves, sendo necessário o tratamento em hospital.
O diagnóstico correto da asma pode ser feito apenas por um médico. Só ele é capaz de realizar um exame cuidadoso e, se for o caso, solicitar exames complementares como a prova funcional respiratória - que mede o ar que entra e sai dos pulmões - , entre outros procedimentos. Em alguns casos, os testes alérgicos irão auxiliar no diagnóstico.

Crise de asma

É muito importante saber que os sintomas da asma podem variar de uma pessoa para outra e em diferentes situações. Portanto, é necessário ficar alerta para identificar, o mais rápido possível, os primeiros sinais de uma crise e tratá-la prontamente com medicamentos adequados e sempre sob orientação médica.
Há algumas situações comuns que ocorrem em uma crise de asma:
Impressão de peso no peito 
Tosse seca, persistente, podendo levar até ao vômito 
Coceira na garganta e espirros antes de começar uma crise.
Na crise, os músculos que envolvem os brônquios ficam contraídos, as paredes internas incham, há uma maior produção de ‘catarro’ e ocorre uma inflamação das vias pulmonares.
A inflamação é a maior responsável pela manutenção da crise e perpetuação da doença. Uma crise pode ocorrer de modo súbito, mas, em geral, começa fraca e aumenta gradativamente. Se a crise é forte, a respiração se torna difícil, surgindo o cansaço, a tosse e os chiados no peito.
É muito importante conhecer quais são os sinais mais precoces e tratar logo para evitar que a crise piore.

Crise leve

É possível sentir quando uma crise está bem no início. Os sintomas iniciais, geralmente, começam com a sensação de aperto no peito, leve cansaço, tosse ou pigarro insistentes, coceira na garganta, corrimento no nariz e irritação dos olhos. Em algumas pessoas apenas a tosse se manifesta.

Crise moderada

Na crise moderada, os sintomas da crise leve persistem e tendem a serem agravados. O desconforto respiratório torna-se perceptível, sugerindo fadiga e cansaço fácil, e ainda, dispnéia (falta de ar) e chiado. A respiração tende a ficar mais rápida que o usual e já existe prejuízo sensível de sono e das atividades diárias.

Crise grave

É o agravamento dos sintomas manifestados nos dois casos anteriores. O desconforto respiratório torna-se intenso, a respiração é difícil, entrecortada e ofegante.
Surgem suores, temperatura baixa, cansaço intenso, falta de ar, dificuldade para falar, caminhar ou alimentar-se. A tosse passa a ser muito incômoda e é possível verificar respiração ofegante com movimento das narinas, uso da musculatura do pescoço e do peito para respirar, lábios e unhas roxas ou azuladas. Estes são sinais de alarme que indicam a hora de procurar um pronto socorro.

Como evitar as crises

A chave do controle da asma é a educação do paciente e seus familiares para que possam reconhecer a doença, tornando-se, assim, parceiros efetivos do médico durante o tratamento. É muito importante procurar conhecer as causas e afastá-las sempre que possível, conhecer os medicamentos e saber como utilizá-los, reconhecer os sinais precoces de uma crise e, o mais importante, seguir à risca o tratamento prescrito pelo médico.

O tratamento da asma

Antes de mais nada é preciso entender o que o tratamento da asma deve ser feito em longo prazo e não apenas durante as crises. Além do controle do ambiente, os medicamentos são importantes para o controle da asma. Existem medicamentos de alívio, isto é, usados na crise para melhorar os sintomas e antiinflamatórios ou preventivos, usados para prevenir as crises.
Os medicamentos de alívio, ou bronquiodilatadores, agem relaxando a musculatura dos brônquios, provocando a bronquiodilatação. Já os medicamentos preventivos combatem a inflamação das vias respiratórias e previnem o aparecimento dos sintomas.
Procure sempre esclarecer com o médico as dúvidas sobre o tratamento e, sempre que houver dúvidas pergunte sobre os medicamentos, como tomar, efeitos colaterais. O sucesso do tratamento depende muito de seguir corretamente as orientações médicas.
Em alguns casos o uso de vacinas pode estar indicado nos casos de alergia, como no caso da poeira domiciliar e dos ácaros. Além disso, a fisioterapia e os exercícios respiratórios estão indicados como tratamentos auxiliares.
Fonte: www.novartis.com.br
Leia Mais »

Comentários recentes

Lomadee

Lu Cidreira fotos

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Sustentabilidade

Gostou do Blog? Então doe um drinque?

Postagens atuais

BlogUpp

Perfil dos autores e selosrecebidos

Lu Cidreira
Simone Reis

Rita Cidreira





Selo Dardos oferecido pala nossa amiga Nanda do blog Passe o tempo lendo: http://passetempolendo.blogspot.com.br/
/>
Agradecemos aos Blogs Parceiros e amigos que ofereceram as selos acima expostos, pois é de uma importância enorme para um administrador de blogs essas indicações e incentivos. OBRIGADO. ------------------------ Vamos Aplaudir o blog da nossa amiga Yayá Artes e Escritas por já ter alcançado os 700 seguidores, parabéns.

Feed de inscrição

Inscriçoes do Feed Icon Subscribe in a reader Botões adicionar A
Share |
Botão G + Google+

Rádio Educadora da Bahia

Rádio Educadora da Bahia
Rádio on line de boa qualidade

Postagens anteriores







Licenciamento e proteção

MyFreeCopyright.com Registered & Protected
Indique sempre fontes e autorias das cópias. A originalidade é nossa meta.
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Creative Commons Attribution-Noncommercial-Share Alike 3.0 License .

Feed Jet Diga não as letrinhas

Ligue Bateria Rio de Janeiro capital

Ligue Bateria
Você da cidade do Rio de Janeiro, seu carro parou? É só ligar que o socorro será imediato.
Traduzido Por: Template Para Blogspot - Designed By Seo Blogger Templates