Dias de vida do Blog

Votação Top Blog

Agora é 2º turno deixemos os votos para os especialistas.
Então votem o quanto puder, uma vez por e-mail's quantos tiverem e uma vez pelo Facebook.



Total de visualizações de página

1 de outubro de 2014

O OUTUBRO ROSA

| 1 comentários

Cada ano vem aumentando a adesão ao movimento mundial "Outubro Rosa", que visa chamar atenção, diretamente, para a realidade atual do câncer de mama e a importância do diagnóstico precoce.

   Aqui estão reunidas desde as primeiras iniciativas, até as que atualmente manifestam-se no mundo.

   O objetivo deste site é divulgar, de modo simples e verdadeiro, todas as contribuições de vários segmentos da sociedade em relação a esta ação mundial, que embeleza com seu tom rosa, nas mais diversas nuances, monumentos e locais históricos, no sentido de nos mostrar, de modo belo e feminino, a importância da luta contra o câncer que mais mata mulheres em todo o mundo.

   O importante é, na realidade, focar este sério assunto nos 12 meses do ano, já que a doença é implacável e se faz presente não só no mês de outubro. No entanto, este mês é representativo para a causa, tornando-se especial e destacado dos demais.

   Ninguém é dono desta iniciativa. Simplesmente desejamos contar a história como ela é, respeitando aqueles que, muitas vezes de modo anônimo, prestaram a sua homenagem e manifestaram seu acolhimento à causa.

   Nos ajude a complementar a história e eventos realizados, enviando fotos e artigos para o e-mail: contato@outubrorosa.org.br


Vamos sim ajudar nessa campanha para que o outubro Rosa possa fluir e ter conotação durante o ano inteiro, durante os 12 meses todos os dias.
lucidreira.blogspot.com.br




Outubro Rosa é uma campanha de conscientização realizada por diversos entes no mês de outubro dirigida a sociedade e as mulheres sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama.
O movimento começou a surgir em 1990 na primeira Corrida pela Cura, realizada em Nova York, e desde então, promovida anualmente na cidade. Entretanto, somente em 1997 é que entidades das cidades de Yuba e Lodi, também nos Estados Unidos, começaram a promover atividades voltadas ao diagnóstico e prevenção da doença, escolhendo o mês de outubro como epicentro das ações. Hoje o Outubro rosa é realizado em vários lugares.



29 de setembro de 2014

Nariz eletrônico detecta infecções no organismo pelo cheiro das fezes

| 7 comentários

Um grupo de cientistas britânicos criou uma espécie de nariz eletrônico que "cheira" as fezes a fim de detectar bactérias responsáveis por causar infecções no organismo. A novidade pode ajudar no tratamento de pacientes hospitalizados por causa da doença.
O estudo foi feito por pesquisadores da Universidade de Leicester e publicado na revista científica Metabolomics. O nariz eletrônico consegue distinguir diversos tipos de Clostridium difficile a partir do odor gerado pelas reações químicas dessa cepa de bactérias.
Os pesquisadores acreditam que a descoberta pode ser útil em pacientes hospitalizados com infecções. Essa bactéria altamente infecciosa causa cólicas abdominais, diarreia e febre. E libera um cheiro único que, quando detectado pelo aparelho, leva a um diagnóstico rápido da infecção. Em 2012, mais de 1.600 pessoas morreram infectadas por Clostridium difficile somente na Inglaterra e no País de Gales.
Os pesquisadores investigaram quais cepas da bactéria geravam reações químicas que poderiam ser detectadas pelo nariz eletrônico. Eles concluíram que 10 diferentes estirpes produzem um odor único, como se fosse uma impressão digital.
A partir disso, criaram um dispositivo capaz de identificar a cepa da bactéria pelo odor.  As informações detalhadas sobre a infecção ajudam o médico a identificar o melhor tratamento para o paciente. Os cientistas acreditam que entender melhor a química dessas bactérias também pode ajudar a medicina a descobrir por qual motivo somente algumas causam doenças.
"Diagnósticos rápidos e precisos são importantes para reduzir infecções causadas por Clostridum difficile, bem como para proporcionar o tratamento adequado para pacientes infectados", disse em nota o professor Paul Monks, do Departamento de Química da universidade.

26 de setembro de 2014

Dia mundial do coração

| 3 comentários

O Dia Mundial do Coração, com o objetivo de conscientizar a população sobre as doenças que atingem o sistema cardiovascular e que são responsáveis por quase um terço das mortes no mundo por ano.
A Sociedade Européia de Cardiologia definiu como epidemia global e crescente a mortalidade por doenças cardiovasculares, em geral, e pelo infarto agudo do miocárdio.
De acordo com as estimativas da entidade, nas próximas três décadas, a incidência da doença irá quase dobrar globalmente, passando de 85 milhões de incapacitações anuais, registradas em 1990, para 160 milhões, em 2020.
“O mais alarmante desta estimativa é o fato de que 80% dessas ocorrências recairão sobre os países em desenvolvimento, grupo no qual o Brasil está incluído”, afirma a endocrinologista e nutróloga Ellen Simone Paiva, diretora-clínica do Centro Integrado de Terapia Nutricional - Citen.
Em 2005, a Sociedade Brasileira de Cardiologia apresentou, durante o seu congresso anual, os resultados da pesquisa “Projeto Corações do Brasil”.
O estudo foi centrado no levantamento dos fatores de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares.
Segundo a pesquisa, os principais fatores de risco modificáveis para a saúde do coração do brasileiro são:
Hipertensão Arterial: 28,5% dos brasileiros são hipertensos;
Glicose elevada: 9% dos brasileiros têm glicemia;
Obesidade: 34,5% dos brasileiros têm sobrepeso e 22,5% são obesos;
Tabagismo: 24,2% dos brasileiros fumam regularmente;
Sedentarismo: 83,5% dos brasileiros não fazem qualquer tipo de exercício físico;
Gorduras no sangue: 14% dos brasileiros têm triglicérides acima de 200mg/dL e 21% deles têm colesterol acima de 200mg/dL;
Bebidas alcoólicas: 13% dos brasileiros fazem uso diário do álcool e 77% deles o consomem de 1 a 3 vezes por semana.
O aumento das doenças cardiovasculares em países em desenvolvimento resulta de três fatores principais: a queda da mortalidade por doenças infecciosas que aumenta a expectativa de vida; mudanças no estilo de vida associadas à urbanização nas nações em desenvolvimento e, em especial, à susceptibilidade genética de certas populações expostas anteriormente à situações de privação, com seleção de genes que favorecem o estoque de energia e obesidade.
“Estamos vivendo mais, adoecendo menos por causas infecciosas e sobrevivendo incautamente, nos expondo de maneira ingênua à dietas aterogênicas e hipercalóricas associadas à inatividade física, ao tabagismo e ao estresse da vida moderna”, diz a nutróloga.
Prevenção de doenças cardiovasculares
Nas últimas décadas, a globalização da produção e a indústria alimentícia têm disponibilizado “uma grande quantidade de alimentos ricos em gordura, baratos, saborosos e de péssima qualidade nutricional.
Além de não atender às necessidades nutricionais dos indivíduos, esses alimentos são, em sua grande maioria, pobres em fibras e micronutrientes, altamente calóricos e ricos em gordura saturada e gordura hidrogenada”, alerta a endocrinologista.
Para prevenir o aparecimento de doenças cardiovasculares, Ellen Paiva fornece algumas orientações nutricionais:
Comer com menos sal para prevenir e favorecer o controle da hipertensão arterial;
Atingir e manter um peso ideal, pois a obesidade é claramente um dos maiores fatores de risco para o coração;
Manter o diabetes sob controle, pois ele é seguramente o outro maior fator de risco para o coração;
Evitar alimentos ricos em colesterol e evitar as dietas hipercalóricas. Gorduras elevadas no sangue não costumam causar sintomas e podem passar desapercebidas. Uma dieta saudável é fundamental para normalizar os níveis de colesterol e triglicérides;
Acrescentar à dieta duas porções de peixes por semana, principalmente aqueles ricos em gordura benéfica, os famosos ômega-3;
Substituir o leite e seus derivados integrais por desnatados;
Trocar a manteiga e a margarina cremosa comum pelas versões menos calóricas e sem as gorduras hidrogenadas, requeijão light, queijo branco ou ricota;
Evitar o consumo de banha de porco, bacon, gordura de coco e azeite de dendê;
Retirar a pele do frango antes do cozimento;
Dar preferência aos óleos vegetais (soja, milho, canola e oliva);
Consumir alimentos com maior quantidade de fibras, como grãos e cereais integrais, verduras, legumes e frutas.
Fonte: www.apiai.sp.gov.br
Obs. Mudando seu cardápio diário você evita também as dores de cabeça (cefaleias), evite alimentos com alto teor de cafeína, como, café, refrigerantes, chocolates e chás preto e ou escuros. Nitrito e Nitrato encontrados em alimentos embutidos e nas carnes. Tiranina libera a prostaglandina, hormônio responsável pela sensação de dor, chocolate, vinho tinto, queijos duros, amendoim, carne defumada e frutas cítricas, entre outros, contêm essa substância. Fenóis, aldeídos e sulfetos estreitam os vasos, reduzem os níveis de açúcar no sangue e liberam agentes tóxicos, estão presentes no vinho tinto e bebidas espumantes e destiladas em geral.
E nesses dias também se comemora:
Dia de Nossa Senhora das Mercês
24 de Setembro
Dia de Nossa Senhora das Mercês
Dia do Rádio
25 de Setembro
Dia do Rádio
Dia Nacional do Trânsito
25 de Setembro
Dia Nacional do Trânsito
Dia do Surdo
26 de Setembro
Dia do Surdo
Dia Internacional das Relações Públicas
26 de Setembro
Dia Internacional das 
Relações Públicas

Comentários recentes

Clique aqui e mande seu e-mail
Fale conosco

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Seguidores

Seguidores do Google+

Arquivo do Blog

Feedzilla Widget BEGIN

Estamos de Olho!

Sign by Danasoft - For Backgrounds and Layouts

BlogUp

Lu Cidreira Vídeos

Loading...

Adicione ao FeedTurbo

Agradecimento


Hot Myspace Generators
Fique em forma nada de preguiça Faça seus exercícios na hora certe.

Protetores e licenças

MyFreeCopyright.com Registered & Protected
Indique sempre fontes e autorias das cópias. A originalidade é nossa meta.
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Creative Commons Attribution-Noncommercial-Share Alike 3.0 License .