Dias de Vida do blog

Total de visualizações de página

20 de julho de 2016

Dia Internacional do Amigo e da Amizade

| 1 comentários

20 de Julho

Segundo as definições do Dicionário Aurélio, amigo é aquele ligado a outro por laços de amizade. Em que há amizade. Amizade, portanto, é um sentimento fiel de afeição, simpatia, estima ou ternura entre pessoas que geralmente não são ligadas por laços de família ou atração sexual.
Quem é ou tem um amigo ou traz no peito esse sentimento nobre, sabe que a amizade vai muito além da definição de um dicionário. No decorrer da vida, nós desfrutamos da companhia de diferentes tipos de amigos. Os amigos de nossa infância, dos quais nós podemos lembrar vagamente. Os amigos da escola. O 'melhor' amigo da adolescência. Colegas que encontramos no serviço. Amigos com os quais compartilhamos bons momentos. Companheiros de farra.
À medida que envelhecemos, um amigo com o qual podemos tomar café juntos, enquanto conversamos ou fazemos outro tipo de atividade. Mas existem também relações de amizades entre outros tipos de pessoas de outras regiões, seja por via Internet, onde amizades surgem para suprir um vazio existente ou para descobrir outro mundo, além do seu, ou laços de amizades feitos por pessoas de outras cidades ou regiões, que se conheceram pessoalmente e que preservam, por muito tempo ou por consistência, esse sentimento.
Portanto, hoje, em comemoração ao Dia da Amizade, celebre a data com o amigo por perto; ou se está longe, faça um contato, por mais breve que seja, e reacenda os laços que os unem de amizade, de respeito. Que seu amigo saiba e sinta o quanto você o considera, o quanto você o ama como amigo.
COMO SURGIU A DATA
A origem do Dia Internacional da Amizade é controversa. Isto é, ninguém sabe ao certo como foi que surgiu a idéia de se criar um dia especialmente dedicado aos amigos. Entretanto, acredita-se que a idéia tenha partido de um dentista argentino, chamado Enrique Febbaro. Segundo histórias contadas na Internet, esse dentista, entusiasmado com a corrida espacial que estava a todo vapor na década de 60, decidiu prestar uma homenagem a toda a humanidade por seus esforços em estabelecer vínculos para além do planeta Terra.
Durante um ano, Febbaro teria divulgado o seguinte lema: "Meu amigo é meu mestre, meu discípulo e meu companheiro". Algum tempo depois, com a chegada do homem à Lua em 20 de julho de 1969, ele escolheu esta data para fazer uma festa dedicada à amizade.
A história diz ainda que a comemoração tornou-se oficial em Buenos Aires, capital da Argentina em 1979 e, devagarzinho, acabou sendo adotada em outras partes do mundo.
OS MILAGRES DA AMIZADE
A amizade torna os fardos mais leves, porque os divide pelo meio.
A amizade intensifica as alegrias, elevando-as ao quadrado na matemática do coração.
A amizade esvazia o sofrimento, porque a simples lembrança do amigo é alívio.
A amizade ameniza as tarefas difíceis, porque a gente não as realiza sozinho.
São dois cérebros e quatro braços agindo.
A amizade diminui a distância.
Embora longe, o amigo é alguém perto de nós. A amizade enseja confidências redentoras: problema partilhado, percalço amaciado; felicidade repartida, ventura acrescida.
A amizade coloca música e poesia na banalidade do cotidiano.
A amizade é a doce canção da vida e a poesia da eternidade.
O amigo é a outra metade da gente.
O lado claro e melhor.
Sempre que encontramos um amigo, encontramos um pouco mais de nós mesmos.
O amigo revela, desvenda, conforta.
É uma porta sempre aberta, em qualquer situação.
O amigo na hora certa é o sol ao meio-dia, estrela na escuridão.
O amigo é a bússola e rota no oceano, porto seguro da tripulação.
O amigo é o milagre do calor humano que Deus opera num coração.
Roque Schneider
HOMENAGEM À AMIZADE
Não esconda nunca o quanto você valoriza seu amigo.
Embora você ache que ele saiba o quanto o estima, nunca é demais palavras e atitudes de carinho.
Elas sempre são e serão bem vindas, palavras doces não dão diabetes, fique sossegada.
Quem tem Amor no coração, sempre entenderá o valor da Amizade!
Ele nunca é cobrado, é doado em carinhos sem fim, generosidade que sai naturalmente, sem que se perceba.
Tudo que é natural assim como a natureza, deve sempre ser homenageado, não existem datas especiais para se falar quanto amamos nossos amigos.
A mão estendida não é pedida, ela estende automaticamente, pois conhece as necessidades, falam alto as compatibilidades.
Hoje quis homenagear minha amiga, escrever para que você saiba o quanto é importante para mim!
Mesmo que te diga sempre, nunca será suficiente, amizade verdadeira não se descreve, ela é sentida de tantas coisas boas e amor sem fim.
Amiga, sempre estarei aqui, na telinha ou fora dela, não importa isso, e sim meu carinho por você, minhas orações, saiba que para sempre... será assim!
Lena Viola
PESSOAS ESPECIAIS COMO VOCÊ...
As pessoas especiais são aquelas que têm a habilidade de dividir suas vidas com os outros...
Elas são honestas na palavra e nas atitudes, são sinceras e compassivas e sempre dão por certo que o amor é parte de tudo.
As pessoas especiais são aquelas que têm habilidades para doar aos outros e de ajudá-los com as mudanças que surgem em seus caminhos.
Elas não têm medo de ser vulneráveis; elas acreditam que são únicas e têm orgulho em ser sinceras e reais.
As pessoas especiais são aquelas que se permitem os prazeres de estar próximo aos outros e se importam com a felicidade deles.
Elas vieram para entender que o amor é o que faz a diferença na vida.
As pessoas especiais são aquelas que realmente tornam a vida mais bela.
Seja sempre uma pessoa especial na vida de alguém.
Feliz Dia da Amizade...
Bethpml
AMIZADE
É difícil e raro encontrar um amigo fiel, um amigo de verdade. Mas existem algumas regras que podem nos ajudar a conquistar e preservar uma amizade preciosa.
Regra número 1: Se quiserem ter amizades longas, procurem ter memória curta.
Regra número 2: Se procurarem amigos sem defeitos, não terão nenhum amigo.
Regra número 3: Seu melhor amigo é aquele que traz à tona o que há de melhor em você.
Regra número 4: Um amigo é alguém que compreende seu passado, acredita em seu futuro e o aceita hoje, do jeito que você é.
Regra número 5: A amizade não deve ser vista como algo que recebemos e sim como algo que oferecemos.
Regra número 6: É bom ter um amigo para compartilhar as tristezas; mas é indispensável ter um amigo para compartilhar as alegrias.
Regra número 7: Ninguém é tão auto-suficiente que não precise de um amigo.
Não há maior riqueza no mundo, do que ter bons amigos.
Mas não nos esqueçamos que: para se ter um amigo, é preciso ser um bom amigo.
Muita gente se esquece, mas a amizade é uma estrada de duas mãos.
Fonte: www.velhosamigos.com.br

16 de julho de 2016

Doenças efeitos e causas

| 0 comentários

O termo doença amplamente refere-se a qualquer condição que prejudica a função normal.
Geralmente, este termo é usado para se referir especificamente a doenças infecciosas, que são doenças clinicamente evidentes que resultam da presença de patogénicos microbianos, incluindo os vírus, bactérias, fungos, protozoários, organismos multicelulares, e proteínas aberrantes conhecidas como priões.
Uma infecção que não e não produzirá prejuízo clinicamente evidente de funcionamento normal, tal como a presença dos normais de bactérias e leveduras no intestino, não é considerada uma doença; pelo contrário, uma infecção assintomática ou seja, durante o seu período de incubação, porém deverá produzir sintomas mais tarde, normalmente é considerada uma doença. Doenças não infecciosas são todas as outras doenças, incluindo a maioria das formas de câncer , doenças do coração e doenças genéticas.
A doença é uma condição anormal que afetam o corpo de um organismo. Muitas vezes, é interpretado de forma a ser uma condição médica associada específicos sintomas e sinais.
Pode ser causada por fatores externos, tais como doenças infecciosas , ou pode ser causada por disfunções internas, tais como doenças auto-imunes.
Nos seres humanos, a "doença" é frequentemente usado mais amplamente para se referir a qualquer condição que causa dor, disfunção, angústia, problemas sociais, ou morte para a pessoa atingida, ou problemas semelhantes para aqueles em contato com a pessoa. Neste sentido mais amplo, por vezes, inclui lesões , incapacidades, doenças, síndromes, infecções, isoladas sintomas desviantes, comportamentos atípicos e variações de estrutura e função, enquanto que em outros contextos e para outros fins estas podem ser consideradas categorias distintas.
Doenças normalmente afetam as pessoas, não só fisicamente, mas também emocionalmente, como contratante e viver com muitas doenças podem alterar a própria perspectiva de vida, e sua personalidade.
Morte devido a doença é chamada morte por causas naturais.
Existem quatro tipos principais de doença: doença patogênica, doença de deficiência, doença hereditária e doença fisiológica.
Doenças também podem ser classificados como doenças transmissíveis e não transmissíveis

O que é

A doença é um termo usado para qualquer condição que prejudica o funcionamento normal de um organismo ou corpo. Apesar de plantas e animais também ter doenças de contrato, de longe, os mais significativos relacionados com a doença áreas de interesse são as condições que afligem os seres humanos.
Eles podem ser divididos em três categorias: intrínsecos, ou vindo de dentro do corpo; extrínseca, ou emerge fora dele, e de origem desconhecida.
Até o século XX trouxe mudanças nos padrões de vida e de saúde das sociedades industrializadas, doenças extrínsecos foram a maior ameaça, hoje, no entanto, as doenças de origem intrínseca são muito mais familiar. Entre eles estão relacionados ao estresse, doenças auto-imunes, cancros, doenças hereditárias, glandulares condições, e condições decorrentes da desnutrição. Existem também doenças, tais como a doença de Alzheimer, cujas causas permanecem essencialmente desconhecidos.

Como funciona

Qualquer condição que prejudica o funcionamento normal de um organismo pode ser chamado de uma doença. No organismo humano, tal como em todas as outras, existem certos requisitos básicos, que no corpo humano incluem a necessidade de uma certa quantidade apropriada de oxigénio, a acidez, salinidade (teor em sal), nutrientes, e assim por diante. Estas condições devem ser todas mantidas dentro de um intervalo muito estreito, e qualquer desvio poderá causar a doença.
As doenças podem ser classificadas em três grupos gerais. Existem condições que são infecciosas, ou extrínseco, o que significa que elas são causadas por uma infecção por meio do qual um vírus, bactéria , ou outro parasita entra no corpo. Doenças infecciosas, infecções, eo sistema imunológico que normalmente protege-nos contra eles são discutidos em outra parte deste livro. Nossa atenção no contexto atual será dedicado aos outros dois grandes categorias-não-infecciosas, ou intrínseca, as doenças e as doenças de origem desconhecida.

Classificando doenças intrínsecas

Existem várias variedades básicas de doença intrínseca, ou condições que não são nem contagiosa nem transmissível . Estas variedades estão listados nos próximos parágrafos. O ensaio doenças não-infecciosas inclui a discussão de outros sistemas de classificação das doenças, quer do intrínseca ou extrínseca a variedade.
Doenças hereditárias: doenças que são genética, o que significa que eles são passados de geração em geração. Um exemplo, discutidos em doenças não infecciosas, é hemofilia. Hereditariedade não é uma "causa", e algumas das doenças de origem desconhecida pode ser transmitida de pais para filhos. Algumas formas de câncer são hereditários, assim, como outras condições discutidas em outra parte deste livro.
Doenças glandulares: Condições envolvendo uma glândula, isto é, uma célula ou grupo de células que os filtros de materiais a partir do sangue, processos que materiais e segrega-lo ou para usar novamente no corpo ou pode ser eliminado como um resíduo. Exemplos incluem diabetes mellitus, examinadas em doenças não infecciosas, bem como rins e várias doenças do fígado, entre eles, hepatite e icterícia . Bócio, um inchaço na área do pescoço causado por uma dieta pobre em iodo , é ao mesmo tempo um glandular e uma condição na dieta, o que ilustra a sobreposição entre os tipos de doenças.
Doenças alimentares: Estas são todas as doenças que se relacionam com a deficiência de nutrientes, ou uma total falta de alimentação adequada (isto é, a desnutrição), ou a ausência de um nutriente essencial. Exemplos incluem pelagra , escorbuto, e raquitismo , todos os quais são deficiências vitamínicas, bem como kwashiorkor , o que provoca um inchaço da barriga e é causada por uma falta de proteína.
Cânceres: Câncer não é apenas uma doença, mas cerca de 100 condições. As suas duas características principais são descontrolado crescimento de células doentes no organismo humano e a migração da doença a partir do local de origem para locais distantes no organismo. Se a expansão não é controlada, o cancro pode resultar em morte. (Veja doenças não-infecciosas para mais.)
Relacionados ao estresse: doenças cardíacas são algumas condições hereditárias ou glandular, mas algumas poucas doenças do coração e sistema circulatório são exacerbados pelo estresse. Exemplos incluem sopros cardíacos , endurecimento das artérias e veias varicosas . Vamos examinar doenças do coração e os efeitos gerais de estresse em breve.
Doenças auto-imunes: Esta é uma categoria particularmente assustador da doença, porque envolve uma rejeição do próprio corpo pelo próprio sistema imunológico do organismo. Doenças auto-imunes, cujos exemplos incluem lúpus e artrite reumatóide , são discutidas no sistema imunológico.

Doenças de Origem Desconhecida

Finalmente, há doenças para as quais não há causa conhecida. Em alguns casos, é possível que a hereditariedade , dieta, ou algum outro aspecto da existência humana tem um papel, mas não é certo. E mesmo se, por exemplo, a hereditariedade desempenha um papel, os fatores hereditários exatas não estão estabelecidos. Em qualquer caso, muitas das categorias de doença temos listados não equivalem a "causas", mas são tipos de doença. Além disso, algumas doenças classificadas em uma das categorias listadas também pertence às fileiras das doenças com causas desconhecidas. Por exemplo, muitas doenças auto-imunes são um mistério para os cientistas. Da mesma forma, crônica fadiga síndrome, considerada uma doença de origem desconhecida, é, obviamente, uma desordem relacionada ao estresse, enquanto a fibromialgia , caracterizada por dores músculos e tecidos, podem ser relacionadas com o stress também. Duas doenças cerebrais de origem desconhecida, doença de Creutzfeldt-Jakob e doença de Alzheimer

14 de julho de 2016

O Terceiro Grito

| 0 comentários


O terceiro Grito argumento de autoria do Jornalista e escritor Inocêncio Nóbrega
Gritar, falar alto, sempre incomoda aos ouvidos, porém na terra de surdos esta a melhor alternativa. Voz baixa, moderada, manifestada nas suas cartas às Cortes, também não deu certo, o que levou a D. Pedro ao Grito do Ipiranga. Portugal acordou, mas era tarde, em poucos meses o brado, seguindo o modelo de outros brados, terminou de vez com as pretensões portuguesas. Passamos a simbolizar o ato a cada Sete de Setembro, povo e dirigentes. Não sei de sua primeira edição em público. O dia maior da Pátria existe e é nela que recarregamos nossas energias de civismo. Desfiles, irmanando-se militares e civis, foram concebidos nas cidades do país, nalgumas com mais pompas. Renasciam o entusiasmo e a confiança no grande destino da nação.
Desde a presença de autoridades fantoches nos palanques as solenidades da data foram caindo de prestígio. A mídia sonora colaborou nesse desmonte. Institutos de educação e cultura; trabalhadores e patrões vendaram-lhes os olhos. Assim, caminhamos para a Pátria de ninguém, e antes que acontecesse por completo, a Igreja jovem resolveu intervir, surgindo, em 1995, a versão do Grito dos Excluídos, tema da Campanha da Fraternidade naquele ano. A partir daí os dois gritos, de expulsores e excludentes, correm juntos, cada qual a seu estilo, desmazelos de um e teológico do segundo.
Esvaziada, novamente a atenta juventude é chamada. A acomodação não é de seu feitio. Quer garantia de seu futuro e do Brasil, já. Abomina a praxe das marchas e discursos vazios, a incutirem falso patriotismo. Sem emitir vozes, simplesmente com seus gestos aponta soluções. Relembrando o “esculacho”, o chamado Black bloc distribui-se em blocos radicais, porém fraternos, que aparecem de tocas e estandartes negros, além das cores nacionais, de braços dados formados em cordões, dispostos ao confronto com os policiais, numa sequência de gritos de guerra. São grupos solidários, definindo-se como “coletivo unido”, pregando o fim do capitalismo, do lucro aviltante, fazendo apologia do voto nulo. Escandalosa concentração de riquezas da rede bancária, corrução e impunidade estão sob sua mira. Há até palhaços, que em megafones destilam ideologia em versos. É o Terceiro Grito, buscando na história, de séculos atrás, uma prática usual contra reinos da época, vários destronados, inovadora entre nós, e violência só acontece para revidar provocações violentas. Rio de Janeiro e outras capitais protagonizaram a nova forma de protesto, para temor de alguns governantes estaduais e seus auxiliares, que preferiram desertar, uns se apressaram em sair, das comemorações do Dia da Pátria, talvez envergonhados.
Inocêncio Nóbrega 
Jornalista
inocnf@gmail.com. 
 

O jornalista e escritor Inocêncio Nóbrega Filho foi homenageado com a concessão da Medalha Augusto dos Anjos na Assembléia Legislativa da Paraíba através da proposição do deputado estadual Dunga Júnior (PTB). 
Dunga Júnior ressaltou a importância do jornalista, que desde a década de 50 milita na imprensa paraibana, além de seu envolvimento nas batalhas nacionalistas, sobretudo na época da ditadura militar. 
“Um grande historiador, um grande homem, que um tem legado grandioso pela Paraíba. Uma homenagem mais do merecida a esse homem, pelo seu histórico e pela sua luta. O sabor de viver faz parte da vida do homenageado E também por ser prata da Casa, já que foi funcionário da ALPB por muitos anos”, afirmou o parlamentar.
Já o jornalista agradeceu a todos os presentes e em especial à Mesa Diretora da ALPB pela homenagem e também falou sobre a sua segunda obra. “É um resgate dos que escreveram sobre a história do Brasil. Agradeço a homenagem prestada, e dedico aos colegas jornalistas”, ressaltou Inocêncio Nóbrega.
De acordo com ele, o livro trata de todo o processo de Independência do Brasil, começando em 1630, com o enforcamento de Domingos Escalabar e culminando em 1831, com a abdicação de dom Pedro e o envolvimento do jornalista paraibano Antônio Borges da Fonseca.
Atualmente, Inocêncio mora na cidade de Maceió, em Alagoas, onde escreve para o jornal Tribuna Independente e também para o jornal paraibano Contraponto.

Imagem: Google meramente ilustrativa. 

Comentários atuais

Seguidores

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Uol

Gostou do Blog? Então doe um drinque?

Estamos no Google+