Quem sou eu

Minha foto
Sou Guerreira, romântica, poeta, escritora, paciente, prudente, perseverante, amante da natureza...

Follow by Email

Minha lista de blogs

Dias de Vida do blog

Total de visualizações de página

19 de fevereiro de 2008









Continuando a falar sobre fotografia
Falaremos sobre Obturador

É o dispositivo que regula a entrada da luz para impressionar a emulsão sensível. Os obturadores modernos se apresentam sob várias formas, mas só existem dois tipos básicos: Cortina ou plano focal.Central ou entrelentesNo controle da exposição, o obturador funciona em conjunto com abertura de diafragma. O obturador era desnecessário nos primórdios da fotografia. As emulsões fotográficas (revestimento sobre chapas de vidro, naquela época) tinham uma sensibilidade tão baixa que eram necessário exposições de muitos segundos ou até mesmo minutos. Estas eram conseguidas removendo-se e recolocando-se a tampa da lente. Hoje, as emulsões são tão sensíveis, que o uso do obturador torna-se indispensável.Os tipos de obturadores são geralmente acionados por malas, porem muitos possuem circuitos eletrônicos de regulagem de tempo. Para alterar as velocidades do obturador torna-se necessário variar a tensão física das molas, ou fazer entrar em funcionamento uma série de engrenagem que retarde o fecho do obturador. Essa regulagem é feita através de um anel, situado na parte frontal de câmara ou na sua parte superior, seguindo uma escala padrão seguinte: 1, ½, ¼, 1/8, 1/15, 1/30, 1/60, 1/125, 1/250, 1/500, 1/1000, 1/2000, de segundos.OBTURADOR CENTRAL OU ENTRELENTESQuando o disparador é acionado, esse tipo de obturador abre-se em sua totalidade, quase instantâneamente, e fecha-se depois de corrigido o período de tempo para o qual foi regulado. Está localizado logo atrás do diafragma ou incorporado na objetiva. O obturador central funciona com alguma vantagem para a fotografia com flash, mas tem uma pequena desvantagem no que se refere a tamanho e velocidade máxima.De um modo geral, o obturador de palheta dificilmente propociona uma velocidade máxima superior a 1/500 de segundos. O movimento de retorno das palhetas impõe limites a seu rendimento. Por outro lado,ele é grande demais no sentido de que necessita de espaço para que as palhetas se movam para fora, para poder ser colocado lo diante do filme,que realmente é a posição ideal para um obturador.OBTURAODR DE CORTINA OU PLANO FOCAO obturador de cortina é constituído por duas cortinas, uma seguida da outra, feitas de tecido impregnados de borracha ou de metal, com uma fenda de tamanho regulável. A cortina desloca-se à distância de alguns milímetros da superfície da emulsão semsível, permitindo passar mais luz ou menos luz, de acordo com o tamanho da fenda e da velocidade. As variações de velocidades são conseguido unicamente com o grau de separação entre as duas cortinas.Além disso, o obturador de cortina é outo-obturador: não há separação entre as cortinas, enquanto o obturador estiver sendo armado. Assim,o filme fica perfeitamente protegido contra a luz, exeta no monento em que a exposição estiver sendo feita. Torna-se possível fazer troca de lentes, sem o perigo de velar o filme, pois o obturador está vedado totalmente a passagem da luz, o que torna-se difícil com o obturador de palhetas.

0 comentários :

Comentários atuais

Seguidores

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Uol

Gostou do Blog? Então doe um drinque?

Estamos no Google+

Google+ Followers

Lançamento do livro de Rita Cidreira

Lançamento do livro de Rita Cidreira
Os maus tratos vividos em um casamento conturbado de uma mulher bem sucedida na vida vão transformar sua vida e viver um dilema de sentimentos. Ela luta com a ajuda da família, para solucionar o problema e se renova buscando a força necessária, para reviver uma nova historia, encontrado no acaso, através da ajuda de um homem desconhecido a força do amor que ira desabrochar e vai mudar toda sua vida. A mudança de um homem, que por causa de um atropelamento, ressurge, emerge para o brilho da vida e persevera, perseguindo seu real objetivo, para viver seu grande amor. Mesmo sabendo de todas as dificuldades que irá encontrar para prosseguir o seu caminho. Categorias: Romance, Poesia, Ficção e Romance, Ficção Palavras-chave: a, amor, do, força, fronteiras., sem. Clique na imagem que levará ao Clube dos Autores e adquira seu exemplar.