Quem sou eu

Minha foto
Sou Guerreira, romântica, poeta, escritora, paciente, prudente, perseverante, amante da natureza...

Follow by Email

Minha lista de blogs

Dias de Vida do blog

Total de visualizações de página

15 de julho de 2008

VOLTANDO A FALAR SOBRE FOTOGRAFIA


FOTOMETRO MANUAL

O fotômetro de mão possui escala constituída por uma seqüência de numero.
Quando apontamos numa direção, ele mede a luz refletida pelos objetos situados dentro do seu ângulo de leitura, 30º. Existem aparelhos cujo ângulo de leitura é 1º. A indicação da agulha é transferida para um ábaco dial no próprio aparelho onde se marca a sensibilidade do filme utilizado, o que resulta na indicação de uma série de pares diafragma/velocidade equivalente.
Quando a agulha passa de um número para o outro, por ex: de 5 p/ o 6 isso significa que a intensidade da luz medida dobrou. Isto é ela aumentou de 1 ponto. Isso é muito importante pois permite medir a variação de luz muna cena: Se para uma área isolada da cena a agulha indicar o nº 7 e para a outra, o nº 4, isso significa que existe uma diferença de luz de 3 ponto, entre uma área e outra. Para se medir a luz de uma área isolada é preciso aproximar o Fotômetro o bastante para que somente a área medida esteja dentro do ângulo de leitura.
O fotômetro é uma maquina e repete sempre a mesma operação. Ele não é capaz de distinguir se a intensidade de luz que está medindo provém de um objeto claro ou escuro. Quando mede a luz de um elemento isolado e de tonalidade uniforme, esse elemento sempre será representado no negativo com a densidade média, qualquer que seja sua densidade original.

MEDIÇÃO DA LUZ
Luz incidente: É aquela que recai diretamente sobre o objeto fotografado. Para medir essa luz, usamos o fotômetro manual provido do difusor esférico, apontado do assunto em direção à câmara. O difusor serve para substituir a luz e reduzir sua intensidade.

Luz refletida: É a luz que provém do objeto fotografado. Quando medida por fotômetro manual, opera-se normalmente, sem o difusor. Em geral essa luz pode ser medida com o próprio fotômetro embutido da câmara.

Luz de flash: Esse tipo de luz não pode ser medida por um fotômetro comum, pois o mesmo só mede a intensidade da luz, enquanto que, nesse caso, além da intensidade, temos que medir sua duração.
Os fotômetros de luz de relâmpagos medem a luz incidente. A célula é coberta por um difusor, ajusta-se previamente a sensibilidade da película e dispara-se o flash.
O número f: necessário é indicado por uma seta iluminada ou por números digitais, Flash-Meeter - mede a luz do flash.

CONHACENDO OS TIPOS DE FOTÔMETROS:
De acordo com o material sensível à luz: ( células fetoelétricas ) pela ordem em que foram descobertos
1º Selênio; 2º Sulfeto de Cádmio Cds; 3º Silicone SLR.

0 comentários :

Comentários atuais

Seguidores

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Uol

Gostou do Blog? Então doe um drinque?

Estamos no Google+

Google+ Followers

Lançamento do livro de Rita Cidreira

Lançamento do livro de Rita Cidreira
Os maus tratos vividos em um casamento conturbado de uma mulher bem sucedida na vida vão transformar sua vida e viver um dilema de sentimentos. Ela luta com a ajuda da família, para solucionar o problema e se renova buscando a força necessária, para reviver uma nova historia, encontrado no acaso, através da ajuda de um homem desconhecido a força do amor que ira desabrochar e vai mudar toda sua vida. A mudança de um homem, que por causa de um atropelamento, ressurge, emerge para o brilho da vida e persevera, perseguindo seu real objetivo, para viver seu grande amor. Mesmo sabendo de todas as dificuldades que irá encontrar para prosseguir o seu caminho. Categorias: Romance, Poesia, Ficção e Romance, Ficção Palavras-chave: a, amor, do, força, fronteiras., sem. Clique na imagem que levará ao Clube dos Autores e adquira seu exemplar.