Quem sou eu

Minha foto
Sou Guerreira, romântica, poeta, escritora, paciente, prudente, perseverante, amante da natureza...

Follow by Email

Minha lista de blogs

Dias de Vida do blog

Total de visualizações de página

16 de dezembro de 2008

Pequena biografia de Cássia Eller


10 de dezembro

1962, nasceu Cássia Eller



Cantora de sucesso, homossexual assumida, viveu em diversas cidades brasileiras e teve empregos tão estranhos quanto servente de pedreiro.

Em 1994, teve um filho com um músico, o baixista Otávio Fialho.

Nasceu no Rio de Janeiro, tendo vivido também em Santarém, Belo Horizonte e Brasília.

Tocava violão desde os 18 anos, cantou também ópera e frevo e tocou surdo em um grupo de samba.

Lançou seu primeiro disco em 1990 e, a partir de então, consagrou-se como a mais importante cantora do universo pop/rock dos anos 90.

Cássia Rejane Eller nasceu no dia 10 de dezembro de 1962, filha de um sargento paraquedista do Exército e foi chamada Cássia, por sugestão de sua avó, devota de Santa Rita de Cássia.

Nasceu carioca e, aos seis anos, mudou-se com a família para Belo Horizonte, capital de Minas Gerais. Quatro anos depois, morava no Pará, na cidade de Santarém e aos 12 voltou para o Rio.

Sua mãe tinha amigos músicos e ela, aos 14 anos, já se interessava em ser cantora e tocava violão, cantando principalmente músicas dos Beatles.

Com 18 anos, mudou-se novamente. Desta vez a família foi para Brasilia. Um ano depois, Cássia participou de um show de Oswaldo Montenegro, mas já cantava em coral, vivia fazendo testes para musicais e participara de duas óperas, no coro. Trabalhava ainda como garçonete e cozinheira.

De volta à Minas, trabalhou como servente de pedreiro.

Aos 20 anos estava novamente no Distrito Federal e fez parte do primeiro trio elétrico da capital e cantava em um grupo de forró. Pensou em ser cantora de ópera, mas não tinha paciência para estudar, nem mesmo canto lírico. Tanto que abandonou a escola sem concluir o segundo grau.

Em 1989 um tio seu, Anderson, resolveu ser seu empresário. Em São Paulo, provdenciou a gravação de um demo e levou-o à Polygram. Cássia já tinha 26 anos.

No demo, estava gravada a música “Por Enquanto”, de Renato Russo. A Polygram a contratou e esta mesma música foi o seu primeiro grande sucesso, num disco lançado em 1990.

A partir de então, começou uma carreira brilhante, com muitos discos gravados e inúmeros sucessos.

Em 1994 nasceu seu filho, Chicão (Francisco Ribeiro Eller). O pai era o baixista Otávio Fialho, que morreu num acidente de automóvel pouco antes do nascimento da criança. Mas Cássia vivia desde 1987 com Eugênia Vieira Martins e Chicão foi criado então por elas.

De 1998 a 2000, a cantora fez um tratamento de desintoxicação para se livrar do vício na cocaína. Ela própria dizia que a cocaína estava atrapalhando a sua vida.

Por isso, no dia 29 de dezembro de 2001, quando Cássia

foi levada para a Clínica Santa Maria, nas Laranjeiras, no Rio, reclamando de enjôos e do estresse de excesso de trabalho e, depois de três paradas cardíacas, morreu, muita gente achou ela morrera por overdose de drogas.

Esta hipótese foi porém descartada posteriormente pelos médicos.


Cássia Eller tinha apenas 39 anos quando morreu e sua companheira travou uma luta contra a intolerância, o preconceito e as leis anacrônicas para poder manter a guarda do filho da cantora que vinha sendo criado por elas.

0 comentários :

Comentários atuais

Seguidores

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Uol

Gostou do Blog? Então doe um drinque?

Estamos no Google+

Google+ Followers

Lançamento do livro de Rita Cidreira

Lançamento do livro de Rita Cidreira
Os maus tratos vividos em um casamento conturbado de uma mulher bem sucedida na vida vão transformar sua vida e viver um dilema de sentimentos. Ela luta com a ajuda da família, para solucionar o problema e se renova buscando a força necessária, para reviver uma nova historia, encontrado no acaso, através da ajuda de um homem desconhecido a força do amor que ira desabrochar e vai mudar toda sua vida. A mudança de um homem, que por causa de um atropelamento, ressurge, emerge para o brilho da vida e persevera, perseguindo seu real objetivo, para viver seu grande amor. Mesmo sabendo de todas as dificuldades que irá encontrar para prosseguir o seu caminho. Categorias: Romance, Poesia, Ficção e Romance, Ficção Palavras-chave: a, amor, do, força, fronteiras., sem. Clique na imagem que levará ao Clube dos Autores e adquira seu exemplar.