Quem sou eu

Minha foto
Sou Guerreira, romântica, poeta, escritora, paciente, prudente, perseverante, amante da natureza...

Follow by Email

Minha lista de blogs

Dias de Vida do blog

Total de visualizações de página

9 de novembro de 2009

POESIA É A ARTE DE EXPRESSAR A ALMA.

Esta poesia é para RESSALTAR aos nossos dirigentes o valor do nosso Nordeste.

TERRA ABANDONADA

Terra abandonada, seca, áspera e triste, conversa fala.
Os galhos secos estalam. É a natureza, é a terra abandonada.
Os olhos correm na terra abandonada, aquele ciclo pequeno,
De riquezas e abandonado. Miséria!...

Terra abandonada, não dá nada!...
Que tristeza, não se pode fazer nada.
O sol tini e o vento espalha, a poeira nos galhos nus existentes.
O dia cai e a noite chega e a terra, areja com o luar.

Foi-se o luar e raiou dia novamente na terra.
Veio a primavera e a terra abandonada encheu-se de festa,
Rosas se abriram, para gloriar a terra abandonada e foi-se a primavera,
Que a terra ficou na espera, e veio o verão, que secou ainda mais a terra!...

5 comentários :

  • lucidreira says:
    9 de novembro de 2009 19:52

    Tô gostando de ver, boa, parabens.
    Está sentindo o novo layalt.

  • Guará Matos says:
    11 de novembro de 2009 16:47

    Olá Rita, parabéns pelo texto. Belíssimo mesmo.
    Ao amigo Lu, obrigado pela dica.
    Abraços pra todos.
    Ps: Gostaria de Ver a Rita me fazendo uma visita.

  • Guará Matos says:
    13 de novembro de 2009 22:20

    Ritinha, querida...
    Obrigado pelas visitas e os comentários carinhosos que só valorizam o nosso trabalho.
    Beijos aos milhões.

  • Guará Matos says:
    15 de novembro de 2009 02:02

    Alô, olha o domingo bom aí!
    Viva!
    E aí Lu, não some, vc é 1000.
    Aí Ritinha continue matando a apu com seus comentário, Valeu!

    Abraços.

    ___________________________________

    Dê uma lida também no AFOGANDO O GANSO ENTERTAINMENT
    http://jafogandooganso.wordpress.com/
    São muitas informações de cultura, lazer, entrtenimento e curiosidades do Rio de Janeiro.

  • Maria de Lourdes says:
    16 de setembro de 2013 17:28

    Linda poesia! Falar do Nordeste é minha paixão.

Comentários atuais

Seguidores

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Uol

Gostou do Blog? Então doe um drinque?

Estamos no Google+

Google+ Followers

Lançamento do livro de Rita Cidreira

Lançamento do livro de Rita Cidreira
Os maus tratos vividos em um casamento conturbado de uma mulher bem sucedida na vida vão transformar sua vida e viver um dilema de sentimentos. Ela luta com a ajuda da família, para solucionar o problema e se renova buscando a força necessária, para reviver uma nova historia, encontrado no acaso, através da ajuda de um homem desconhecido a força do amor que ira desabrochar e vai mudar toda sua vida. A mudança de um homem, que por causa de um atropelamento, ressurge, emerge para o brilho da vida e persevera, perseguindo seu real objetivo, para viver seu grande amor. Mesmo sabendo de todas as dificuldades que irá encontrar para prosseguir o seu caminho. Categorias: Romance, Poesia, Ficção e Romance, Ficção Palavras-chave: a, amor, do, força, fronteiras., sem. Clique na imagem que levará ao Clube dos Autores e adquira seu exemplar.