Quem sou eu

Minha foto
Sou Guerreira, romântica, poeta, escritora, paciente, prudente, perseverante, amante da natureza...

Follow by Email

Minha lista de blogs

Dias de Vida do blog

Total de visualizações de página

10 de março de 2010

AMOR ETERNO

Você gosta do meu vestido?, perguntou uma menina para uma estranha que passava.

- Minha mãe fez para mim! comentou com uma lágrima nos olhos.

- Bem, eu acho que é muito bonito. Mas me conte porque você está chorando, disse a senhora.

Com um ligeiro tremor na voz a menina falou:

- Depois que mamãe me fez este vestido, ela teve que ir embora.

- Bem, disse a senhora, agora você deve ficar esperando por ela. Estou certa que ela voltará em breve.

- Não senhora, a senhora não entendeu. Meu pai disse que a mamãe está com meu avô, no céu.

Finalmente, a mulher percebeu o que a criança estava dizendo e porque estava choramingando.

Comovida, ajoelhou-se e, carinhosamente, embalou a criança nos braços.

Acariciando-a, chorou baixinho com ela. Então, de repente, a menina fez algo que a mulher achou muito estranho: começou a cantar.

Cantava tão suavemente que era quase um sussurro. Era o mais doce som que a mulher já tinha ouvido. Parecia a canção de um pássaro. Quando a criança parou de cantar, explicou para a senhora:

- Minha mãe cantou esta canção para mim antes de ir embora. Ela me fez prometer sempre cantar quando começasse a chorar, porque isso me faria parar. Veja, exclamou a criança, cantei e agora os meus olhos estão secos.

Quando a mulher se virou para ir embora, a pequena menina se agarrou na sua roupa.

- Senhora, pode ficar apenas mais um minuto? Quero lhe mostrar uma coisa.

- Claro que sim, falou a dama. O que você quer que eu veja?

Apontando para uma mancha no seu vestidinho, a menina falou:

- Aqui está a marca onde minha mãe beijou meu vestido. E aqui, disse, apontando outra mancha, é outro beijo, e aqui, e aqui. A mamãe disse que colocou todos esses beijos em meu vestido para que eu sempre tenha seus beijos se algo me fizesse chorar.

Naquele momento a senhora percebeu que não estava apenas olhando para uma criança, cuja mãe sabia que iria partir e que não estaria presente, fisicamente, para beijar as lesões que a filha viesse a ter.

Aquela mãe havia gravado todo seu amor no vestido da sua pequena e encantadora criança. Vestido que agora a menina usava tão orgulhosamente.

A mulher já não via apenas uma pequena menina dentro de um simples vestido. Via uma criança embrulhada no amor de sua mãe.

***

A morte a todos alcança. Preparar-se para recebê-la com dignidade, preparando igualmente os que permanecerão na terra por mais tempo, demonstra altruísmo e grandeza de alma.

Como Jesus nos afirmou que nenhum de nós sabe exatamente a hora em que terá que partir, importante que distribuamos o nosso amor e vivamos as nossas vidas em totalidade.

Assim, quando tivermos que partir, as lembranças do que fomos e do que fizemos, aquecerão as almas dos nossos amores, amenizando o vazio da nossa ausência física.

Pensemos nisso!
-----------------------------------------
Sempre eu coloco algumas reflexões aqui.
Fonte: http://www.reflexao.com.br/

12 comentários :

  • Felina Mulher says:
    10 de março de 2010 12:47

    Lu...que mensagem lindaaa...sabe eu me preocupo muito com isso, não que eu pense na morte diariamente, mas me preocupo se a missão que Deus me deu está sendo cumprida.Mts vezes eu sei que alguns tiram proveito disso, do meu trabalho, mas não me afeta de modo algum. Gostaria que minha filha tivesse essa lembrança boa de mim, e que eu consiga passar tudo isso à ela.

    Um beijo querido amigo...no coração!

  • Guará Matos says:
    10 de março de 2010 13:58

    Muito bela a mensagem, Lu. O amor verdadiro emociona e comove.
    Linda mesmo.
    Um beijo.

  • Felina Mulher says:
    10 de março de 2010 20:24

    Ja levei teu banner querido...divulgado!

    Um beijo.

  • Meias de Seda (Suzy) says:
    11 de março de 2010 12:46

    Um lindo texto que consegue nos sensibilizar.
    Como dizia Renato Russo: "É preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã".
    Eu digo "eu te amo" pra meu filho todos os dias, várias vezes ao dia. Beijo, abraço, agarro...rs Quando eu me for, quero que ele tenha a certeza que foi muuuuuuito amado! É a melhor herança que posso deixar pra ele...meu amor incondicional.

    Um grande abraço pra ti e beijinhos pra Rita ;)

  • Mary says:
    11 de março de 2010 13:49

    Olá, muito lindo este texto.
    Lucidreira, fico feliz que tenha gostado do post, a charge do chifrinho é do site animatunes tem coisas muito legais por lá, vale a pena conferir.Endereço: http://www.animatunes.com.br/
    Obrigada pela visita
    Um abraço

  • Felina Mulher says:
    11 de março de 2010 15:12

    Obrigada pela visita, pelas palavras...qto as imagens, deixa eu te confessar uma coisa: demoro mais tempo procurando pela net as imagens do que escrevendo, coloco até minha filha para procurar e qdo não encontro o que eu quero, posto alguma minha msm.

    Um beijo carinhoso meu anjo querido .

  • Vampira Dea says:
    11 de março de 2010 15:42

    Seu blog é dez!

  • Felina Mulher says:
    11 de março de 2010 15:47

    Não Lu, eu não entendi errado, eu so me alertei pq tenho um espaço na barra lateral do meu blog, para os amigos que possuem banner, e vi que não tinha o seu....ok?...entendido?


    Obrigada________Felina.

  • Felina Mulher says:
    11 de março de 2010 19:54

    Eu nunca sei se é aki que tenho que comentar pra vc Rita...é?....kkk
    Bom, adorei teu comentário, na verdade o passado de tanto falo, a solidão, a saudade que me deixou, me servem ate hj de inspiração, o dia que me livrar dele eu páro de escrever ou então mudo o rítmo...começo a escrever coisas alegres, como as que estão no livro que estou escrevendo.Mas eu vejo as coisas de maneira alegre e feliz.
    Obrigada por leres-me!
    Um beijo agradecido.

  • O Santo Forte says:
    12 de março de 2010 16:14

    Queria uma ajuda sua se você puder é claro tou fazendo um declaração de amor pra uma pessoa muito especial e gostaria de sua ajuda ex: você tira uma foto sua e escreve esses dizeres Fernanda aquixxx (o nome da sua cidade ) todos ja sabe que Herberth te ama muito, mas informações no meu blog se você puder divulgar abradeço de coração...

  • Felina Mulher says:
    12 de março de 2010 19:35

    Trago o meu sorriso em agradecimento a presença de dois amigos do coração....Lu e Rita Cidreira...a visita deixa sempre meu blog com um aroma agradável de Felicidade.

    beijos meua anjos.

  • Denise Guerra says:
    12 de março de 2010 23:26

    Oi Lu, que lindo esta postagem!! falar de amor realmente toca-nos o coração! Um grande beijo pra vcs!

Comentários atuais

Seguidores

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Uol

Gostou do Blog? Então doe um drinque?

Estamos no Google+

Google+ Followers

Lançamento do livro de Rita Cidreira

Lançamento do livro de Rita Cidreira
Os maus tratos vividos em um casamento conturbado de uma mulher bem sucedida na vida vão transformar sua vida e viver um dilema de sentimentos. Ela luta com a ajuda da família, para solucionar o problema e se renova buscando a força necessária, para reviver uma nova historia, encontrado no acaso, através da ajuda de um homem desconhecido a força do amor que ira desabrochar e vai mudar toda sua vida. A mudança de um homem, que por causa de um atropelamento, ressurge, emerge para o brilho da vida e persevera, perseguindo seu real objetivo, para viver seu grande amor. Mesmo sabendo de todas as dificuldades que irá encontrar para prosseguir o seu caminho. Categorias: Romance, Poesia, Ficção e Romance, Ficção Palavras-chave: a, amor, do, força, fronteiras., sem. Clique na imagem que levará ao Clube dos Autores e adquira seu exemplar.