Quem sou eu

Minha foto
Sou Guerreira, romântica, poeta, escritora, paciente, prudente, perseverante, amante da natureza...

Follow by Email

Minha lista de blogs

Dias de Vida do blog

Total de visualizações de página

1 de abril de 2010

Dia da mentira 1º de abril

O DIA DA MENTIRA – 1º DE ABRIL

A Mentira tem pernas curtas? É o que dizem por ai... O povo também fala que ela nunca vai sozinha, pois se não for remendada com outra, logo arrebenta. E quem não se lembra do Pinóquio, o boneco de madeira que, quando mentia, via seu nariz crescer?
Tudo isso faz lembrar o 1º de abril, o dia mundial da mentira, que começou em 1564 na França, era festejado no dia 25 de março, data que marcava a chegada da primavera. As festas duravam uma semana e terminavam no dia 1 de abril.
Tudo isso começou quando o rei Carlos IX da França determinou que o ano novo fosse comemorado no dia 1º de janeiro respeitando o calendário Gregoriano, houve resistência dos franceses que continuavam a respeitar o calendário Juliano, por dificuldade também em difundir a nova data, pois não existiam meios de comunicação, não havia jornais, rádios, nem televisão, pois a invenção da imprensa, por Gutenberg, só aconteceu muitos anos depois, em virtude disso ficou mantido o dia 1º de abril, que ficou conhecido como do Dia da Mentira, por forças das brincadeiras feitas com a intenção de provocar hilaridade, em todo mundo.
No Brasil o dia 1º de abril começou a ser difundido em Pernambuco, em 1 de abril de 1848, trazido pelos portugueses, com a mentira da morte de Dom Pedro, desmentida no dia seguinte, tornou-se logo parte do nosso folclore! Tanto que alguns, mais competentes na arte da mentira, ganham fama: são exemplos os pescadores – quem nunca ouviu uma historia de pescador?
A Coisa pegou mesmo! Recebeu o nome de Fool’s Day, nos paises de língua inglesa. Hoje, a data não é tão festejada como antes. Para o sossego de muita gente, muitos não concordam com ela, pois acham errado existir um dia em que é permitido enganar. Afinal, mentira é isso mesmo: engano, fraude, falsidade, ilusão. Coisas que vemos muito nesta politicagem podre do nosso Brasil!... Em que políticos estão a todo dia vivendo o 1 de abril... Como seria bom! Viver esta data comemorativa, só no dia 1º de abril, no outro dia tudo já seria declarado que era mentira, mas é utópico pensar, que os nossos dirigentes viveriam o dia da mentira só no dia da mentira, eles prolongam suas mentiras dia a dia, como todos os dias do ano fossem 1º de abril, fazendo o povo acreditar piamente em suas promessas descabidas, em seus depoimentos e sorrisos hilários, para ganhar seus devotos. Com isso os cofres públicos são esvaziados, os anúncios das mais diversificadas fraudes: mensalõens, sonegação fiscal, trafico de armas, trafico de crianças, rede organizada de pedofilia, trafico de drogas, falsidade ideológica... São constantes, aumentando no nosso país a falta de educação, elevando o caos na saúde e a segurança publica nem é bom falar!... Nossas matas desaparecendo dia após dia! Tornando nossas vidas um caos total, sinalizando para cada cidadão, que o dia da mentira é só dia 1º de abril, que os outros dias do ano temos que estar atentos na busca incansável da VERDADE!

8 comentários :

  • Meias de Seda (Suzy) says:
    1 de abril de 2010 07:15

    Oi, queridos!
    Quem não conta uma mentirinha de vez em quando, né...rs
    O problema é quando isso se torna um vício, aí é pseudolalia, e é necessário tratamento.
    Não conhecia a origem do 1º de abril, legal você postar.

    Beijocas ;)

  • Denise Guerra says:
    1 de abril de 2010 08:55

    Olá amigos,quanta Mentira vcs contaram hoje né?!?! Que é isso??? não é aqui no Brasil que isso tudo acontece! Os políticos aqui são uns anjinhos, um poço de verdade, ética e originalidade! Aqui no Brasil não tem desmatamento, nem tráfico de espécie nenhuma, Vocês estão tendo um pesadelo daqueles! O que é esse tal dia da mentira? nunca vi isso no nosso país! aqui só tem gente séria, solidária, coerente, verdadeira! Isso é coisa que colocaram na cabeça de vcs! Ah, e pra finalizar declaro que não volto mais ao blog de vcs e nem posto mais comentários aqui, pois, vcs andam mentindo muito... Um ótimo Primeiro de Abril! Bjs!

  • FERNANDO says:
    1 de abril de 2010 14:02

    Mentira, foi tanta mentira, você não me amou...
    Nem me lembro mais que música era essa, mas lembro que a mentira data das mais priscas eras da humanidade, quando as pessoas começaram a trocar informações. Não que eu seja velho a esse ponto, evidentemente.
    Enfim, com uma casta política como a nossa, nem sei o que dizer sobre essa escorregadela comportamental de quem quase ninguém foge, mas, em níveis mais elevados, podem resultar em problemas memoráveis.
    Abraços, bom final de semana e, se puder, desculpe aqui a correria. Véspera de feriado tem essas coisas, e como a praia não está a poucos passos de mim... enfim.
    Abração, meu garoto. Até segunda, se os Orixás assim quiserem.

  • FERNANDO says:
    1 de abril de 2010 14:03

    "da qual quase ninguém foge", eu quis dizer. Desculpe a nossa falha; culpa da correria.
    Fui...

  • Felina Mulher says:
    1 de abril de 2010 18:18

    Dia da Mentira...quem nunca mentiu?...todos mentimos e as vezes até sem motivos, mas prefiro omitir do que mentir.


    Um beijo meus amores, bom Feriado!

  • Pelos caminhos da vida. says:
    1 de abril de 2010 20:20

    É só porque não gosto de mentiras.

    Desejo a vocês...
    Fruto do mato
    Cheiro de jardim
    Namoro no portão
    Domingo sem chuva
    Segunda sem mau humor
    Sábado com seu amor
    Filme do Carlitos
    Chope com amigos
    Crônica de Rubem Braga
    Viver sem inimigos
    Filme antigo na TV
    Ter uma pessoa especial
    E que ela goste de você
    Música de Tom com letra de Chico
    Frango caipira em pensão do interior
    Ouvir uma palavra amável
    Ter uma surpresa agradável
    Ver a Banda passar
    Noite de lua cheia
    Rever uma velha amizade
    Ter fé em Deus
    Não ter que ouvir a palavra não
    Nem nunca, nem jamais e adeus.
    Rir como criança
    Ouvir canto de passarinho.
    Sarar de resfriado
    Escrever um poema de Amor
    Que nunca será rasgado
    Formar um par ideal
    Tomar banho de cachoeira
    Pegar um bronzeado legal
    Aprender um nova canção
    Esperar alguém na estação
    Queijo com goiabada
    Pôr-do-Sol na roça
    Uma festa
    Um violão
    Uma seresta
    Recordar um amor antigo
    Ter um ombro sempre amigo
    Bater palmas de alegria
    Uma tarde amena
    Calçar um velho chinelo
    Sentar numa velha poltrona
    Tocar violão para alguém
    Ouvir a chuva no telhado
    Vinho branco
    Bolero de Ravel
    E muito carinho meu.

    (Carlos Drummond de Andrade)

    Feliz Páscoa.

    beijooo.

  • Guará Matos says:
    1 de abril de 2010 23:29

    Mentir, acusar, inventar, conspirar são todas ligações de grande estupidez.
    Detesto mentiras!
    Se já menti? Infelizmente sim. É horrível!
    Vivemos em tempos de que falar a verdade, não concordar, evidenciar a opinião é sinônimo de grosserias. Quando evitamos a simulação, principalmente emocional, podemos ser tachados de demônios.
    Parece que a sociedade gosta de ser enganada: "Se for para me agradar, minta"!
    Querido Lu, perco amigos (apesar que amigos respeitam as posições dos outros amigos), entretanto, prefiro ser verdadeiro.
    Bjs.

  • Dom (Thomaz) says:
    4 de abril de 2010 11:56

    Aos amigos do blog do Lu, uma feleiz Páscoa! E é tudo verdade, viu?..rs.

Comentários atuais

Seguidores

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Uol

Gostou do Blog? Então doe um drinque?

Estamos no Google+

Google+ Followers

Lançamento do livro de Rita Cidreira

Lançamento do livro de Rita Cidreira
Os maus tratos vividos em um casamento conturbado de uma mulher bem sucedida na vida vão transformar sua vida e viver um dilema de sentimentos. Ela luta com a ajuda da família, para solucionar o problema e se renova buscando a força necessária, para reviver uma nova historia, encontrado no acaso, através da ajuda de um homem desconhecido a força do amor que ira desabrochar e vai mudar toda sua vida. A mudança de um homem, que por causa de um atropelamento, ressurge, emerge para o brilho da vida e persevera, perseguindo seu real objetivo, para viver seu grande amor. Mesmo sabendo de todas as dificuldades que irá encontrar para prosseguir o seu caminho. Categorias: Romance, Poesia, Ficção e Romance, Ficção Palavras-chave: a, amor, do, força, fronteiras., sem. Clique na imagem que levará ao Clube dos Autores e adquira seu exemplar.