Quem sou eu

Minha foto
Sou Guerreira, romântica, poeta, escritora, paciente, prudente, perseverante, amante da natureza...

Follow by Email

Minha lista de blogs

Dias de Vida do blog

Total de visualizações de página

15 de maio de 2010

DOENÇA OU TARA?

DENUNCIAS: http://nightangel.dpf.gov.br/

PEDOFILIA E PEDÓFILOS

Nome muito usado e conhecido nos dias de hoje. Quem pratica a pedofilia é alcunhado de pedófilo. Inúmeras indagações foram feitas acerca dos pedófilos. Seria um distúrbio da personalidade, um distúrbio mental ou uma cultura da exacerbação do sexo patrocinada de mídia e os meios de comunicações? Alguns estudiosos e curiosos a definem da maneira seguinte: “A pedofilia, atualmente, é definida simultaneamente como doença, distúrbio psicológico e desvio sexual (ou parafilia) pela Organização Mundial de Saúde. Nos manuais de classificação dos transtornos mentais e de comportamento encontramos essa categoria diagnóstica.

Caracteriza-se pelo ato e pelo fato da atração sexual de pessoas adultas ou adolescentes por crianças. O simples desejo sexual, independente da realização do ato sexual, já caracteriza a pedofilia. Não é preciso, portanto que ocorram relações sexuais para haver pedofilia. O fato de ser considerada um transtorno, não reduz a necessidade de campanhas de esclarecimento visando à proteção de nossas crianças e adolescentes e nem tira a responsabilidade do pedófilo pela transgressão das barreiras geracionais”. Perversão caracterizada pela atração sexual de adulto por criança, com prática de atos sexuais de adulto com criança que reflete uma atração erótica por crianças.

A palavra deriva do grego ped (o)- + -filia caracterizando-se por uma forte parafilia representada por desejo forte e repetida de práticas sexuais e de fantasias sexuais com crianças pré-púberes. A parafilia é caracterizada por cada um de um grupo de distúrbios psicossexuais em que o indivíduo sente necessidade imediata, repetida e imperiosa de ter atividades sexuais, em que se incluem, por vezes, fantasias com objeto não humano, auto-sofrimento ou auto-humilhação, ou sofrimento ou humilhação, consentidos ou não, de parceiro. Deste grupo fazem parte o exibicionismo, o fetichismo, a frottage, a pedofilia, o masoquismo sexual, o sadismo sexual e o voyeurismo.

A frottage é um tipo de parafilia em que um indivíduo se satisfaz sexualmente esfregando-se contra outra pessoa, como, por exemplo, em aglomerações, e não há ocorrência de contato genital especifico. Para determinadas culturas esse modelo de esfregação chama-se “ato de pinar”. A pornografia infantil pode
apresentar, produzir, vender, fornecer, divulgar ou publicar, por qualquer meio de comunicação, inclusive rede mundial de computadores ou internet, fotografias, imagens com pornografia ou cenas de sexo explícito envolvendo crianças e pré-adolescentes. O atentado violento ao pudor é os dos casos de pedofilias mais conhecidos e praticados. O que seria atentado violento ao pudor? Embrenhando-se pelos caminhos tortuosos da internet, rede mundial de computadores, encontramos um site simples, mas muito proveitoso o http://www.mscontraapedofilia.ufms.br/. Ato violento ao pudor nada mais é do que a prática de atos libidinosos cometidos mediante violência ou grave ameaça. São considerados atos libidinosos aqueles que impliquem em contato da boca com o pênis, com a vagina, com os seios, com o ânus, ou a manipulação erótica destes órgãos com a mão ou dedo.

Também atos que impliquem na introdução do pênis no ânus, no contato do pênis com o seio ou na masturbação mútua. Só é considerada pedofilia os casos envolvendo praticados contra menores de 14 anos. O perfil do pedófilo já é bastante conhecido e um cuidado maior com suas crianças se faz necessário, os pais jamais podem ser omissos. Rastreamentos feitos pela polícia mostram que jovens de classe média com idade entre 17 e 24 anos são considerados os principais produtores de imagens de crianças violentadas. Suas vítimas, na grande maioria dos casos, são menores de sua própria família. Os compradores dessa produção têm um perfil diferente. Normalmente são solteiros, tem pouco mais de 40 anos e costumam ser profissionais liberais. A pedofilia na internet é alimentada de formas variadas. De um lado estão as pessoas que produzem, vendem ou disponibilizam gratuitamente as imagens de sexo envolvendo criança, e do outro estão aqueles internautas que consomem esse material.

Um aspecto assustador hoje são as associações ativistas “pró-pedofilia” que argumentam que a pedofilia não é uma doença, mas uma orientação sexual e que a sociedade deve reconhecer e legitimar isso. Esses ativistas defendem intransigentemente os intercursos sexuais entre adultos e crianças. Já existe a disposição dos pais uma cartilha bem elaborada e bem feita, que ensina aos pais ou responsáveis como se prevenir dos pedófilos. Vejam as artimanhas usadas pelos pedófilos brasileiros que além de abusarem crianças, estão numa posição não muito boa para o governo. De acordo com a Associação Italiana para a Defesa da Infância, o Brasil ocupa o quarto lugar no ranking mundial de sites dedicados à pornografia infantil (a entidade trabalha com informações do FBI, a Polícia Federal americana). Matéria publicada na revista “Isto É”, em março de 2006, mostra que no ano 2000 o mercado mafioso da pedofilia movimentou cinco bilhões de dólares em todo o mundo.

Em 2005 a estimativa é que esse mercado tenha movimentado 10 bilhões de dólares, ou seja, dobrou em apenas cinco anos. Nesses 10 bilhões está embutida a venda de fotografias e vídeos que mostram crianças sendo abusadas e fazendo sexo com adultos e até com animais. Pasmem: “Uma foto de criança sendo violentada chega a valer 100 dólares. Um vídeo de 5 minutos vale até 1000 dólares. Quanto menor a idade, maior o valor da foto ou vídeo”. A denúncia é de muita valia e você pode denunciar nos seguintes órgãos: Proteger as crianças é dever de todos nós. Quem denuncia salva! No Brasil o órgão responsável por fiscalizar e investigar a prática de pedofilia na internet é a Polícia Federal. Porém, as denúncias também podem ser encaminhadas a outras entidades, que rapidamente as repassam ao órgão competente. Outros órgãos estão na lista: no âmbito estadual CDDH e Ministério Público Estadual, a nível nacional Polícia Federal, Safernet Brasil, Ministério Público Federal/Site Censura e na área internacional a Interpol e a FBI e denúncias de Lan Houses - Polícia Militar: 181 (disque denúncia).

Antonio Paiva Rodrigues

Cel PM, jornalista, Radialista, Administrador, Bacharel em Segurança Pública, Escritor, Membro da Associação Cearense de Imprensa(ACI), Academia de Letras dos Oficiais da Reserva do Ceará(ALOMERCE), Membro da Associação dos Ouvintes de Rádio do Ceará(AOUVIRCE)........ Ler outros artigos de Antonio Paiva Rodrigues

Fonte: extraído do Blog  Chega de sofrer calado

11 comentários :

  • Prof. Adinalzir says:
    15 de maio de 2010 23:39

    Muito bom o texto...

    Já votei no seu blog! Lhe desejo muito sucesso!

  • FERNANDO says:
    16 de maio de 2010 09:53

    Oi, Luizão.
    Parabéns por mais esta postagem - além de oportuna, bastante esclarecedora.
    Abraços e um ótimo domingo.

  • Cris says:
    16 de maio de 2010 13:12

    Há alguns meses atrás, minha filha, de apenas 13 anos foi seguida,segundo ela, por um carro com dois homens adultos... Depois de ouvir e sentir pavor diante da situação,ela procurou ajuda, junto à uma loja. Diante de tão importante artigo, lhes pergunto:
    Que mãe ou pai, hj em dia trabalha em paz diante de tal situação?
    Muitíssimo oportuna e de grande importância o tema abordado por vcs.

    Abraços!

  • Wanderley Elian Lima says:
    16 de maio de 2010 17:05

    Oi Lu
    Excelente e oportuna matéria. Hoje o que mais se vê na mídia são casos de pedofilia. Doença ou não essa prática é abominável.
    Grande abraço

  • Pelos caminhos da vida. says:
    16 de maio de 2010 19:29

    Começou mais uma votação
    para a Copa Blog, é a semi- final, agora não será por
    voto e sim por comentário, cada comentário valerá um
    voto e podem comentar à vontade.
    Conto com vcs para chegar à final.
    Essa votação vai até o dia 22 agora.
    anamgs.blogspot.com

    Esse é o link da Copa Blog:

    http://dado.pag.zip.net/

    O link está acessível no post atual do meu blog, por lá entra direto, obrigada.

    beijooo.

  • Denise Guerra says:
    16 de maio de 2010 21:31

    Oi Lu, esta doença condena o doente e suas vítimas. Tem que haver uma pena de reclusão agrícola onde o condenado passe a vida plantando para ele comer e doando os excedentes para as famílias das vitimas. Quem sabe assim ele possa minorar o sofrimento desta vitimas e aliviar o peso sobre a sociedade. Bjs!

  • Felina Mulher says:
    16 de maio de 2010 21:42

    E nem a Igreja se livrou da Pedofilia...Lamnetável!

    Meus amores Lu e Rita, voltei renovada e feliz, e pra vcs beijos com sabor do mar.

  • Prof. Adinalzir says:
    16 de maio de 2010 21:57

    Só dando uma passadinha para agradecer a sua visita...

    Valeu!!

  • Guará Matos says:
    17 de maio de 2010 08:48

    É um tema que vem ocupando as grande discussões. Deve e tem que ser esclarecido, sempre municiando a opinião publica com a verdade.
    Mas uma coisa me preocupa: O denuncismo. O "achismo" tem levado pessoas a cometerem absurdos contra outras. Um simples beijo na filha, ou no filho dado por pais esta sendo tratado como crime, por pessoas irresponsáveis que não medem as consequências. E alguns policiais e profissionais ligados a Justiça, embarcam em denúncias, muitas vezes vazias, desmoralizando e deixando danos irreversíveis num inocente. Temos vários exemplos aqui no Brasil que provam o que cito.
    Equilíbrio e sensatez não fazem mal a ninguém.
    Agora, para o criminoso o rigor da pena.

  • Meias de Seda (Suzy) says:
    17 de maio de 2010 12:01

    Oi, meus queridos!
    Pedofilia é um tema que me causa asco. Fiquei horrorizada ao assistir um episódio do extinto Linha Direta, onde um senhor, aparentemente respeitável e de bom nível sócio-econômico, usava o carro da filha para deixar a netinha na escola e na volta sequestrava meninas, estuprava e matava. Quando foi descoberto pela polícia, foi protegido pela própria família e conseguiu se refugiar no exterior. Absurdo dos absurdos!
    É preciso alertar tb para o uso da internet, que é cada vez mais usada por essa corja.
    Deixo como sugestão um bom remédio para essa doença: a castração.

    Ritinha, minha flor. Agora sim, estou 100% recuperada e de volta ao batente.
    Nós tb te amamos, viu, querida.
    Bjoks ;)

  • Rita Cidreira says:
    17 de maio de 2010 17:48

    Nós agradecemos a todo nossos visitantes, beijos para todos,

Comentários atuais

Seguidores

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Uol

Gostou do Blog? Então doe um drinque?

Estamos no Google+

Google+ Followers

Lançamento do livro de Rita Cidreira

Lançamento do livro de Rita Cidreira
Os maus tratos vividos em um casamento conturbado de uma mulher bem sucedida na vida vão transformar sua vida e viver um dilema de sentimentos. Ela luta com a ajuda da família, para solucionar o problema e se renova buscando a força necessária, para reviver uma nova historia, encontrado no acaso, através da ajuda de um homem desconhecido a força do amor que ira desabrochar e vai mudar toda sua vida. A mudança de um homem, que por causa de um atropelamento, ressurge, emerge para o brilho da vida e persevera, perseguindo seu real objetivo, para viver seu grande amor. Mesmo sabendo de todas as dificuldades que irá encontrar para prosseguir o seu caminho. Categorias: Romance, Poesia, Ficção e Romance, Ficção Palavras-chave: a, amor, do, força, fronteiras., sem. Clique na imagem que levará ao Clube dos Autores e adquira seu exemplar.