Quem sou eu

Minha foto
Sou Guerreira, romântica, poeta, escritora, paciente, prudente, perseverante, amante da natureza...

Follow by Email

Minha lista de blogs

Dias de Vida do blog

Total de visualizações de página

25 de junho de 2010

POESIA









O Peixe


Tendo por berço o lago cristalino,
Folga o peixe, a nadar todo inocente,
Medo ou receio do porvir não sente,
Pois vive incauto do fatal destino.

Se na ponta de um fio longo e fino
A isca avista, ferra-a insconsciente,
Ficando o pobre peixe de repente,
Preso ao anzol do pescador ladino.

O camponês, também, do nosso Estado,
Ante a campanha eleitoral, coitado!
Daquele peixe tem a mesma sorte.

Antes do pleito, festa, riso e gosto,
Depois do pleito, imposto e mais imposto.
Pobre matuto do sertão do Norte!


Patativa do Assaré
* 05/03/1909 – † 08/07/2002

13 comentários :

  • Cris says:
    25 de junho de 2010 20:15

    Antônio Gonçalves da Silva ou
    Patativa do Assaré: compositor, poeta e improvisador. Acima de tudo um grande brasilero.

  • Vampira Dea says:
    26 de junho de 2010 02:11

    Uma vez tive a oportunidade de assistir uma reportagem com ele, o quanto de poesia tinha naquele homem simples,transborda.

  • Denise Guerra says:
    26 de junho de 2010 08:36

    Este sabe tudo da vida!!! Lindo e certeiro poema! tomara atingisse o peito e a cabeça destes políticos corruptos e os tambasse sem dó nem piedade! Bjs!

  • Guará Matos says:
    26 de junho de 2010 11:21

    A poesia de Patativa canta nas nossas almas a beleza do sertão.
    Bj.

  • FERNANDO says:
    26 de junho de 2010 15:37

    Oi, meu rei, você andou meio sumido. Será que foi assistir a Copa ao vivo e em cores lá na África? (só tomo cuidado com aquelas cornetas irritantes, viu, pq é um saco).
    Apareça, meu bom. Sua presença sempre nos agrada muito, ao contrário do desempenho da nossa seleção, que ultimamente não agrada nem um pouco.

  • Você está feliz com seu corpo? says:
    27 de junho de 2010 00:25

    Oi meu amigo, lindo poema, parabens... te desejo um ótimo domingo, forte abraço.

  • Você está feliz com seu corpo? says:
    27 de junho de 2010 00:26

    Estou sentindo sua falta no meu cantinho...

  • VELOSO says:
    27 de junho de 2010 02:35

    Viu como é tá todo mundo cobrando sua presença eu também ! GRANDE HOMENAGEM AO PATATIVA! Isso é importante por isso que eu gosto daqui!

  • Meias de Seda (Suzy) says:
    27 de junho de 2010 11:20

    Oi, minha flor de Lótus!
    Que saudades de você!
    Lu entrou de férias e você assumiu o blog, foi? rsrs
    Eu também estou em débito com vocês, florzinha. Ando tão sem tempo.
    Amei a poesia do Patativa!
    Fiquei muito feliz com sua volta.
    O Lu sumiu... Ele tá bem?
    Beijos aos dois ;)

  • Prof. Adinalzir says:
    27 de junho de 2010 18:05

    Olha eu, mais uma vez aqui. Buscando conhecimento nos blogs do Lucidreira.
    Salve a poesia do Patativa do Assaré!

    Abraços, :-D

  • Victor Faria says:
    27 de junho de 2010 19:36

    Faço coro com os demais: Salve a poesia do Patativa do Assaré!

    Parabéns pelo bom gosto!

    Abraço!

  • Paulo Braccini says:
    29 de junho de 2010 21:29

    Patativa foi a voz da emoção do sertão nordestino ... bela homenagem ...

    bjux

    ;-)

  • Maria de Lourdes says:
    4 de julho de 2013 18:16

    Olha aí a nossa cultura e as nossas raizes! Abraos

Comentários atuais

Seguidores

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Uol

Gostou do Blog? Então doe um drinque?

Estamos no Google+

Google+ Followers

Lançamento do livro de Rita Cidreira

Lançamento do livro de Rita Cidreira
Os maus tratos vividos em um casamento conturbado de uma mulher bem sucedida na vida vão transformar sua vida e viver um dilema de sentimentos. Ela luta com a ajuda da família, para solucionar o problema e se renova buscando a força necessária, para reviver uma nova historia, encontrado no acaso, através da ajuda de um homem desconhecido a força do amor que ira desabrochar e vai mudar toda sua vida. A mudança de um homem, que por causa de um atropelamento, ressurge, emerge para o brilho da vida e persevera, perseguindo seu real objetivo, para viver seu grande amor. Mesmo sabendo de todas as dificuldades que irá encontrar para prosseguir o seu caminho. Categorias: Romance, Poesia, Ficção e Romance, Ficção Palavras-chave: a, amor, do, força, fronteiras., sem. Clique na imagem que levará ao Clube dos Autores e adquira seu exemplar.