Quem sou eu

Minha foto
Sou Guerreira, romântica, poeta, escritora, paciente, prudente, perseverante, amante da natureza...

Follow by Email

Minha lista de blogs

Dias de Vida do blog

Total de visualizações de página

17 de agosto de 2010

Reflexão - Leiam com atenção




- Brasileiro é um povo solidário. Mentira. Brasileiro é babaca.
Eleger para o cargo mais importante do Estado um sujeito que não tem escolaridade e preparo nem para ser gari, só porque tem uma história de vida sofrida;
Pagar 40% de sua renda em tributos e ainda dar esmola para pobre na rua ao invés de cobrar do governo uma solução para pobreza;
Aceitar que ONG's de direitos humanos fiquem dando pitaco na forma como tratamos nossa criminalidade. ..
Não protestar cada vez que o governo compra colchões para presidiários que queimaram os deles de propósito, não é coisa de gente solidária.
É coisa de gente otária.
- Brasileiro é um povo alegre. Mentira. Brasileiro é bobalhão.
Fazer piadinha com as imundices que acompanhamos todo dia é o mesmo que tomar bofetada na cara e dar risada.

Depois de um massacre que durou quatro dias em São Paulo, ouvir o José Simão fazer piadinha a respeito e achar graça, é o mesmo que contar piada no enterro do pai.
Brasileiro tem um sério problema.
Quando surge um escândalo, ao invés de protestar e tomar providências como cidadão, ri feito bobo.
-
Brasileiro é um povo trabalhador. Mentira.
Brasileiro é vagabundo por excelência.

O brasileiro tenta se enganar, fingindo que os políticos que ocupam cargos públicos no país, surgiram de Marte e pousaram em seus cargos, quando na verdade, são oriundos do povo.
O brasileiro, ao mesmo tempo em que fica indignado ao ver um deputado receber 20 mil por mês, para trabalhar 3 dias e coçar o saco o resto da semana, também sente inveja e sabe lá no fundo que se estivesse no lugar dele faria o mesmo.
Um povo que se conforma em receber uma esmola do governo de 90 reais mensais para não fazer nada e não aproveita isso para alavancar sua vida (realidade da brutal maioria dos beneficiários do bolsa família) não pode ser adjetivado de outra coisa que não de vagabundo.
- Brasileiro é um povo honesto. Mentira.

Já foi; hoje é uma qualidade em baixa.
Se você oferecer 50 Euros a um policial europeu para ele não te autuar, provavelmente irá preso.

Não por medo de ser pego, mas porque ele sabe ser errado aceitar propinas.
O brasileiro, ao mesmo tempo em que fica indignado com o mensalão, pensa intimamente o que faria se arrumasse uma boquinha dessas, quando na realidade isso sequer deveria passar por sua cabeça.

- 90% de quem vive na favela é gente honesta e trabalhadora. Mentira..

Já foi.
Historicamente, as favelas se iniciaram nos morros cariocas quando os negros e mulatos retornando da Guerra do Paraguai ali se instalaram.
Naquela época quem morava lá era gente honesta, que não tinha outra alternativa e não concordava com o crime.
Hoje a realidade é diferente.
Muito pai de família sonha que o filho seja aceito como 'aviãozinho' do tráfico para ganhar uma grana legal.
Se a maioria da favela fosse honesta, já teriam existido condições de se tocar os bandidos de lá para fora, porque podem matar 2 ou 3 mas não milhares de pessoas.
Além disso, cooperariam com a polícia na identificação de criminosos, inibindo-os de montar suas bases de operação nas favelas.

- O Brasil é um pais democrático.. Mentira.

Num país democrático a vontade da maioria é Lei.
A maioria do povo acha que bandido bom é bandido morto, mas sucumbe a uma minoria barulhenta que se apressa em dizer que um bandido que foi morto numa troca de tiros, foi executado friamente.
Num país onde todos têm direitos mas ninguém tem obrigações, não existe democracia e sim, anarquia.
Num país em que a maioria sucumbe bovinamente ante uma minoria barulhenta, não existe democracia, mas um simulacro hipócrita.
Se tirarmos o pano do politicamente correto, veremos que vivemos numa sociedade feudal: um rei que detém o poder central (presidente e suas MPs), seguido de duques, condes, arquiduques e senhores feudais (ministros, senadores, deputados, prefeitos, vereadores).
Todos sustentados pelo povo que paga tributos que têm como único fim, o pagamento dos privilégios do poder. E ainda somos obrigados a votar.

Democracia isso? Pense !
O famoso jeitinho brasileiro.

Na minha opinião, um dos maiores responsáveis pelo caos que se tornou a política brasileira.
Brasileiro se acha malandro, muito esperto.
Faz um 'gato' puxando a TV a cabo do vizinho e acha que está botando pra quebrar.
No outro dia o caixa da padaria erra no troco e devolve 6 reais a mais, caramba, silenciosamente ele sai de lá com a felicidade de ter ganhado na loto.... malandrões, esquecem que pagam a maior taxa de juros do planeta e o retorno é zero. Zero saúde, zero emprego, zero educação, mas e daí?
Afinal somos penta campeões do mundo né?? ?
Grande coisa...
O Brasil é o país do futuro. Caramba , meu avô dizia isso em 1950. Muitas vezes cheguei a imaginar em como seria a indignação e revolta dos meus avôs se ainda estivessem vivos.

Dessa vergonha eles se safaram...
Brasil, o país do futuro !?
Hoje o futuro chegou e tivemos uma das piores taxas de crescimento do mundo.
Deus é brasileiro.

Puxa, essa eu não vou nem comentar...
O que me deixa mais triste e inconformado é ver todos os dias nos jornais a manchete da vitória do governo mais sujo já visto em toda a história brasileira.

Para finalizar tiro minha conclusão:
O brasileiro merece! Como diz o ditado popular, é igual mulher de malandro, gosta de apanhar. Se você não é como o exemplo de brasileiro citado nessa crônica, meus sentimentos amigo, continue fazendo sua parte, e que um dia pessoas de bem assumam o controle do país novamente.
Aí sim, teremos todas as chances de ser a maior potência do planeta.
Afinal aqui não tem terremoto, tsunami nem furacão.
Temos petróleo, álcool, bio-diesel, e sem dúvida nenhuma o mais importante: Água doce!
Só falta boa vontade, será que é tão difícil assim?

Fonte: Recebido por e-mail da amiga Elizabethe Ribeiro.

Foto: Google imagem
Edição e montagem de foto: Luiz Cidreira

13 comentários :

  • Guará Matos says:
    17 de agosto de 2010 23:39

    Concordo em boa parte, mas discordo em relação ao presidente sem escolaridade, pois me soa preconceito, desculpe-me.
    José Sarney é formado numa porção de coisas, e aí?
    O problema do Lula ( que eu não votei nunca) não é falta de formação intelectual e sim, moral! Ele mente, é contraditório, se uniu com gente que não presta e proteje corruptos e ordinários. Isso independe de cultura.
    De resto do texto estou de acordo.

    Bjs.

  • Tania regina Contreiras says:
    18 de agosto de 2010 08:43

    Oi,Lu,permita-me discordar... Acho o povo braileiro maravilhoso, apesar dos tantos probelmas que vivenciamos. Ouvi de um casal brasileiro que morou fora do Brasil por anos que esses tantos desafios, problemas, que fazem parte do nosso cotidiano deu ao povo brasileiro a criatividade que nehum outro povo tem. Também discordo quanto ao nosso presidente. Pode ter lá muitas falhas, mas o fato de ter um baixo nível de escolaridade não desqualifica ninguém, do mesmo modo que ter tantos títulos, como FHC, não torna ninguém um bom representante da nação brasileira.
    Abraços,

  • Mariana says:
    18 de agosto de 2010 10:14

    Concordo contigo como o Guará, e me envergonha ter um presidente q diz com orgulho q nunca leu um livro e q não lê jornais.
    O povo é omisso e inerte,até pq se estivess no lugar, faria a mesma coisa.

  • Pelos caminhos da vida. says:
    18 de agosto de 2010 10:22

    Espero que não se magoei comigo, pois em política e religião sou neutra.

    beijooo.

  • FERNANDO says:
    18 de agosto de 2010 13:24

    O assunto dá margem a muita discussão, mas, em essência, concordo que o brasileiro não seja solidário. Nosso povo tem bom coração, mas é burro ao exrtremo... daí a eleger um aculturado exótico para ser o mais alto mandatário da nação...
    Eleições à vista, minha gente.
    Vamos ver se deixamos este país um pouco melhor.
    Abraços, Luizão, e até a próxima.

  • Dom Quixote (Thomaz) says:
    18 de agosto de 2010 15:35

    Estou mais com a Tãnia. Agora, com um governo que tem 77% de aprovação e um presidente que tem mais de 80%, não reconhecer isto sinifica que um dos dois é burro. Ou o povo que se deixa enganar, ou o articulista do artigo que não reconhece isto.

  • Rita Cidreira says:
    18 de agosto de 2010 19:49

    Tânia é sempre bom ver seus comentários, eles são sinceros e isso prova a seriedade com que você se posiciona, obrigada e concordo com você. Beijos...
    Dom, adoro quando você manifesta, pois respeito deveras seus comentários, obrigada e concordo com você. Doces beijos...
    Fernando, obrigada pela presença assídua, realmente você tem razão, isso é assunto abri um leque de discussões. Beijos...
    Pelos caminhos da vida, obrigada pela participação, e acho realmente que tem coisas que não se deve discutir. beijos...
    Mariana, obrigada pela sua presença, e lhe digo que não é cultura que se faz uma direção, é sim, a sensatez da direção a ser tomada. Beijos...
    Guará meu querido você sempre presente, você é nossa cadeira cativa. Bom você não vai ficar zangado se discordar de você, não é? Beijos....
    Nós agradecemos muito a presença de todos vocês.

  • TATY BE TATY Edição de Imagens says:
    18 de agosto de 2010 22:40

    Oi, obrigada pelos comentários, aproveito todos, de grande valia.
    Quanto a postagem em branco é proposital, um segredinho do meu blog, mas dá pra ler tudinho...
    Exercite a sua criatividade, q vc lerá meus desabafos mais profundos ali.
    E quanto o texto, nem tanto, nem tão pouco. Tudo no Brasil é verdade, nada no Brasil é mentira. No Brasil tudo acontece, principalmente a tolerância, um princípio de paz. Mesmo que seja a tolerância bruta, sem lápide...
    No mais, bjs e boa sorte!!!

  • Juliana Carla says:
    19 de agosto de 2010 10:41

    A piada da vez está sendo a candidatura do Tiririca. Se bem que até a campanha dele é uma comédia (para não dizer outra coisa). Ele pergunta: “O que faz um deputado federal?”. Daí ele mesmo responde: “Eu não sei, mas vote em mim que eu te conto”.
    O slogan mata: “Vote Tiririca, pior do que tá não fica.”

    Vamos ver se o povo brasileiro vai usar sua “alegria” para conduzir seus votos.

    Abraço amigo.

  • Wanderley Elian Lima says:
    19 de agosto de 2010 11:42

    Oi Lu
    Adorei o texto, pura e lamentável verdade, o retrato fiel dos brasileiros.
    Bjux

  • Água says:
    19 de agosto de 2010 18:30

    Olá! É um texto polêmico em sua essência, não é? Não se pode concordar com tudo, mas em muitos pontos é impossível virar o rosto e fingir que não espelha, fielmente, a realidade. A esperança? Deixei cair na outra esquina... Um abraço, Água.

  • Deia says:
    19 de agosto de 2010 18:32

    Oi Lu! Obrigada pela visita e o entusiasmo com o Rumo! Quanto ao texto, tantas coisas a se melhorar e tantaoutras impossíveis de serem solucionadas - não se substitui a mentalidade de um povo inteiro do dia para a noite... Um beijo, Deia.

  • Paulo Braccini says:
    19 de agosto de 2010 21:31

    Parabéns ... assino em baixo ... já fui PT e votei no Lula ... hoje sou radicalmente anti PT e toda a sua corja ... enfim ... cada povo tem o governo que merece ... o PT e o Lula é o retrato do povo brasileiro ...

    bjux

    ;-)

Comentários atuais

Seguidores

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Uol

Gostou do Blog? Então doe um drinque?

Estamos no Google+

Google+ Followers

Lançamento do livro de Rita Cidreira

Lançamento do livro de Rita Cidreira
Os maus tratos vividos em um casamento conturbado de uma mulher bem sucedida na vida vão transformar sua vida e viver um dilema de sentimentos. Ela luta com a ajuda da família, para solucionar o problema e se renova buscando a força necessária, para reviver uma nova historia, encontrado no acaso, através da ajuda de um homem desconhecido a força do amor que ira desabrochar e vai mudar toda sua vida. A mudança de um homem, que por causa de um atropelamento, ressurge, emerge para o brilho da vida e persevera, perseguindo seu real objetivo, para viver seu grande amor. Mesmo sabendo de todas as dificuldades que irá encontrar para prosseguir o seu caminho. Categorias: Romance, Poesia, Ficção e Romance, Ficção Palavras-chave: a, amor, do, força, fronteiras., sem. Clique na imagem que levará ao Clube dos Autores e adquira seu exemplar.