Quem sou eu

Minha foto
Sou Guerreira, romântica, poeta, escritora, paciente, prudente, perseverante, amante da natureza...

Follow by Email

Minha lista de blogs

Dias de Vida do blog

Total de visualizações de página

25 de novembro de 2010

DIA NACIONAL DO DOADOR DE SANGUE


Imagem google.com

25 DE NOVEMBRO  

Dia 25 de novembro é o Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue. A data criada em 1964 com o objetivo de valorizar a doação voluntária, é um ato simples e salva muitas vidas. Mas será que temos o que comemorar?
De acordo com dados da Fundação Pró-Sangue sim, mas há de se lutar contra a falta de informação e preconceito. Em 2002, foram coletadas no Brasil cerca de 3 milhões de bolsas de sangue, o que corresponde a menos de 2% da população. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), esse índice deveria estar em torno de 3% a 5%.
A Fundação Pró-Sangue, criada em 1984, é uma instituição sem fins lucrativos, ligada à Faculdade de Medicina e à Secretaria de Estado da Saúde. Considerada o maior hemocentro da América Latina, é responsável pela coleta de 53% do sangue consumido na Grande São Paulo, 24% do Estado e de 14% do consumido no Brasil.
Na Europa e Estados Unidos, a população foi conscientizada para a importância da doação em função de fatores históricos que envolveram conflitos internos, guerras e acidentes naturais. Nesses lugarestodos tinham um parente ou amigo envolvido com episódios que envolviam a necessidade de sangue, o que levou a uma sensibilização da população. O caso mais recente foi o atentado terrorista de 11 de setembro de 2001, em que aviões comerciais foram jogados contra as Torres Gêmeas do World Trade Center, em Nova York. Cerca de 25 mil pessoas foram retiradas do local e se não houvesse essa conscientização coletiva a situação poderia ter sido pior.
Para Aline Monteiro, hematologista da Pró-Sangue, a população americana e européia está sensibilizada para situações de catástrofe, mas a brasileira não. Aline estava de plantão médico no dia 31 de setembro de 1996, quando um avião Fokker 100 da TAM, com destino ao Rio de Janeiro, caiu nas proximidades do Aeroporto de Congonhas logo após a decolagem, matando 96 pessoas. "Várias pessoas correram aos hospitais para doar sangue, em função dos apelos feitos pelo rádio e televisão", diz ela. E adverte: "Nós não temos estoque necessário para esse tipo de acontecimento, se alguma catástrofe acontecer não estamos preparados. É necessário prevenir". Ela admite que em grandes metrópoles, como São Paulo, a dificuldade de locomoção e as distâncias podem ser um empecilho."Mas não podemos ser pegos de surpresa nessas situações", enfatiza.
Dia Nacional do Doador de Sangue
Desde 1995 a Pró-Sangue vem trabalhando em campanhas de informação e conscientização como a "Imite seu Ídolo. Doe Sangue", que contabiliza a participação de mais de 50 artistas e formadores de opinião. A partir disso, o número de doadores voluntários vem aumentando: de 20% em 1995, para 68% em 2003 em São Paulo. No restante do País o número de doações é inferior a 40%.
Fernado Zahorcsak, 25 anos, é um exemplo. Funcionário do Hospital Universitário, no campus da capital, há um ano e meio, doa sangue voluntariamente desde 1996. "Doar é uma coisa que não custa nada e salva muitas vidas. Não é um ato altruísta, mas consciente", afirma ele. É com toda essa simplicidade que Zahorcsak define o ato de doar vida aoutra pessoa. "Quando era mais novo escutava histórias que o povo conta, como, se você doar sangue uma vez tem que doar sempre. Isso é mentira", diz convicto.
Dia Nacional do Doador de Sangue
Zahorcsak é membro do Clube Irmãos de Sangue, criado em 1998 para homenagear os fiéis doadores voluntários. Hoje o clube contabiliza 1.790 associados.
Mensalmente, a Pró-Sangue coleta e processa cerca de 15 mil bolsas de sangue destinadas a 300 hospitais da região metropolitana de São Paulo. Para se tornar um doador é simples. Basta ter entre 18 e 65 anos de idade, pesar no mínimo 50 kg e estar em boas condições de saúde. Os únicos impedimentos temporários são: gripe ou febre; aguardar 90 dias após o parto normal e 180 dias após a cesariana, e 12 meses para quem estiver amamentando. Para quem realizou endoscopia ou fez tatuagem, aguardar 12 meses. No dia da doação não se deve ingerir bebidas alcoólicas.
Contudo, há casos de impedimentos definitivos. Para pessoas que já tiveram doença de Chagas, malária ou hepatite após os dez anos de idade, e para quem participa de situações nas quais há maior risco de contrair o HIV e sífilis.
Em 2002, a fundação recebeu o certificado ISO 9002, da British Standards Institution, tornando-se o primeiro hemocentro público brasileiro a ter o controle de qualidade de seus produtos e serviços testados por um organismo internacional de renome.
Dia Nacional do Doador de Sangue
O alto rigor no cumprimento dessas normas visa a oferecer proteção ao receptor e ao doador. Na triagem, o doador, que deve ser totalmente sincero em suas informações, passa por uma entrevista de avaliação. A doação pode ser agendada por telefone – 0800-55-0300 – ou pelo site.
De 24 a 29 de novembro a Pró-Sangue realizará nos postos de coleta uma grande festa para comemorar a marca de cerca de 70% de doações voluntárias. Participe do dia "de quem salva vidas", e faça parte do Clube Irmãos de Sangue.
Fonte: www.usp.br

11 comentários :

  • Guará Matos says:
    25 de novembro de 2010 07:05

    Doação é conscientização. Pensar no outro é importante.

    Bjs.

  • Pelos caminhos da vida. says:
    25 de novembro de 2010 11:24

    Ajudar o próximo e porque não?

    beijooo.

  • Wanderley Elian Lima says:
    25 de novembro de 2010 17:17

    Olá Lu
    Infelizmente não posso ser doador, tive hepatite, mas acho que deveria ter uma campanha de conscientização mais constante.
    Abração

  • Brasil Desnudo says:
    25 de novembro de 2010 20:14

    Boa noite, meu Amigo Lu!!

    Desculpe a demora em vim responder e, agradecer sua visita lá no Desnudo!!

    Primeiro o comentário sobre a matéria que postei sobre seu estado, em parte, sobre a guerra dos canudos..
    Não poderia de associar a matéria, na trilogia aborda...
    E quer sabe,Lu!!
    Quando elaborava o Post, pensei em Ti, pois como sei que és um nativo, um comedor de história e, principalmente do seu estado natal, daí lembrei-me logo de você...
    E pensei!!
    O Lu vai postar logo, e não deu outra!!

    Mas história é uma arte de se comer em prato feito, bem como, de se apreciar, quando bem vista e admirada, ou não?

    Segundo quanto a demora para agradecer sua segunda visita, pois o Desnudo pirou no domingo, 21 de novembro...
    Ao postar a última matéria no domingo, travou tudo, blog, painel de controle, acesso aos outros blogs, e só hoje, consegui resolver o problema...

    Mas tinha lido seu post do Buzz, onde sou teu seguidor e vc o meu...
    Estamos igual carrapatos, ou não?kkk

    Um maravilhosa noite pra ti amigo

    Abraços e, mais uma vez obrigado pela visita

    MARCIO rj

  • Lupo says:
    25 de novembro de 2010 21:48

    Oi Lu, tudo bom?

    Uma vez tentei doar sangue... Passei vergonha. Por algum motivo que eu não sei qual é, eu passo mal só de imaginar o meu sangue.

    Não lembro bem o que aconteceu, mas disseram que eu tive um tipo de ataque, sei lá... Acho que apaguei.

    Depois disso nunca mais tentei, mas acho que já é hora de tentar de novo.

    Abraços!

  • Victor Faria says:
    26 de novembro de 2010 08:30

    Olá, Lucidreira!
    Confesso que não sabia deste dia.
    Muito bom você abordar este assunto por aqui!
    Abraço!

  • Talles Azigon says:
    26 de novembro de 2010 10:14

    olá Lu
    eu me sinto muito honrado com as suas palavras
    e é tão bom se sentir importante quando as pessoas que admiramos nos fazem sertimos importantes

    olha vou levantar uma polêmica
    não fui aceito como doador de Sangue por que sou Gay
    foi na cara o preconceito da médica que fez a triagem

    grandes abraços

  • Tania regina Contreiras says:
    26 de novembro de 2010 17:43

    Amiguinho, você sempre trazendo informações preciosas, alertas, muito bom. Passo e deixo um abraço. Sangue é vida!

    Abraços,

  • Denise Guerra says:
    27 de novembro de 2010 07:52

    Parabéns pela divulgação de um ato tão importante para a vida humana!!! Vc é uma jóia rara amigo Lu cidreira!!Bjs!!

  • VELOSO says:
    27 de novembro de 2010 22:53

    Parabens pelo post é super importante essa Campanha de Conscientização Fui doador infelismente ou felismente depois de alguns tempo os exames acusaram que eu tivera hepatite e parei de doar!

  • ALEXANDRE says:
    30 de novembro de 2010 12:20

    Eu gostei muito do seu blog e parabens para todos os teologos e passa la no meu depois

Comentários atuais

Seguidores

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Uol

Gostou do Blog? Então doe um drinque?

Estamos no Google+

Google+ Followers

Lançamento do livro de Rita Cidreira

Lançamento do livro de Rita Cidreira
Os maus tratos vividos em um casamento conturbado de uma mulher bem sucedida na vida vão transformar sua vida e viver um dilema de sentimentos. Ela luta com a ajuda da família, para solucionar o problema e se renova buscando a força necessária, para reviver uma nova historia, encontrado no acaso, através da ajuda de um homem desconhecido a força do amor que ira desabrochar e vai mudar toda sua vida. A mudança de um homem, que por causa de um atropelamento, ressurge, emerge para o brilho da vida e persevera, perseguindo seu real objetivo, para viver seu grande amor. Mesmo sabendo de todas as dificuldades que irá encontrar para prosseguir o seu caminho. Categorias: Romance, Poesia, Ficção e Romance, Ficção Palavras-chave: a, amor, do, força, fronteiras., sem. Clique na imagem que levará ao Clube dos Autores e adquira seu exemplar.