Quem sou eu

Minha foto
Sou Guerreira, romântica, poeta, escritora, paciente, prudente, perseverante, amante da natureza...

Follow by Email

Minha lista de blogs

Dias de Vida do blog

Total de visualizações de página

16 de dezembro de 2010

Mariza Cantora Portuguêsa - Niver

16 de dezembro
1973, nasceu a cantora Mariza
(clique na primeira foto para ouvir Mariza)
A menina que, aos cinco anos de idade, cantava fado no restaurante da família, em Lisboa, hoje recebe um cachê de 30 mil euros por hora de apresentação.
Morou quase um ano no Brasil e se apaixonou pela nossa música.
Grava com o maestro brasileiro Jacques Morelenbaum (que também faz arranjos para Caetano Veloso) e, na adolescência, cantava jazz, blues e rock, porque achava que o fado era cafona.
Mas antes de completar 30 anos de idade já era considerada a sucessora de Amália Rodrigues, a grande dama do fado.
Mariza Reis Nunes nasceu na cidade de Lourenço Marques, então capital de Moçambique (quando ainda era colônia de Portugal) em 16 de dezembro de 1973, filha de José e Isabel Nunes.
Prematura de apenas seis meses, o próprio pai disse que ela era o bebê mais feio que ela já vira.
Seu pai dirigia uma loja portuguesa de eletrodomésticos em Moçambique quando estourou a revolução da independência, em 1977, e ele teve que fugir para Lisboa, levando a filha pequena e a mulher moçambicana.
Na Mouraria, um bairro típico da capital portuguesa, a família abriu o restaurante Zabala, onde Mariza começou a cantar. Lá, imperava o fado. Assim como na casa da família, onde quase nunca se ligava uma TV e sempre se ouvia música.
Mariza cantou por toda a vida.
Em 1997 se apaixonou pelo filho da dona do bar onde cantava, João Pedro Ruela, e ficou casada com ele até 2008. Mas até hoje ele é o seu empresário.
Foi no Brasil que Mariza fez as pazes com o fado. Veio cantar aqui, em 1996, e acabou ficando por vários meses. Adorava a música brasileira, mas os brasileiros pediam a ela que cantasse fado. E ela cantou.
Hoje, Mariza é considerada a maior cantora de fado do mundo.

Fonte: Isabel Vasconcellos

12 comentários :

  • Blog da Fofa says:
    16 de dezembro de 2010 02:19

    Que linda a história dessa cantora, hein? O bebê tão feinho cresceu e encantou todos, não só pela beleza mas pela voz... Linda, linda. Parabéns Lu. Adoro vir aqui. Bjinhos lindo

  • kleber says:
    16 de dezembro de 2010 07:42

    Ela tem uma tragetória e tanto
    apesar dela não ter um infãncia maravilhosa ela trocava então raiva pela inspiração. Guerreira heim
    fica aqui meu abraço

  • Wanderley Elian Lima says:
    16 de dezembro de 2010 08:08

    Oi Lu
    Não a conhecia, mas gostei muito de sua voz.
    Abração

  • Maria Helena says:
    16 de dezembro de 2010 12:38

    Oi, meu amigo!
    Que bela lembrança! Ela é um fenômeno! Adoro seus posts pois sempre encontro informações valiosas! Obrigada por ser uma excelente companhia na nossa blogosfera! Abraços!

  • Anna says:
    16 de dezembro de 2010 16:27

    Lu, teu espaço é informação e cultura, é muito bom vir aqui.
    O fado está para a música portuguesa assim como o samba está para a música brasileira, é esse tipo de música que identifica cada um desses países.
    Sempre que me for possivel, voltarei aqui.
    Tenha uma ótima tarde, obrigada por me seguir!
    Beijos em seu coração

  • Anne Lieri says:
    16 de dezembro de 2010 16:35

    Lu,como canta essa Mariza!Foi um prazer conhece-la!A nova geração de cantoras portuguesas está mesmo de arrasar!Linda voz e musica de alta qualidade!Bjs,

  • Denise Guerra says:
    16 de dezembro de 2010 16:58

    Oi Lu, não conhecia esta rapariga, mas, como canta bem! Querido, quando puder visite o meu blog ECOS da cultura popular e se quiser responda ao caderninho de perguntas que é uma brincadeira antiga que se usava na escola. Fale com a Rita também. Bjs!

  • ONG ALERTA says:
    16 de dezembro de 2010 20:53

    Também náo conhecia linda voz, beijo Lisette.

  • FERNANDO says:
    17 de dezembro de 2010 06:40

    Oi, Luizão.
    E como canta, a danada, hein?
    Abraços e um bom f.d.s, meu caro.

  • Iza says:
    17 de dezembro de 2010 14:57

    Lu, não conhecia a cantora. gostei de ter lido sobre a história.

    Diz para a Rita que estou com saudade dela também.

    Beijos!

  • Maria Helena says:
    17 de dezembro de 2010 16:40

    Oi, Lu!
    Tem um abraço pra você lá no blog. Vá lá! Bjs

  • Dom Quixote (Thomaz) says:
    18 de dezembro de 2010 17:04

    Realmente é uma das melhores cantoras portuguesas de todos os tempos, junto com Amália Rodrigues. Também já postamos em nosso blog, e acho que é uma das interpretações mais emocionantes que possuimos, que só foi possível devido a genialidade de Jacques Morelembaum.

Comentários atuais

Seguidores

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Uol

Gostou do Blog? Então doe um drinque?

Estamos no Google+

Google+ Followers

Lançamento do livro de Rita Cidreira

Lançamento do livro de Rita Cidreira
Os maus tratos vividos em um casamento conturbado de uma mulher bem sucedida na vida vão transformar sua vida e viver um dilema de sentimentos. Ela luta com a ajuda da família, para solucionar o problema e se renova buscando a força necessária, para reviver uma nova historia, encontrado no acaso, através da ajuda de um homem desconhecido a força do amor que ira desabrochar e vai mudar toda sua vida. A mudança de um homem, que por causa de um atropelamento, ressurge, emerge para o brilho da vida e persevera, perseguindo seu real objetivo, para viver seu grande amor. Mesmo sabendo de todas as dificuldades que irá encontrar para prosseguir o seu caminho. Categorias: Romance, Poesia, Ficção e Romance, Ficção Palavras-chave: a, amor, do, força, fronteiras., sem. Clique na imagem que levará ao Clube dos Autores e adquira seu exemplar.