Quem sou eu

Minha foto
Sou Guerreira, romântica, poeta, escritora, paciente, prudente, perseverante, amante da natureza...

Follow by Email

Minha lista de blogs

Dias de Vida do blog

Total de visualizações de página

2 de fevereiro de 2011

Aniversário de Macapá - Parabéns Macapá

Em 1758 foi fundada a cidade de Macapá , capital do Amapá, a única banhada pelo rio Amazonas.
Localizada a 14,4 m acima do nível do mar e a 345 Km de Belém, capital do estado do Pará, a cidade é cortada pela linha imaginária do Equador e seu acesso só é possível via aérea ou de barco por ser um porto fluvial.
Para saber mais sobre o município, não deixe de ler o que o IBGE preparou para homenageá-lo na época de seu aniversário.
Origens
O nome Macapá tem origem na língua tupi, sendo uma variação do termo "macapaba" que significa "lugar de muitos bacabas".
Antes de ser assim chamada, Macapá recebeu dois nomes. Foi batizada como Adelantado de Nueva Andaluzia em 1544 pelo então Rei da Espanha, Carlos V, recebendo mais tarde, na época de sua fundação, o nome de São José de Macapá .
A cidade foi criada a partir de um destacamento militar criado em 1738. Vinte anos depois, no dia 4 de fevereiro, o governador do Grão-Pará, Francisco Xavier de Mendonça Furtado, fundava Macapá , habitada nos seus primórdios por casais de açorianos que lá aportaram.
O governador chegou com a missão de demarcar fronteiras na região Amazônica, através do Tratado de Madri, assinado em 1750, aproveitando para transformar o povoado em cidade.
Em 1943, Macapá passou a ser capital do território do Amapá, o qual só ganharia status de estado em 1988.
Marco Zero
Macapá é a única capital brasileira cortada pela linha imaginária do Equador. Para registrá-la, foi construído um monumento, chamado de Marco Zero, localizado a 5 Km do centro da cidade que contém um relógio de sol e um terraço para visitação.
Por estar posicionado estrategicamente entre os dois hemisférios, o marco permite ao visitante trocar de hemisfério a todo momento.
O mesmo acontece no estádio de futebol conhecido como Zerão. O campo é demarcado pela linha do equador, fazendo com que os times joguem em hemisférios diferentes.
Macapá
O Marco Zero também é considerado um excelente local para apreciar o fenômeno do Equinócio* que acontece entre os dias 21 de março e 23 de setembro. Nesta época, os dias e as noites duram exatamente doze horas em qualquer lugar do planeta.
Equinócio: passagem do sol sobre a linha do Equador, marcando o início das diferentes estações (outono e primavera) nos dois hemisférios.

Festas tradicionais

Marabaixo

Em homenagem ao Divino Espírito Santo, a festa de Marabaixo foi criada pelos escravos negros que participaram da construção da Fortaleza de São José, importante monumento militar do período colonial.
Todo ano, seus descendentes, que vivem na chamada Vila de Curiaú, se reúnem para os festejos que começam na quaresma e duram vários meses.
Para dançar, os participantes formam um círculo ao som dos tambores. O ponto alto da festa é o Encontro dos Tambores, quando os grupos exibem mastros decorados com flores e uma bandeira do Espírito Santo.
Macapá
Festa de São Tiago
Importada por famílias portuguesas que chegaram a Macapá no século 18, a festa homenageia São Tiago que, segundo consta, foi um soldado que lutou contra o domínio dos mouros.
A festa acontece entre os dias 16 e 27 de julho em Masagão, a 35 Km de Macapá . Os moradores revivem vários episódios da guerra entre cristãos e muçulmanos até culminar com uma missa e com a ladainha de São Tiago agradecendo a vitória dos cristãos.
Boi Bumbá
Uma das festas mais tradicionais da região, o Boi-bumbá leva pessoas de todas as idades a se fantasiarem para contar a história do boi que ressuscita após os feitiços de um pajé.
Reza a lenda que uma mulher grávida tem o desejo de comer a carne do boi mais apreciado pelo patrão. Para atendê-lo, o marido mata o boi mas o patrão descobre e ordena que o animal seja devolvido vivo. O marido invoca os poderes do pajé que consegue ressuscitar o boi.
Fonte: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

1 comentários :

  • Sérgio Filho says:
    2 de fevereiro de 2011 18:40

    Oi Lu,

    Bacana, gostei das informações. Boas festividades para essa cidade que parece ser bastante agradável.

    Uma linda noite,

    Aquele abraço!

Comentários atuais

Seguidores

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Uol

Gostou do Blog? Então doe um drinque?

Estamos no Google+

Google+ Followers

Lançamento do livro de Rita Cidreira

Lançamento do livro de Rita Cidreira
Os maus tratos vividos em um casamento conturbado de uma mulher bem sucedida na vida vão transformar sua vida e viver um dilema de sentimentos. Ela luta com a ajuda da família, para solucionar o problema e se renova buscando a força necessária, para reviver uma nova historia, encontrado no acaso, através da ajuda de um homem desconhecido a força do amor que ira desabrochar e vai mudar toda sua vida. A mudança de um homem, que por causa de um atropelamento, ressurge, emerge para o brilho da vida e persevera, perseguindo seu real objetivo, para viver seu grande amor. Mesmo sabendo de todas as dificuldades que irá encontrar para prosseguir o seu caminho. Categorias: Romance, Poesia, Ficção e Romance, Ficção Palavras-chave: a, amor, do, força, fronteiras., sem. Clique na imagem que levará ao Clube dos Autores e adquira seu exemplar.