Quem sou eu

Minha foto
Sou Guerreira, romântica, poeta, escritora, paciente, prudente, perseverante, amante da natureza...

Follow by Email

Minha lista de blogs

Dias de Vida do blog

Total de visualizações de página

15 de março de 2011

Dia mundial do consumidor

Imagem google.com

O dia 15 de março é o Dia Mundial dos Direitos do Consumidor. E você sabe por que esse assunto é do seu interesse? Nós vamos explicar.
Todo ser humano é um consumidor. As pessoas comem, vestem-se, divertem-se; compram apartamentos, móveis, CDs, revistas, livros, eletrodomésticos e utilizam serviços telefônicos e bancários, entre muitas outras coisas. Resumindo, consumidor é toda pessoa física (indivíduo) ou jurídica (empresa, associação ou qualquer outra entidade) que adquire um produto ou serviço para uso próprio.
As empresas ou pessoas que produzem ou vendem produtos ou serviços são chamadas de fornecedores e tudo o que oferecem aos consumidores deve ser de qualidade, com um preço justo e que atenda àquilo a que se propõe, sem enganar o comprador. É um direito do consumidor, garantido pela Lei no 8.078, de 11/09/90, que criou o Código de Defesa do Consumidor.
O Código, que entrou em vigor em 1991, é uma lei de ordem pública que estabelece direitos e obrigações de consumidores e fornecedores, para evitar que os consumidores sofram qualquer tipo de prejuízo.
Mas para que todos consigam defender seus interesses é importante que cada um de nós contribua com o seu comportamento cuidadoso e vigilante. Recentemente, as denúncias dos consumidores sobre alguns supermercados que vendiam produtos que tinham um preço na prateleira e na verdade eram mais caros quando passavam pela leitura do código de barras fez com que autoridades determinassem a volta das etiquetas nos produtos. É dever do consumidor ter atitudes que façam com que os fornecedores o respeitem. Agindo dessa forma você estará exercendo seu papel de cidadão ao defender seus direitos e também estará contribuindo para melhorar o nível de vida de todos os brasileiros. 

Depoimentos
Dicas para consumir melhor
Conquistas dos cidadãos
Conheça os direitos básicos do consumidor
Boca no trombone!
Entidades de Defesa do Consumidor no Brasil
Os campeões de reclamações



Fonte: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatistica






     

9 comentários :

  • Wanderley Elian Lima says:
    15 de março de 2011 15:00

    Olá Lu. Não sabia que hoje é o nosso dia. Acho que o nosso Código de Defesa do Consumidor, melhorou muito a relação entre as partes, hoje a gente já sabe a quem recorrer quando nos sentimos prejudicados. Não é perfeito mas é muito bom.
    Abração

  • Guará Matos says:
    15 de março de 2011 16:35

    Eu nem comemoro, ando tão duro que não dar nem pra comprar uma balinha, hahahaha!

    Bjs.

  • Pelos caminhos da vida. says:
    15 de março de 2011 16:42

    Não imaginava que hoje é o dia do consumidor, sou uma delas...

    Amei seu post.

    Seus textos são excelentes amigo.

    beijooo.

  • Marcos Mariano says:
    15 de março de 2011 19:51

    Ola Lu, realmente nos consumidores temos obtido grandes conquistas diante dos abusos das grandes empresas mas ainda a muito pela frente, principalmente no que diz respeito as empresas de telefonia movel, que na minha opinião são as mas problematicas, devemos comemorar sim, e lutar pelos nossos direitos.

    grande abraço

    parabéns pelo post informativo
    não tinha conhecimento dessa data

  • Yolanda Hollaender says:
    15 de março de 2011 22:17

    Amigo Lu, é verdade que a lei que protege o consumidor tem sido mais respeitada, mas ainda falta muito chão para percorrer.
    Disponibilizar um manual para consulta nos estabelecimentos comerciais acaba ficando sujo de pó, e usado por poucos, pois o brasileiro mal sabe interpretar as leis que constam do manual. Além disso, fica constrangido de "reinvidicar" seus direitos, ou mesmo contestar, porque do outro lado do balcão vem a respota de que "é a lei", principalmente em se tratando de medicamentos.
    Aproveito para agradecer sua visita ao meu blogue.
    Meu abraço,
    Yolanda

  • FERNANDO says:
    16 de março de 2011 07:29

    Oi, Luizão.
    Passando para lhe deixar um abraço e dizer que, realmente, essa prática nefasta de preços divergentes caracteriza má-fé.
    Quando a gente compra apenas dois ou três itens, fica fácil perceber a maracutaia, e basta reclamar para pagar o preço mais baixo (aliás, isso é lei), e ouvir a desculpa de que o sistema teria sido autualizado e ainda não havia dado tempo de trocar as etiquetas das gôndolas, e blá, blá, blá.
    É lamentável que essa ladroeira ocorra na maioria dos estabelecimentos, inclusive nas lojas do Grupo Pão de Acúcar (Extra, Comprebem e companhia bela), que praticamente monopolizou o segmento de supermercados no Brasil.
    E viva o povo brasileiro!

  • Professora Carla Fernanda says:
    16 de março de 2011 18:34

    Não sabia Lu qu era hoje e que tinha até dia. Acho muito importante sermos esclarecidos quanto a isso!
    Beijos,
    Carla Fernanda

  • Antonio says:
    16 de março de 2011 20:51

    Amigo Lu, eu não sabia que existia o dia do consumidor. É bom aproveitar esse dia prá refletir sobre o consumo, a exploração, e por aí vai. Sou um consumidor ingênuo,já fui muito roubado.Abração

  • Prof. Adinalzir says:
    18 de março de 2011 20:22

    Pena que muitas vezes nós não somos respeitados como tal. Esse ainda é o grande problema. Abraços! :-)

Comentários atuais

Seguidores

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Uol

Gostou do Blog? Então doe um drinque?

Estamos no Google+

Google+ Followers

Lançamento do livro de Rita Cidreira

Lançamento do livro de Rita Cidreira
Os maus tratos vividos em um casamento conturbado de uma mulher bem sucedida na vida vão transformar sua vida e viver um dilema de sentimentos. Ela luta com a ajuda da família, para solucionar o problema e se renova buscando a força necessária, para reviver uma nova historia, encontrado no acaso, através da ajuda de um homem desconhecido a força do amor que ira desabrochar e vai mudar toda sua vida. A mudança de um homem, que por causa de um atropelamento, ressurge, emerge para o brilho da vida e persevera, perseguindo seu real objetivo, para viver seu grande amor. Mesmo sabendo de todas as dificuldades que irá encontrar para prosseguir o seu caminho. Categorias: Romance, Poesia, Ficção e Romance, Ficção Palavras-chave: a, amor, do, força, fronteiras., sem. Clique na imagem que levará ao Clube dos Autores e adquira seu exemplar.