Quem sou eu

Minha foto
Sou Guerreira, romântica, poeta, escritora, paciente, prudente, perseverante, amante da natureza...

Follow by Email

Minha lista de blogs

Dias de Vida do blog

Total de visualizações de página

18 de junho de 2013

Bullying e cyber-bullying

Repostando em época de copa das confederações e dos festejos juninos. Voltaremos logo logo!

O que é bullying?

Bullying é um comportamento consciente, intencional, deliberado, hostil e repetido, de uma ou mais pessoas, cuja intenção é ferir outros.
Bullying pode assumir várias formas e pode incluir diferentes comportamentos, tais como:
Violência e ataques físicos
Gozações verbais, apelidos e insultos
Ameaças e intimidações
Extorsão ou roubo de dinheiro e pertences
Exclusão do grupo de colegas
Bullying é uma afirmacao de poder através de agressão. Suas formas mudam com a idade: bullying escolar, assédio sexual, ataques de gangue, violência no namoro, violência conjugal, abuso infantil, assédio no local de trabalho e abuso de idosos (Pepler e Craig, 1997).
“Bullying nao está relacionado a raiva. Nao é um conflito a ser resolvido, tem a ver com desprezo– um forte sentimento de desgostar de alguém considerado como sem valor, inferior ou nao merecedor de respeito.
Este desprezo vem acompanhado por três aparentes vantagens psicológicas que permitem que se machuque os outros sem sentir empatia, compaixão ou vergonha: -um sentimento de poder, de que se tem o direito de ferir ou controlar outros; uma intolerância à diferença; e uma liberdade de excluir, barrar, isolar e segregar outros” (Barabara Coloroso, `The bully, the bullied and the bystander`)

MITOS E FATOS SOBRE O BULLYING

Mito: “Bullying é apenas uma fase, uma parte normal da vida. Eu passei por isto e meus filhos vão passar também.
Fato: Bullying não é um comportamento nem `normal` nem socialmente aceitável. Na verdade, se aceitarmos este comportamento estaremos dando poder aos bullies.
Mito: “Se eu contar pra alguém, só vai piorar.’
Fato: As pesquisas mostram que o bullying pára quando adultos com autoridade e os colegas se envolvem.
Mito: “Reaja e devolva as ofensas ou pancadas.”
Fato: Embora haja algumas vezes em que as pessoas podem ser forçadas a se defender, bater de volta geralmente piora o bullying e aumenta o risco de sério dano físico.
Mito: “Bullying é um problema escolar, os professores é que devem tratar disto.”
Fato: Bullying é um problema social mais amplo e que ocorre com frequência fora das escolas, na rua, nos shoppings, na piscina, nos treinamentos esportivosi e no local de trabalho dos adultos.
Mito: “As pessoas já nascem bullies.”
Fato: Bullying é um comportamento aprendido e comportamentos podem ser mudados.

Você é alvo de bullying?

Bullying é amedrontador e embaraçante. Ele pode fazer você achar que a culpa é sua – mas não é!
Aqui vão algumas coisas que você precisa lembrar:
VOCÊ NÃO ESTÁ SOZINHO! Não tenha medo de CONTAR PRA UM ADULTO EM QUEM VOCÊ CONFIA. Contar não é ser dedo-duro! Se você estiver com medo de contar pros seus pais, então conte aos seus avós, irmãos ou irmãs, ou alguém grande em quem você confia. Mesmo se você só quiser conversar sobre isto, eles vão ouvir.
ISTO VAI PASSAR! Você não vai se sentir mal assim pra sempre!
EVITE OS BULLIES E OS LUGARES ONDE ELES ESTÃO. Se você sabe que um garoto ou garota não gosta de você, então FIQUE LONGE DELES. Vá pra escola mais cedo ou mais tarde. Pegue caminhos diferentes para não encontrar com o bully.
Se o bully não ficar longe de você, FIQUE CALMO, IGNORE -O E CONTINUE ANDANDO. Ele quer que você fique bravo, entao não fique. É mais difícil para o bully te incomodar se você não estiver nem aí.
NÃO REVIDE OU FIQUE BRAVO! Isto vai piorar o bullying.
NAO FIQUE SOZINHO nos corredores, banheiros, salas vazias ou no pátio. Vá pra escola mais cedo ou mais tarde ou ande com seus irmãos, irmãs, vizinhos ou amigos. Faça caminhos diferentes pra ficar livre do bully.
FIQUE COM AMIGOS. Os bullies pegam mais quem está sozinho.
ENTRE EM GRUPOS e faça amigos.
ACREDITE EM VOCE! Os outros vão perceber.
NAO AJA DE MANEIRA APAVORADA – mantenha a cabeça erguida e não olhe pro chão ou para os pés. Se curvar, olhar pro chão ou pros pés ou tremer mostram que você não tem segurança em você. Mantenha a cabeça erguida e olhe pra frente. Os bullies vão pegar em você se eles acharem que você está com medo deles. Mostre confiança. Os bullies não pegam aqueles que são confiantes. Lembre-se: VOCÊ NÃO ESTA SOZINHO!
OLHE A SUA VOLTA NA ESCOLA. Provavelmente você não é o único que sofre bullying. Faça amizades com outros colegas que estão sozinhos. Talvez voce possa ajudá-los.
Não fique BRAVO. Tente rir da situação. Isto mostra que você não está com medo e o humor às vezes pode ajudar a diluir a situação.
PENSE ANTES NAS COISAS QUE VOCÊ PODE DIZER. Fale pouco e não diga nada de chato (não seja um bully!)
FIQUE À VISTA DOS PROFESSORES E DE ADULTOS quando você estiver na escola. Se eles estiverem te vendo, podem ajudar.
NAO TRAGA MUITO DINHEIRO OU COISAS CARAS para a escola. Os bullies pegam nas pessoas que trazem coisas que eles podem tomar. Nao vale a pena se machucar. Os objetos podem ser substituídos, mas você não!

O QUE VOCÊ DEVE CONTAR PARA OS OUTROS?

O QUE aconteceu com você e O QUE VOCÊ FEZ!
QUEM FEZ ISTO COM VOCÊ e QUEM VIU acontecer
ONDE ACONTECEU e COM QUE FREQUÊNCIA aconteceu
ESCREVA TUDO que aconteceu com você no seu diário. Nao se esqueça de anotar o que as outras crianças e adultos fizeram por você
PROCURE AJUDA. Fale pra um professor. É obrigação dos professores parar com o bullying. Se você estiver com medo, leve um amigo junto. Conte para o professor quando o bully não estiver perto. Se você não puder falar pessoalmente, escreva um recado.
PROCURE SEU MÉDICO OU A ENFERMEIRA DA ESCOLA. Peça a eles pra anotar qualquer arranhão ou machucado em você e mostre pra um adulto.
MANTENHA UM DIÁRIO. Às vezes isto ajuda a lembrar as boas coisas que aconteceram
“Todos têm o direito de ser respeitado e as responsabilidades de respeitar os outros.”
Fonte: www.bullying.org

5 comentários :

  • Luma Rosa says:
    18 de junho de 2013 10:16

    Oi, Lu!
    Você fez um ótimo panorama do bullying.
    É importante que todos tenham ciência do quanto atitudes que muitas vezes os pais nem percebem, podem formar um jovem que pratica atitudes contra o outro.
    O conhecimento nos ajuda a combater esse tipo de atitude tão condenável.
    Beijus,

  • ONG ALERTA says:
    18 de junho de 2013 10:44

    Muito bom, abraço Lisette.

  • José María Souza Costa says:
    18 de junho de 2013 11:58

    Olá, Lu Cidreira.
    Bom dia.
    Muitissimo interessante a sua postagem.
    estou aqui para saudar-te.
    Estou falando sobre MUSICA, no meu blogue. Estou te esperando lá no meu blogue. Abraços.

  • Danielly Oliveira says:
    25 de junho de 2013 13:03

    Oi Lu!
    No "aniversário" de 1 ano do meu blog eu também explanei sobre esse tema. Já sofri bullying na época de escola, por causa dele não queria sair ou ir à casa de amigos ou ir à escola. É um assunto complicado e que tem que ser difundido mesmo, pois ainda tem muita gente que pensa que é pouca bobagem.

    http://mostcaffeine.blogspot.com.br/

  • Danielly Oliveira says:
    25 de junho de 2013 13:03

    Oi Lu!
    No "aniversário" de 1 ano do meu blog eu também explanei sobre esse tema. Já sofri bullying na época de escola, por causa dele não queria sair ou ir à casa de amigos ou ir à escola. É um assunto complicado e que tem que ser difundido mesmo, pois ainda tem muita gente que pensa que é pouca bobagem.

    http://mostcaffeine.blogspot.com.br/

Comentários atuais

Seguidores

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Uol

Gostou do Blog? Então doe um drinque?

Estamos no Google+

Google+ Followers

Lançamento do livro de Rita Cidreira

Lançamento do livro de Rita Cidreira
Os maus tratos vividos em um casamento conturbado de uma mulher bem sucedida na vida vão transformar sua vida e viver um dilema de sentimentos. Ela luta com a ajuda da família, para solucionar o problema e se renova buscando a força necessária, para reviver uma nova historia, encontrado no acaso, através da ajuda de um homem desconhecido a força do amor que ira desabrochar e vai mudar toda sua vida. A mudança de um homem, que por causa de um atropelamento, ressurge, emerge para o brilho da vida e persevera, perseguindo seu real objetivo, para viver seu grande amor. Mesmo sabendo de todas as dificuldades que irá encontrar para prosseguir o seu caminho. Categorias: Romance, Poesia, Ficção e Romance, Ficção Palavras-chave: a, amor, do, força, fronteiras., sem. Clique na imagem que levará ao Clube dos Autores e adquira seu exemplar.