Quem sou eu

Minha foto
Sou Guerreira, romântica, poeta, escritora, paciente, prudente, perseverante, amante da natureza...

Follow by Email

Minha lista de blogs

Dias de Vida do blog

Total de visualizações de página

2 de maio de 2012

O dia do astro Rei o SOL

Imagem Google

3 de Maio

Nós sabemos a importância do Sol em nossas vidas terrestre, pois o ser humano não viveria sem a sua luz e calor, isso significa que essa luz não está refletindo nas cabeças dos nossos governantes e legisladores pois eles encontram-se com a mente totalmente apagada, pedimos ao arquiteto do universo que crie uma luz mais poderosa que penetre nas mentes deles e façam brilhar e irradie sabedoria e bondade minimizando a angustia de todos os povos.

Nesse dia também se comemora o dia do Legislador, dia do Parlamento, dia do Sertanejo, dia do Taquigrafo e dia mundial de Liberdade de Imprensa.
Sol, a estrela que, por efeito gravitacional de sua massa, domina o sistema planetário que inclui a Terra.
Mediante a radiação de sua energia eletromagnética, comporta toda a energia que mantém a vida na Terra, porque todo o alimento e combustível procede em última instância das plantas que utilizam a energia da luz do Sol.
Por causa de sua proximidade com nosso planeta, e por ser uma estrela típica, o astro-rei é um recurso extraordinário para o estudo dos fenômenos estelares.
Sol constitui-se praticamente a única fonte de energia para a Terra.
É fácil imaginar o que aconteceria ao nosso planeta se esta energia viesse a faltar.
Não vivemos no receio de que isso aconteça, pois parece certo que o Sol não é agora diferente daquilo que era no passado, e nem será durante os próximos milhões de anos.
Todavia, os antigos demoraram muito tempo a convencer-se de que podiam confiar no Sol, talvez devido à recordação das suas temporárias desaparições (eclipses) ou de longos períodos de atenuação da sua radiação (cinzas vulcânicas ou longos períodos de mau tempo).
Os povos anglo-saxônicos ainda hoje lhe dedicam o dia mais belo da semana, aquele que nas línguas neolatinas é dedicado ao Senhor, isto é, o domingo.
As primeiras mitologias solares, divididas entre a admirada grandeza e potência do Sol e o seu obdiente caminho no céu, falam de um gigante de algum modo condenado a transportar a grande bola de fogo em torno do céu, em condições de total servidão após o período em que o astro se tinha desviado no seu movimento.
Estas lendas também poderiam encerrar algumas reminescências históricas.
A verdade é que a adoração do Sol sempre esteve presente nas primeiras civilizações, a par com a do fogo.
Sol era considerado, por muitas culturas, uma divindade.
Na Índia, Babilônia, antiga Pérsia, Egito e antiga Grécia, o ritual de adoração do Sol era comum.
Sol possuía uma bonita interpretação, visto como um símbolo de vida e seu ciclo diário, o resumo da existência humana: jovem pela manhã, madura ao meio-dia, velha ao entardecer.
Acredita-se que o jogo de bola simbolizasse o combate entre as forças antagônicas do cosmos: o bem contra o mal, o Sol contra a Lua, o Céu contra a Terra.
Segundo os astecas, o papel do ser humano era defender o Sol para que este continuasse oferecendo a luz, o que exigia sacrifícios humanos
Fonte: Encarta

4 comentários :

  • Tunin says:
    2 de maio de 2012 13:05

    Riqueza de informações sobre o nosso astro maior.
    Abração.

  • Aleatoriamente says:
    2 de maio de 2012 20:03

    Gostei do começo ao fim.
    Na parte acima, eu digo amém Lu.
    Te deixo um beijo amigo.

  • Prof. Adinalzir says:
    2 de maio de 2012 20:50

    É isso ai. Viva o Sol e viva os amigos. Parabéns pela postagem!
    Abraços, :-)

  • Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz says:
    27 de setembro de 2012 11:00

    Vivas ao Rei Sol ...

    Querido, obrigado pelo carinho de sempre por lá ... vc é um cara SUPIMPA mesmo ...

    bjão

Comentários atuais

Seguidores

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Uol

Gostou do Blog? Então doe um drinque?

Estamos no Google+

Google+ Followers

Lançamento do livro de Rita Cidreira

Lançamento do livro de Rita Cidreira
Os maus tratos vividos em um casamento conturbado de uma mulher bem sucedida na vida vão transformar sua vida e viver um dilema de sentimentos. Ela luta com a ajuda da família, para solucionar o problema e se renova buscando a força necessária, para reviver uma nova historia, encontrado no acaso, através da ajuda de um homem desconhecido a força do amor que ira desabrochar e vai mudar toda sua vida. A mudança de um homem, que por causa de um atropelamento, ressurge, emerge para o brilho da vida e persevera, perseguindo seu real objetivo, para viver seu grande amor. Mesmo sabendo de todas as dificuldades que irá encontrar para prosseguir o seu caminho. Categorias: Romance, Poesia, Ficção e Romance, Ficção Palavras-chave: a, amor, do, força, fronteiras., sem. Clique na imagem que levará ao Clube dos Autores e adquira seu exemplar.