Quem sou eu

Minha foto
Sou Guerreira, romântica, poeta, escritora, paciente, prudente, perseverante, amante da natureza...

Follow by Email

Minha lista de blogs

Dias de Vida do blog

Total de visualizações de página

19 de julho de 2012

Dia da caridade 19 de julho

Imagem do Google

O que é a caridade?

No versículo 3 do capítulo 13 da primeira Epístola aos Coríntios, o grande São Paulo diz
“Ainda que distribuísse todos os meus bens em sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, se não tiver caridade, de nada valeria!”.
Isto quer dizer que mesmo na distribuição de todos os meus bens em sustento dos pobres… pode não existir caridade?

Resposta
São Mateus narra que um doutor da lei, a mando dos fariseus para tentá-lo, perguntou a Jesus: “Mestre, qual é o grande mandamento da lei? Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu espírito.
Este é o máximo e primeiro mandamento.
E o segundo é semelhante a este: Amarás o teu próximo como a ti mesmo.
Destes dois mandamentos depende toda a lei e os profetas” (Mt 22, 36-40).
Como, pois, São Paulo parece separar uma forma de caridade (amor de Deus) da outra (amor do próximo)? A exaltação da caridade, que se encontra no referido capítulo 13 da primeira Epístola aos Coríntios, é considerada uma das mais belas páginas da Sagrada Escritura, não só por seu conteúdo, como também por sua forma literária.
Ao falar da caridade, São Paulo multiplica os contrastes para levar seus ouvintes aos mais altos páramos possíveis do amor de Deus, nesta Terra.
Interpretam alguns comentaristas que ele evoca essa situação para mostrar quanto o amor de Deus é superior ao amor ao próximo.
Isto para mostrar que de nada valeria praticar os mais insignes atos de desprendimento de si mesmo e de amor ao próximo, sem possuir amor de Deus!
Segundo essa interpretação, a separação entre o amor ao próximo e o amor de Deus é um recurso oratório que São Paulo utiliza para mostrar aos destinatários de sua carta quanto devem crescer no amor de Deus para que cresça ao mesmo tempo seu verdadeiro amor ao próximo.
Assim dizem alguns comentaristas.
Este caso nos mostra como é uma utopia pretender que cada fiel chegará sozinho a interpretar adequadamente a Sagrada Escritura sem a ajuda dos estudiosos, que se dedicam a estudá-la e analisá-la, em conformidade com os Santos Padres e Doutores da Igreja, para explicar as incontáveis passagens que estão acima da compreensão dos simples fiéis.
Daí o fenomenal equívoco de Lutero, de declarar que cada indivíduo está em condições de interpretar, por si mesmo, a palavra de Deus constante das Sagradas Escrituras.
Isso nos leva a entender também quão sábia é a Igreja em formar longamente os pregadores.


Fonte: Portal São Francisco



Imaginem esse dia sendo comemorado pelos políticos brasileiros, pois fariam tudo isso que disse São Paulo em Coríntios; “Ainda que distribuísse todos os meus bens em sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, se não tiver caridade, de nada valeria!”.
Isto quer dizer que mesmo na distribuição de todos os meus bens em sustento dos pobres… pode não existir caridade? Coitados de nós meros eleitores, estávamos nós todos bem mais ruins, pois eles só fazem isso dão, dão mais, não são caridosos. A caridade vem quando os óbulos não são visto pelos outros e ou são oferecidos em sigilo.
E como já disse nosso amigo Fernando Melis em sua postagem de hoje 13 de julho sobre a o humor da sexta-feira:
" Como já dizia Eça de Queiroz, políticos e fraldas devem ser trocados regulamente pela mesma razão. Na próxima eleição troque um ladrão por um cidadão.

Tudo bem que político é político em qualquer parte do mundo, e esperar algo diferente de quem disputa cargos cuja remuneração, mesmo se economizada durante todo o mandato, não daria para cobrir as despesas de campanha... Outubro está aí. Defenestremos aqueles que, por interesses questionáveis e ambições meramente eleitoreiras, só fazem locupletar-se à custa de quem confiou em suas sandices e os botou lá, como serviçais do povo (aspecto quase sempre esquecido por quem se aboleta no poder e para quem tratamentos pomposos como Vossa Excelência e assemelhados não só massageiam o ego, mas também os levam a acreditar – de verdade – que eles são diferentes daqueles cujos interesses deveriam representar.
Vade retro, satanás!"

2 comentários :

  • Tunin says:
    19 de julho de 2012 11:11

    O amor é tudo, Lú. Não adianta eu oferecer alguma coisa a alguém por oferecer. Se não tiver amor, nada vale.É apenas um ato social.
    Muito oportuna a sua postagem.
    Abração.

  • Antonio says:
    19 de julho de 2012 20:59

    amigo Lu : muito oportuna a postagem de hoje..Muito mais importantes que os bens materiais,caridade é entregar às pessoas o seu amor,pregar o amor de Deus,como fazia Paulo..Um forte abraço,bom fim de semana

    touché

Comentários atuais

Seguidores

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Uol

Gostou do Blog? Então doe um drinque?

Estamos no Google+

Google+ Followers

Lançamento do livro de Rita Cidreira

Lançamento do livro de Rita Cidreira
Os maus tratos vividos em um casamento conturbado de uma mulher bem sucedida na vida vão transformar sua vida e viver um dilema de sentimentos. Ela luta com a ajuda da família, para solucionar o problema e se renova buscando a força necessária, para reviver uma nova historia, encontrado no acaso, através da ajuda de um homem desconhecido a força do amor que ira desabrochar e vai mudar toda sua vida. A mudança de um homem, que por causa de um atropelamento, ressurge, emerge para o brilho da vida e persevera, perseguindo seu real objetivo, para viver seu grande amor. Mesmo sabendo de todas as dificuldades que irá encontrar para prosseguir o seu caminho. Categorias: Romance, Poesia, Ficção e Romance, Ficção Palavras-chave: a, amor, do, força, fronteiras., sem. Clique na imagem que levará ao Clube dos Autores e adquira seu exemplar.