Quem sou eu

Minha foto
Sou Guerreira, romântica, poeta, escritora, paciente, prudente, perseverante, amante da natureza...

Follow by Email

Minha lista de blogs

Dias de Vida do blog

Total de visualizações de página

20 de novembro de 2012

A conscientização de uma luta

Imagem Google

História do Dia Nacional da Consciência Negra
Esta data foi estabelecida pelo projeto lei número 10.639, no dia 9 de janeiro de 2003. Foi escolhida a data de 20 de novembro, pois foi neste dia, no ano de 1695, que morreu Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares.
A homenagem a Zumbi foi mais do que justa, pois este personagem histórico representou a luta do negro contra a escravidão, no período do Brasil Colonial. Ele morreu em combate, defendendo seu povo e sua comunidade. Os quilombos representavam uma resistência ao sistema escravista e também um forma coletiva de manutenção da cultura africana aqui no Brasil. Zumbi lutou até a morte por esta cultura e pela liberdade do seu povo.
Importância da Data
A criação desta data foi importante, pois serve como um momento de conscientização e reflexão sobre a importância da cultura e do povo africano na formação da cultura nacional. Os negros africanos colaboraram muito, durante nossa história, nos aspectos políticos, sociais, gastronômicos e religiosos de nosso país. É um dia que devemos comemorar nas escolas, nos espaços culturais e em outros locais, valorizando a cultura afro-brasileira. 
A abolição da escravatura, de forma oficial, só veio em 1888. Porém, os negros sempre resistiram e lutaram contra a opressão e as injustiças advindas da escravidão. 
Vale dizer também que sempre ocorreu uma valorização dos personagens históricos de cor branca. Como se a história do Brasil tivesse sido construída somente pelos europeus e seus descendentes. Imperadores, navegadores, bandeirantes, líderes militares entre outros foram sempre considerados heróis nacionais. Agora temos a valorização de um líder negro em nossa história e, esperamos, que em breve outros personagens históricos de origem africana sejam valorizados por nosso povo e por nossa história. Passos importantes estão sendo tomados neste sentido, pois nas escolas brasileiras já é obrigatória a inclusão de disciplinas e conteúdos que visam estudar a história da África e a cultura afro-brasileira.
Você sabia?
- 27 de outubro é o Dia Nacional de Mobilização em Prol da Saúde da População Negra.

Dia Nacional da Consciência Negra é celebrado em 20 de novembro no Brasil e é dedicado à reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileira. A semana dentro da qual está esse dia recebe o nome de Semana da Consciência Negra.
A data foi escolhida por coincidir com o dia da morte de Zumbi dos Palmares, em 1695. O Dia da Consciência Negra procura ser uma data para se lembrar a resistência do negro à escravidão de forma geral, desde o primeiro transporte de africanos para o solo brasileiro (1594).
Algumas entidades como o Movimento Negro (o maior do gênero no país) organizam palestras e eventos educativos, visando principalmente crianças negras. Procura-se evitar o desenvolvimento do auto-preconceito, ou seja, da inferiorização perante a sociedade.
Outros temas debatidos pela comunidade negra e que ganham evidência neste dia são: inserção do negro no mercado de trabalho, cotas universitárias, se há discriminação por parte da polícia, identificação de etnias, moda e beleza negra, etc.
O dia é celebrado desde a década de 1960, embora só tenha ampliado seus eventos nos últimos anos.


No dia 20 de novembro comemora-se o Dia Nacional da Consciência Negra, em homenagem à morte de Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares.
O quilombo era uma localidade situada na Serra da Barriga, onde escravos se refugiavam. Com o passar dos anos, chegou a atingir uma população de vinte mil habitantes, em razão do aumento das fugas dos escravos.
Os escravos serviam para fazer os trabalhos pesados que o homem branco não realizava, eles não tinham condições dignas de vida, eram maltratados, apanhavam, ficavam amarrados dia e noite em troncos, eram castigados, ficavam sem água e sem comida, suas casas eram as senzalas, onde dormiam no chão de terra batida.
Muitas pessoas eram contra essa forma de tratar os negros e várias tentativas aconteceram ao longo da história para defender seus direitos. Em 1871 a Lei do Ventre Livre libertou os filhos de escravos que ainda iriam nascer; em 1885 a Lei dos Sexagenários deu direito à liberdade aos escravos com mais de sessenta anos.
Mas Princesa Isabel foi a responsável pela libertação dos escravos, quando assinou a Lei Áurea, em 13 de maio de 1888, dando-os direito de ir embora das fazendas em que trabalhavam ou de continuar morando com seus patrões, como empregados e não mais como escravos.
O dia da consciência negra é uma forma de lembrar o sofrimento dos negros ao longo da história, desde a época da colonização do Brasil, tentando garantir seus direitos sociais.
Hoje temos várias leis que defendem esses direitos, como a de cotas nas universidades, pois acredita-se que, em razão dos negros terem sido marginalizados após o período de escravidão, não conseguiram conquistar os mesmos espaços de trabalho que o homem branco.
Na época da escravidão os negros não tinham direito ao estudo ou a aprender outros tipos de trabalho que não fossem os braçais, ficando presos a esse tipo de tarefa.
Muitos deles, estando libertos, continuaram na mesma vida por não terem condições de se sustentar.
O dia da consciência negra é marcado pela luta contra o preconceito racial, contra a inferioridade da classe perante a sociedade. Além desses assuntos, enfatizam sobre o respeito enquanto pessoas humanas, além de discutir e trabalhar para conscientizar as pessoas da importância da raça negra e de sua cultura na formação do povo brasileiro e da cultura do nosso país.


Fonte: Sua Pesquisa.com, Wikipédia, Revista Afro Bahia

8 comentários :

  • Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz says:
    20 de novembro de 2012 06:50

    Meu abraço a todos os Afro-descendentes ... o Brasil se orgulha de vcs ou deveria né?

    bjão

  • Paty Michele says:
    20 de novembro de 2012 09:20

    E o mais difícil é conscientizar as crianças de toda a luta pela qual os negros passaram e fazê-los entender que não devem se envergonhar de serem negros.

    Um abraço, Lu.

  • Magda Moreira says:
    20 de novembro de 2012 18:39

    Olá!!!! Passando para conhecer o seu Blog que é muito criativo e interessante.
    Já estou te seguindo e te convido á participar do meu Blog de divulgação a AGENDA DOS BLOGS. O seu Blog é muito bom e precisa ser divulgado.Passa lá e se inscreva!!! Bjs!!
    HTTP://www.agendadosblogs.blogspot.com.br

  • Sônia Silvino (Crazy about Blogs) says:
    20 de novembro de 2012 21:08

    Uma postagem bem completa, Lu!
    Aproveito para lhe fazer um convite muito especial:

    Promoção de Natal de Sônia Silvino's Blogs:

    Como foi o seu melhor Natal?

    Para participar, é só contar na postagem do dia 20/11/12 no blog fLaShBaCk.CoM:

    http://soniasilvinoflashback.blogspot.com.br

    Maiores informações aqui:

    http://blogsdasoniasilvino.blogspot.com.br

    Participe! Boa sorte! Boas Festas!

    Beijocas, muitas!!!

  • Geyme Lechner Mannes says:
    21 de novembro de 2012 05:42

    Oi Lu!

    Acho legal ter um dia da consciência negra para lembrar todo o mal que nós brancos, soberbos e estúpidos, já fizemos contra eles. Por outro lado, acredito tb que essa consciência deva existir todos os dias do ano, e não em apenas um específico... Consciência, boa e justa, deve ser trabalhada constantemente, sem pausas!

    Beijo grande, querido!

  • Anne Lieri says:
    21 de novembro de 2012 11:36

    Lu,um excelente artigo,sempre completo e nos mantem bem atualizados!Triste ainda precisarmos de um dia para lembrar que o brasileiro é um povo de todas as raças!Recebeu o email das perguntas?Eu já reenviei!bjs,

  • Donetzka Cercck Lavrak Alvarez says:
    26 de novembro de 2012 19:31

    Muito bom seu blog,Lu.
    Esse dia é muito impoortante e a história do zumbi dos palmares é linda.
    Desculpe a confusão de nomes,mas li nomes de mulheres aqui e me confundi.

    Mas vc já explicou nos comentários que agradeço muito.


    Creio que vc posta pouco.


    Coloquei seu blog na lista para receber atualizações e sempre que publicar algo novo,saberei.


    Estou muito feliz em ter vc na minha lista,amigo.

    Hoje ,dia 26 é meu aniversário e recebi manifestação de muitos amigos daqui,o que me deixa muito satisfeita.

    Um beijo com gosto de carinho e linda semana


    Donetzka

  • Giovani Pasini says:
    27 de novembro de 2012 11:32

    Parabéns pelo texto e blog!

Comentários atuais

Seguidores

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Uol

Gostou do Blog? Então doe um drinque?

Estamos no Google+

Google+ Followers

Lançamento do livro de Rita Cidreira

Lançamento do livro de Rita Cidreira
Os maus tratos vividos em um casamento conturbado de uma mulher bem sucedida na vida vão transformar sua vida e viver um dilema de sentimentos. Ela luta com a ajuda da família, para solucionar o problema e se renova buscando a força necessária, para reviver uma nova historia, encontrado no acaso, através da ajuda de um homem desconhecido a força do amor que ira desabrochar e vai mudar toda sua vida. A mudança de um homem, que por causa de um atropelamento, ressurge, emerge para o brilho da vida e persevera, perseguindo seu real objetivo, para viver seu grande amor. Mesmo sabendo de todas as dificuldades que irá encontrar para prosseguir o seu caminho. Categorias: Romance, Poesia, Ficção e Romance, Ficção Palavras-chave: a, amor, do, força, fronteiras., sem. Clique na imagem que levará ao Clube dos Autores e adquira seu exemplar.