Quem sou eu

Minha foto
Sou Guerreira, romântica, poeta, escritora, paciente, prudente, perseverante, amante da natureza...

Follow by Email

Minha lista de blogs

Dias de Vida do blog

Total de visualizações de página

15 de abril de 2013

Os tipos sanguíneo humano


O sangue humano é classificado em grupos e subgrupos, sendo os mais importantes o ABO (A, B, AB e O) e o Rh (positivo e negativo).
No Brasil, os grupos sanguíneos mais comuns são o O e o A. Juntos eles abrangem 87% de nossa população. O grupo B contribui com 10% e o AB com apenas 3%.
O sangue O Negativo é conhecido como universal. Pode ser transfundido em qualquer pessoa. Mas apenas 9% dos brasileiros possuem esse tipo sanguíneo. É muito utilizado pelos hospitais pois é o sangue que salva em situações de emergência.
O O Positivo é o sangue mais utilizado no Brasil. O estoque de um hemocentro deve ter, no mínimo, 50% desse tipo sanguíneo.
Se você conhece seu tipo de sangue,  você saberá de quem poderá receber e para quem poderá doar.

COMPATIBILIDADE ENTRE OS TIPOS SANGUINEOS

Quem pode doar para quem? Como os tipos sanguineos se combinam entre si?

O Sistema ABO

Para entendemos como os grupos sangüíneos podem ser combinados entre si, precisamos entender alguns conceitos. A compatibilidade entre os vários tipos de sangue humano tem a ver com antígeno e Anticorpos. Aqui nos referimos a Antígenos Eritrocitários ou seja Antígenos existentes (ou não) nas nossas hemácias.
São estes Antígenos que diferenciam os grupos sangüíneos entre si. Veja como:
GRUPO SANGUINEOANTíGENO do sistema ABO
AA
BB
ABA e B
Onenhum
Preste bem atenção. Antígeno é algo que temos nas nossas hemácias ao nascermos, faz parte de sua estrutura molecular, é determinado geneticamente pela herança de nossos pais.
Observe que se você é do grupo O você não tem nenhum Antígeno (do sistema ABO) em suas hemácias. Indivíduos são do grupo A porque tem o Antígeno A em suas hemácias, Os do grupo B tem o antígeno B, os do grupo AB tem antígeno A e B.
Antígenos tem a propriedade de gerar Anticorpos quando introduzidos em organismo que não o contenha. Por exemplo, indivíduos do grupo A, que tem em suas hemácias o antígeno A, não podem ter em seu plasma o anticorpo Anti A. O mesmo ocorre com o indivíduo do grupo B, em relação ao antígeno B. Se um indivíduo tivesse em seu plasma um anticorpo oposto ao seu antígeno correspondente todas as suas hemácias seriam destruídas por ele.
Um conceito muito importante é que não existe anticorpo anti O, uma vez que não existe antígeno O.
Durante a infância sempre adquirimos naturalmente os anticorpos referentes aos grupos sangüíneos opostos, ou seja: Se você é do grupo O, em seu plasma existe anticorpos Anti-A e Anti-B, adquiridos naturalmente durante a infância.
Veja na tabela abaixo:
GRUPO SANGUINEOANTíGENOANTICORPO
AAAnti-B
BBAnti-A
A e BA e Bnenhum
OnenhumAnti-A e Anti-B
Fica fácil de entender agora como os diversos tipo de sangue podem ser combinados entre si. Se você é do grupo AB, então você não tem nenhum dos anticorpos em seu plasma, daí você poderá tomar sangue de todos os grupos: A, B, AB e O (receptor universal).
Se você é do grupo A você tem anti-B em seu plasma, daí não poder tomar sangue do grupo B ou AB. Pode tomar dos grupos A e O. Como não existe "anti-O" as hemácias do grupo O podem teoricamente ser transfundidas em pessoas de todos os outros grupos (doador universal).

E o Rh?

Bem, existe também o sistema Rh e ele determina a presença de um Antígeno (também em suas hemácias), denominado Antígeno D. Indivíduos que o tem são Rh POSITIVOS e indivíduos que não o tem são Rh NEGATIVOS.
Veja a tabela:
Fator RhAntígeno do sistema Rh
POSITIVOAntígeno D
NEGATIVOnenhum
Não existe Anticorpos Anti-D adquiridos naturalmente e portanto ninguém tem Anti-D em seu plasma a não ser que tenha sido inoculado de alguma forma com sangue Rh POS., (pode ocorrer inoculação durante o parto ou aborto, transfusão incompatível ou compartilhamento de seringas em drogados).
Daí o conceito simples de que em relação ao Rh, indivíduos Rh POS podem tomar sangue Rh POS e NEG, enquanto indivíduos Rh NEG só podem tomar sangue Rh NEG., (na verdade poderiam tomar uma primeira transfusão Rh POS, mais seriam sensibilizados e desenvolveriam Anti-D e uma segunda transfusão poderia matá-los).
Eis abaixo um diagrama que ajuda a compreender a relação entre os sangues. Visualize primeiro sangues do mesmo Rh. Lembre-se: Rh positivo pode receber sangue Rh negativo. O oposto não é possível.
Tipos de Sangue
Diagrama que exemplifica as transfusões possíveis entre os diversos tipos de sangue e Rh.


Fontes: www.prosangue.sp.gov.br,  www.hemonline.com.br

7 comentários :

  • Wanderley Elian Lima says:
    15 de abril de 2013 07:13

    Oi Lu
    Seu blog deveria ser declarado de utilidade pública, pois todas as postagens são pertinentes.
    Abração

  • Donetzka Cercck Lavrak Alvarez says:
    15 de abril de 2013 09:37

    Lu. Seu blog é tudo o que de melhor existe em termos de informações muito relevantes!

    São aulas os seus posts!

    Parabéns,amigo.

    Linda semana.

    Bjs

    Donetzka

  • Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz says:
    15 de abril de 2013 10:42

    O meu é O+ ... rs

  • José María Souza Costa says:
    15 de abril de 2013 15:26

    Olá.
    Sou tipo ( O ) "ó" positivo.
    Doador Universal.
    Todos os anos faço doação no hospital das clínicas, aqui, em Sampa.
    Abraços, e bom começo da semana.

  • Patricia Galis says:
    16 de abril de 2013 11:03

    Muito boa postagem sempre surgem duvidas mesmo, o meu é o negativo e sou doadora, acho isso muito importante.

  • Maria Rodrigues says:
    17 de abril de 2013 19:10

    Um post absolutamente excelente.
    O meu sangue é A positivo.
    Beijinhos
    Maria

  • Clau says:
    23 de abril de 2013 14:51

    Oi Lu!
    Obrigada pela visita.Seja sempre bem vindo.
    Seu blog é muito interessante;
    gostei muito dessa postagem sobre tipo sanguíneo,
    texto útil e esclarecedor.
    Um abraço \o/

Comentários atuais

Seguidores

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Uol

Gostou do Blog? Então doe um drinque?

Estamos no Google+

Google+ Followers

Lançamento do livro de Rita Cidreira

Lançamento do livro de Rita Cidreira
Os maus tratos vividos em um casamento conturbado de uma mulher bem sucedida na vida vão transformar sua vida e viver um dilema de sentimentos. Ela luta com a ajuda da família, para solucionar o problema e se renova buscando a força necessária, para reviver uma nova historia, encontrado no acaso, através da ajuda de um homem desconhecido a força do amor que ira desabrochar e vai mudar toda sua vida. A mudança de um homem, que por causa de um atropelamento, ressurge, emerge para o brilho da vida e persevera, perseguindo seu real objetivo, para viver seu grande amor. Mesmo sabendo de todas as dificuldades que irá encontrar para prosseguir o seu caminho. Categorias: Romance, Poesia, Ficção e Romance, Ficção Palavras-chave: a, amor, do, força, fronteiras., sem. Clique na imagem que levará ao Clube dos Autores e adquira seu exemplar.