Quem sou eu

Minha foto
Sou Guerreira, romântica, poeta, escritora, paciente, prudente, perseverante, amante da natureza...

Follow by Email

Minha lista de blogs

Dias de Vida do blog

Total de visualizações de página

5 de junho de 2013

Dia mundial do meio ambiente

5 de junho este é o dia do meio ambiente em todo o mundo:

Se nós não tivermos a consciência de proteger em geral o nosso mundo (a Terra) não iremos ver quase nada do que nossos ancestrais viram, e nossos filhos e netos ficará refém da desolação por conta da irresponsabilidade do homem.


O dia 5 de junho é lembrado em todos os países como o dia mundial do meio ambiente, desde que a Organização das Nações Unidas - ONU, em 1972, realizou a sua primeira conferência sobre o tema: a Conferência sobre o Ambiente Humano, conhecida como Conferência de Estocolmo. O dia ou a semana em torno de 5 de junho é usada por muitas pessoas e organizações para celebrar o milagre da Vida, a beleza da Natureza, e ao mesmo tempo alertar sobre os riscos à própria sobrevivência do ser humano se o ambiente continuar a ser degradado, poluído, desrespeitado, visto como obstáculo aos nossos desejos.
Naquela conferência, a ONU estabeleceu uma Declaração sobre o Ambiente Humano, com 26 princípios, e um Plano de Ações que deveriam orientar as atitudes humanas, as atividades econômicas e as políticas de forma a garantir maior proteção ambiental. A realização da Conferência da ONU foi motivada pelos problemas ambientais que ganhavam cada vez mais destaque nos anos 60, mas que continuam a afetar a integridade das pessoas e dos demais seres vivos.
De fato, nosso querido planeta Terra anda passando por maus pedaços... Rios poluídos, fumaças e substâncias tóxicas sendo jogadas no ar, devastação de florestas, alimentos contaminados por agrotóxicos, extinção de espécies animais e vegetais, aquecimento global em função da emissão de gases resultantes do uso excessivo de combustíveis fósseis e do desmatamento... Associado a tudo isso existem milhões de seres humanos passando fome, sem ter moradias ou saneamento em condições adequadas, sofrendo com as injustas situações do “desenvolvimento”. Os processos associados a tanta degradação ambiental e social, formas “discretas” de guerra, insegurança e violência, acentuaram-se nas últimas décadas na medida em que limites ecológicos, culturais e éticos foram menosprezados em favor da materialização e da mercantilização da Vida. É, a Vida nesse planeta que ESTÁ EM PERIGO!

Tais problemas estavam e estão vinculados às características com que diferentes países e grupos humanos buscam para atender suas necessidades e desejos, sua busca por sobrevivência e qualidade de vida. É comum denominar essa busca como desenvolvimento ou busca pelo progresso. Entretanto, a continuidade e o agravamento dos problemas ambientais, da pobreza, da violência, entre outros desafios mundiais estão vinculados a estilos, tecnologias e sistemas econômicos de desenvolvimento que privilegiaram o uso ilimitado de recursos naturais, a concentração de renda, o acumulo material. O mundo globalizado caminha no sentido de “padronizar” formas de consumo que demandam alto uso de energia e recursos naturais, que vão sendo esgotados na medida em que se “consome” tudo que a diversidade da natureza apresenta.

Em 1992, foi realizada a Conferência da ONU sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento no Rio de Janeiro, conhecida como Rio-92. Foi uma tentativa de analisar porque o plano e a declaração de Estocolmo não tinham surtido o efeito de proteção do meio ambientecomo se esperava.
Uma conclusão de consenso entre os representantes de mais de 170 países e vinte mil participantes dos eventos, inclusive do Fórum Global-92, conjunto de eventos paralelos que reuniram 20.000 pessoas de todo o mundo: é preciso rever o conceito de progresso, de desenvolvimento. Desde então disseminou-se a noção do desenvolvimento sustentável, ou seja processos que permitam a sociedade humana atender suas necessidades de alimentação, habitação, saúde, educação, etc sem prejudicar a integridade e o funcionamento do ambiente. Isso exige também a visão de que o ambiente não é obstáculo ou meramente a “fonte” de recursos naturais; enfim, exige uma atitude de cuidar do ambiente por ser esse fonte de bens (água, madeira, fibras, plantas medicinais ),mas também por abrigar outras espécies vivas, e que tudo isso depende também do funcionamento adequado dos serviços ambientais (por exemplo a circulação de águas, o sistema climático e a produção de oxigênio, para os quais a presença de vegetação é fundamental; a biodiversidade, etc).

Cuidar do ambiente implica tanto em preservar (evitar qualquer interferência humana) como conservar (ter uma atitude responsável, ao usar o ambiente de forma que o mesmo mantenha a capacidade de se “regenerar” e sem perder a sua vitalidade e diversidade de espécies). Cuidar das áreas de mananciais ou de Mata Atlântica, por exemplo, é importante tanto para garantir águas para todos como para proporcionar, para a população local condições dignas de qualidade de vida e emprego em atividades de ecoturismo, de usos sustentáveis de bens florestais (flores, plantas medicinais, aromáticas, apicultura, por exemplo). Significa encontrar formas e áreas de preservação, conservação e desenvolvimento sustentável.
A Constituição brasileira, em seu artigo 225, diz que todos têm o direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, essencial à sadia qualidade de vida, cabendo a todos e ao Poder Público o dever de preserva-lo e defendê-lo para as presentes e futuras gerações.

Nossos direitos e nossos deveres são importantes demais para que sejam lembrados ou celebrados somente em determinado dia do ano. Cuidar da vida e exercer nossas obrigações e direitos, zelando para que os ambientes naturais, rurais e urbanos possam ser fonte de saúde, de emprego, de qualidade de vida são questões para os 365 dias de cada ano de nossas vidas.
Fonte: www.vitaecivilis.org.br
Imagens: Google meramente ilustrativa

Vejam o que se comemora nos dias que se seguem:
Dia da Ecologia
05 de Junho
Dia da Ecologia


Dia Nacional da Liberdade de Imprensa
07 de Junho
Dia Nacional da Liberdade de Imprensa
Dia do Citricultor
08 de Junho
Dia do Citricultor
Dia Mundial dos Oceanos
08 de Junho
Dia Mundial dos Oceanos
Dia da Imunização
09 de Junho
Dia da Imunização


10 comentários :

  • Dilmar Gomes says:
    5 de junho de 2013 11:08

    Pois é amigo Lu, é necessário que pessoas como você, preocupadas com a saúde do planeta, venham a público alertar sobre as agressões sofridas pela terra, as quais podem redundar com a morte do futuro.
    Um abraço daqui do sul do Brasil.

  • Maurício Silva says:
    5 de junho de 2013 13:29

    Viva o meio ambiente, que todos os homens tenham a sensatez de reverencia-lo e preserva-lo.

  • Wanderley Elian Lima says:
    5 de junho de 2013 15:20

    Oi Lu
    É necessário uma conscientização mundial, para que se consiga salvar o planeta, principalmente das nações desenvolvidas e seus capitalismos.
    Abraço

  • Vera Lúcia says:
    5 de junho de 2013 17:56


    Olá Lu,

    Não sabia que se celebrava hoje o Dia Mundial do Meio Ambiente.
    Como muito bem salientou o artigo, zelar pelo meio ambiente é um dever que nem precisaria ser lembrado ou mesmo cobrado, mas exercitado por todos.
    Que se cumpra a Constituição Brasileira, com a atuação efetiva do Poder Público e de cada cidadão, no sentido de preservar e defender o meio ambiente e que todos os países do mundo se mobilizem a respeito.

    Abraço.

  • José María Souza Costa says:
    5 de junho de 2013 21:10

    Estimado, Lu Cidreira.

    Você sempre sendo gentil com o meu blogue. Muito obrigado, pela simpatia com a minha escrita.
    Um abraço.

  • MARILENE says:
    6 de junho de 2013 02:01

    Infelizmente, em nome do chamado progresso, que muitas vezes esconde a necessidade de poder de alguns, vemos a destruição da natureza. E não sobreviveremos sem o seu equilíbrio.
    O meio ambiente há que ser lembrado em todas as nossas atitudes. E diariamente. Abraços!

  • Patricia Galis says:
    6 de junho de 2013 11:57

    Muito bem lembrado lendo a matéria é que vemos o quanto falta de educação nessa área e claro o nosso planeta esta gemendo.

  • Luma Rosa says:
    6 de junho de 2013 12:28

    Oi, Lu!!
    Também acho que o conceito de progresso deveria ser revisto! A qualidade de vida deveria ter outros parâmetros de medição.
    De 20 em 20 anos eles fazem um balanço nessas conferências que para os que não são esclarecidos ecologicamente não servem de nada. Tenho fé nas gerações futuras e espero que nesses encontros conferencistas, os governos sejam mais resolutos nas decisões em prol da humanidade.
    Beijus,

  • Lindalva says:
    6 de junho de 2013 18:52

    Uma pena que as pessoas se acham com mais direitos que deveres... Olá meu querido amigo Lu, uma enorme abraço saudoso, sei que raremos um no outros, mas nunca nos esquecemos e, em assim sendo queria que compartilhasse comigo e convidados meu 5.0, o convite já está na Ilha e lá te espero. Luz e paz, beijos no coração.

  • mARa says:
    6 de junho de 2013 22:07

    Interessante texto, é sempre bom estar engajado nessa luta em prol da natureza que é vida, é nossa vida.

    Creio que a humanidade caminha sim para compreensão e a partir dessa consciência velhos hábitos serão abandonados.

    abço fraterno!

Comentários atuais

Seguidores

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Uol

Gostou do Blog? Então doe um drinque?

Estamos no Google+

Google+ Followers

Lançamento do livro de Rita Cidreira

Lançamento do livro de Rita Cidreira
Os maus tratos vividos em um casamento conturbado de uma mulher bem sucedida na vida vão transformar sua vida e viver um dilema de sentimentos. Ela luta com a ajuda da família, para solucionar o problema e se renova buscando a força necessária, para reviver uma nova historia, encontrado no acaso, através da ajuda de um homem desconhecido a força do amor que ira desabrochar e vai mudar toda sua vida. A mudança de um homem, que por causa de um atropelamento, ressurge, emerge para o brilho da vida e persevera, perseguindo seu real objetivo, para viver seu grande amor. Mesmo sabendo de todas as dificuldades que irá encontrar para prosseguir o seu caminho. Categorias: Romance, Poesia, Ficção e Romance, Ficção Palavras-chave: a, amor, do, força, fronteiras., sem. Clique na imagem que levará ao Clube dos Autores e adquira seu exemplar.