Quem sou eu

Minha foto
Sou Guerreira, romântica, poeta, escritora, paciente, prudente, perseverante, amante da natureza...

Follow by Email

Minha lista de blogs

Dias de Vida do blog

Total de visualizações de página

8 de novembro de 2013

Já Estamos Vivendo em um Novo Planeta ?

Imagem: Lino Bocchini
Passageiros de cruzeiro observam iceberg na região da península Antártida; quantidade de grandes blocos de gelo desgarrados vem aumentando com a elevação da temperatura
Um alerte que vem ha muito tempo mostrando que se o ser humano não cuidar do seu habitat  será dizimado do planeta. 
Muitos estudiosos vem alertando para esse cuidado que devemos ter quanto melhorar o tratamento que damos ao nosso planeta, não é normal ver o que vemos, acontece o distratar incomum das pessoas nos locais que vivem, isso trará consequências desastrosas para toda a humanidade, observamos que todos os anos próximo ao seu final, chuvas torrenciais, secas, e, atá queda de granitos em regiões que tem temperaturas altas como foi o caso das chuvas com pedras de gelo no estado de Sergipe. 
A região entre a Bahia e o estado de Minas Gerais e goias em seu miolo tem a seca mais duradoura que já presenciamos, tudo cousado por nós mesmo que não temos nenhum cuidado com ela, o planeta Terra.
A matéria abaixo vem confirmar todas as suspeitas que já vivenciamos, por tanto leiam e dê sua opinião, o Jornalista e Professor Reinaldo Canto dar uma verdadeira aula de como os humanos não cuida do que é seu.

Não surpreendeu, surpreendendo, saber que caminhamos todos rumo ao desconhecido. Diferentemente do que anunciava a série Star Trek, “indo onde nenhum homem jamais esteve”, não precisamos ser um capitão Kirk no comando da nave estelar USS Enterprise. Basta apenas sentar no próprio sofá, na cadeira do trabalho ou no banco do carro para realizarmos uma jornada a um novo mundo.
Segundo o IPCC (sigla em inglês para Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas, órgão da ONU), atingimos tal quantidade de dióxido de carbono na atmosfera, inédita, ao menos nos últimos 800 mil anos. E suas consequências para o futuro imediato é, pelo menos, o acirramento ainda maior dos fenômenos climáticos extremos que já temos observado sem grandes esforços. Períodos maiores de secas; chuvas mais torrenciais; ciclones e tornados mais frequentes ou ocorrências inéditas em locais antes não atingidos por esse tipo de fenômeno; aumento no nível dos oceanos e derretimento de geleiras.
Todas essas evidências, assim como o aumento da temperatura média do planeta e a decisiva ação humana para que esse quadro se configurasse, já haviam sido apontadas no último relatório do IPCC divulgado em 2007. Mas o que antes era uma certeza, transcorridos mais 6 anos de estudos exaustivos levados a cabo por cientistas do mundo todo, tornou-se convicção. Para o órgão das Nações Unidas, nós somos os responsáveis por esse estado de coisas e nos cabe também a missão de começar a reverter esse quadro.
O documento divulgado pelo IPCC enfatiza que: “a concentração de CO2 na atmosfera aumentou 40% desde a era pré-industrial em razão das emissões oriundas da queima de combustíveis fósseis. Deste total, 30% foram absorvidos pelos oceanos que, por essa razão, se tornaram mais ácidos e menos capazes de regular o clima”.

De 2007 para 2013 sem motivos para comemorar

Muitas das novas conclusões entre o penúltimo e o último relatório divulgados pelo órgão da ONU para mudanças climáticas está a certeza de que a pouca movimentação de autoridades para melhorar o quadro, trouxe como consequência o acirramento de alguns problemas, ou seja, o que era ruim ficou um pouco pior.
Quanto ao aumento da temperatura média desde 1850 estimada em 0,76 graus Celsius no relatório de 2007, passou para 0,85 ºC tendo como base o ano de 1880. O aumento no nível do mar também sofreu uma alteração para cima entre um documento e outro de 17 centímetros para 19cms. A velocidade de derretimento no Ártico foi outra constatação que mudou de patamar subindo de uma perda de 2,7% de gelo por década para algo entre 3 e 4,1% a cada dez anos.

Ceticismo sem lugar na história

São muitos os obstáculos para que possamos empreender mudanças nas políticas públicas mundiais que contemplem uma reversão no cenário apontado pelo IPCC. A ganância e imediatismo humanos são mais do que suficientes interesses econômicos a dificultar esse processo. Agora ainda ser obrigado a ouvir insistentemente os mesmos gatos pingados a bater na tecla que as mudanças climáticas e o aquecimento global não passam de bobagens, é demais para fígados sensíveis.
Quase sempre financiados por grandes corporações interessadas em deixar tudo como está a “base científica” usada por eles se assemelha aos comentários de botequim utilizando-se largamente de dados fora de contexto e responsabilidade zero.
Esperemos que as novas informações divulgadas mundialmente pelo IPCC sejam capazes de despertar a urgência na tomada de posições e evitar que no comando de nossa Enterprise esteja algum desses céticos trogloditas a arrastar nossa nave-mãe Terra para dentro de buracos negros ainda mais obscuros e desconhecidos.
Fonte: Reinaldo Canto - CartaCapital

Reinaldo Canto

Jornalista especializado em sustentabilidade e consumo consciente, é professor de Gestão Ambiental

11 comentários :

  • Maria de Lourdes says:
    8 de novembro de 2013 08:50

    Não precisamos ir muito longe e sem sair do lugar mesmo, podemos fazer uma análise sobre tudo o que acontece no mundo inteiro. A descrença e o descaso está nos levando a situações, que os olhos da cara teimam em não querer enxergar, imagine os do coração.

  • Beth Muniz says:
    8 de novembro de 2013 09:24

    Oi Lu,
    Em um outro Planeta creio que não. Mas, em um Planeta destruído pela mão humana sim.
    São tantas variáveis políticas/geográficas/econômicas/sociais e humanas, que a impressão que eu tenho, é que esta equação jamais se resolverá.
    Valeu!
    Abração.

  • Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz says:
    8 de novembro de 2013 10:51

    se é um novo planeta não sei ... sei q vivemos no planeta q construímos dia a dia com nossa estupidez ...

  • Vinícius Silva says:
    8 de novembro de 2013 10:57

    Infelizmente a realidade é assustadora. Em breve nosso mundo será muito diferente deste que conhecemos!

  • Dorli says:
    8 de novembro de 2013 13:02

    Oi Lu.
    Felizes os que têm idade bem avançada, talvez não veja o fim trágico da humanidade.
    Tudo que está acontecendo já falei para meus alunos e nada adiantou, fiz uma monografia sobre esse assunto. Ninguém não está nem aí. Sabe por que está acontecendo isso? .Falta de uma mudança da Constituição austera, exemplos dos superiores e falta de cadeia para qualquer idade.
    Espero já ter morrido quando o mundo beber areia.
    Beijos
    Lua Singular
    Explica como votar que eu não sei.

  • Adriana Paz says:
    8 de novembro de 2013 13:47

    Esse problema já começou há bastante tempo atrás,mas não tínhamos tanto acesso a informações como atualmente.

    O X da questão é a ganância e o desrespeito pela natureza,assim como a indiferença dos governantes.

    Se nada for feito,acredito que teremos que arranjar outra morada,caso ainda estejamos aqui para ter tempo de fazer isso.

    Já vi o selinho no perfil dos autores à direita,Lu.

    Obrigada

    Beijinhos e ótimo fim de semana

    Dryka



    Blog Suas Histórias Nossas Histórias

  • Anne Lieri says:
    9 de novembro de 2013 15:09

    Lu,temos tido provas mais que contundentes na própria natureza,com esses ciclones,furacões...ainda ontem nas Filipinas,por ex! Um caos climático que devemos estar atentos! Ótima leitura!Bjs,

  • Elisabete says:
    9 de novembro de 2013 18:40

    É assustador o que está acontecendo com o planeta.
    Bom fim de semana

  • Felisberto Junior says:
    11 de novembro de 2013 17:42

    Olá!Boa noite, Lu!
    brilhante o texto do professor Reinaldo Canto, e a certeza de que falta de iniciativas , por parte das autoridades para melhorar o quadro...é uma verdadeira "bola de neve", o que era ruim ficou um pouco pior e continuará , se além das iniciativas, cada um não conscientizar e contribuir com sua parcela...
    Agradeço pelo carinho, muito obrigado,bela semana, abraços!

  • Dorli Silva says:
    11 de novembro de 2013 17:55

    Oi Lu, passando para lhe desejar uma bela noite
    Beijos
    Mundo dos Inocentes

  • Dorli Silva says:
    11 de novembro de 2013 18:02

    Oi Lu,
    Hoje eu consegui votar
    Beijos
    Mundo dos Inocentes

Comentários atuais

Seguidores

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Uol

Gostou do Blog? Então doe um drinque?

Estamos no Google+

Google+ Followers

Lançamento do livro de Rita Cidreira

Lançamento do livro de Rita Cidreira
Os maus tratos vividos em um casamento conturbado de uma mulher bem sucedida na vida vão transformar sua vida e viver um dilema de sentimentos. Ela luta com a ajuda da família, para solucionar o problema e se renova buscando a força necessária, para reviver uma nova historia, encontrado no acaso, através da ajuda de um homem desconhecido a força do amor que ira desabrochar e vai mudar toda sua vida. A mudança de um homem, que por causa de um atropelamento, ressurge, emerge para o brilho da vida e persevera, perseguindo seu real objetivo, para viver seu grande amor. Mesmo sabendo de todas as dificuldades que irá encontrar para prosseguir o seu caminho. Categorias: Romance, Poesia, Ficção e Romance, Ficção Palavras-chave: a, amor, do, força, fronteiras., sem. Clique na imagem que levará ao Clube dos Autores e adquira seu exemplar.