Quem sou eu

Minha foto
Sou Guerreira, romântica, poeta, escritora, paciente, prudente, perseverante, amante da natureza...

Follow by Email

Minha lista de blogs

Dias de Vida do blog

Total de visualizações de página

2 de dezembro de 2013

Dia do Samba - Baiano e Brasileiro

02 de Dezembro

Você sabia que o dia 2 de dezembro é o Dia Nacional do Samba?

Mas por que justo no dia 2 de dezembro?

O motivo é curioso: Ary Barroso, um dos maiores compositores brasileiros de todos os tempos compôs o samba Na Baixa do Sapateiro, que tinha uma letra que exaltava a Bahia, sem nunca ter visitado nenhuma cidade baiana.

Ary Barroso

Mas na primeira vez que ele pisou em Salvador, num dia 2 de dezembro, o vereador baiano Luís Monteiro da Costa aprovou uma lei que declarava que aquele dia seria o Dia Nacional do Samba, numa forma de homenagear o compositor. A partir desse acontecimento a data tornou-se um dia para se comemorar toda a riqueza do samba, um dos principais patrimônios culturais brasileiros.
Atualmente somente duas cidades costumam comemorar o Dia do Samba: Salvador e Rio de Janeiro.
Em Salvador sempre tem grandes shows lá no Pelourinho, com artistas e cantores famosos e com os sambistas locais.
Alguns como Nelson Rufino, Walter Queiroz, recebendo convidados como Paulinho da Viola, Elza Soares, Dona Ivone Lara. No Rio de Janeiro a festa fica por conta do animadíssimo Pagode do Trem.
No Dia do Samba o pessoal se reúne lá na Central do Brasil, lota um trem inteirinho e vai tocando e cantando até o bairro de Oswaldo Cruz, onde lá formam-se várias rodas de Samba. Os vagões vão sempre lotados e em cada vagão vai um grupo que agita as rodas de Samba do Rio de Janeiro, incluindo grupos com sambistas famosos e locais. Alguns vagões levam os repórteres e outros da mídia que aparecem por lá para registrarem o fato. A Beth Carvalho costuma aparecer por lá para dar aquela força.

02 de Dezembro

A idéia de se estabelecer um dia para homenagear o samba surgiu no encerramento do I Congresso Nacional, realizado entre os dias 28 de novembro e 2 dezembro de 1962, onde se consagrou o Dia do Samba.
Criada por decreto-lei a data é o reconhecimento aos artistas e a todos aqueles que ao longo de muitos anos fizeram do Carnaval a maior expressão da cultura popular brasileira.
O IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico Artístico e Nacional aprovou, em 9 de outubro de 2007, em votação de seu conselho consultivo, o samba carioca como patrimônio cultural imaterial do Brasil, nas suas três principais formas de expressão: o partido alto, o samba de terreiro e o samba-enredo.

TREM DO SAMBA

O “Trem do Samba” mantém a tradição nas comemorações do Dia Nacional do Samba. Rodas de Samba e grupos tradicionais cariocas ocupam os vagões de trens numa festa super animada, da Central do Brasil a Oswaldo Cruz.

Samba
dia do Samba, foi instituído pela Câmara de Vereadores da cidade de Salvador em 1940, como parte das homenagens ao compositor Ary Barroso, que um ano antes lançara “Aquarela do Brasil”, com certeza a música mais conhecida, executada e regravada fora do Brasil.
Esta foi a data que ele (Ary Barroso) visitou Salvador pela primeira vez.
A festa foi se espalhando pelo Brasil e virou uma comemoração nacional e em 1963 foi instituído o Dia Nacional do Samba.
Atualmente duas cidades costumam comemorar o Dia do Samba: Salvador e Rio de Janeiro.

Se perguntarmos aos gringos o que surge em suas mentes quando pensam na palavra "Brasil", imediatamente eles responderão:"Carnaval, Ronaldinho, Caipirinha e... Samba".
O Samba é um gênero musical rapidamente associado ao nosso país. A animação presente nas rodas retrata a alma do brasileiro. E o dia 02 de dezembro é marcado por ser o Dia Nacional do Samba.
Reza a lenda que a escolha do dia 02 de dezembro para comemorar o Dia Nacional do Samba é inspirado na primeira vez em que o compositor mineiro Ary Barroso pisou em território baiano e foi homenageado pelo vereador Luis Monteiro da Costa com a instauração da data.
A homenagem do vereador baiano ao mestre da música Ary Barroso é baseada no samba "Na Baixa do Sapateiro", de 1938, em que Barroso reverencia a capital baiana.
Fonte: CEDI Câmara dos Deputados,  visaocarioca.com.br,  www.obaoba.com.br

Neste dia  e nos que se seguem se comemora Também os dias:
Dia Nacional da Astronomia
02 de Dezembro
Dia Nacional da Astronomia
Dia Nacional das Relações Públicas
02 de Dezembro
Dia Nacional das Relações Públicas

Dia Panamericano da Saúde
02 de Dezembro
Dia Pan-americano da Saúde
Dia Internacional do Deficiente Físico
03 de Dezembro
Dia Internacional do Deficiente Físico
Dia do Orientador Educacional
04 de Dezembro
Dia do Orientador Educacional

6 comentários :

  • Beth Muniz says:
    2 de dezembro de 2013 14:53

    É isso aí Lu.
    Só não vai dentro do Trem do Samba quem já morreu...
    E Salve a minha Portela. Salve Madureira, no Subúrbio da Central, onde me criei. rsrs
    Valeu!

  • Fernanda Bender says:
    2 de dezembro de 2013 19:22

    Eu sabia que hoje é comemorado o Dia Nacional do Samba, mas não sabia destas curiosidades... como sempre muito informativo, Lu! Um abraço!!

  • Felisberto Junior says:
    3 de dezembro de 2013 16:21

    Olá!Boa tarde, Lu!
    respondendo bem objetivamente a sua primeira pergunta>Você sabia que o dia 2 de dezembro é o Dia Nacional do Samba?Não,hehehe!
    Mas, no decorrer do post, percebi e entendi o porque: Atualmente duas cidades costumam comemorar o Dia do Samba: Salvador e Rio de Janeiro.
    Belas curiosidades e informações sobre Ary Barroso.
    ...quando eu viajo à trabalho, e para não ter que "varar" a madruga, ao menos, para retribuir as visitas,eu uso muito Smart, celular nos aeroportos e rodoviárias da vida , por isso sei e entendo muito bem o que vc deve ter passado para conectar.
    Agradeço,belos dias, abraços!

  • Dorli says:
    3 de dezembro de 2013 17:24

    Oi Lu,
    Se seu primeiro comentário estiver certo, já morri há muito tempo. Meus pés estão dodóis. Ai!
    Dancei muito samba, aproveitei bem a vida e sou feliz
    Já deu pro gasto.kkk
    Saudades
    Lua Singular

  • MARILENE says:
    4 de dezembro de 2013 12:39

    Eu não sabia. E gosto muito do samba, identificando-o como o ritmo brasileiro. Interessante informação, Lu. Abraço.

  • Olinda Melo says:
    4 de dezembro de 2013 13:52


    Dia Nacional do Samba! Fantástico! Música que mexe connosco, que nos obriga a mexer o pé, mas que é tão difícil de dançar. :)

    Caro Luiz Cidreira

    Não pode mesmo participar no passatempo? O voucher é da Ryanair e se operar aí no Brasil, acho que não há nada contra.

    Abraço

    Olinda

Comentários atuais

Seguidores

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Uol

Gostou do Blog? Então doe um drinque?

Estamos no Google+

Google+ Followers

Lançamento do livro de Rita Cidreira

Lançamento do livro de Rita Cidreira
Os maus tratos vividos em um casamento conturbado de uma mulher bem sucedida na vida vão transformar sua vida e viver um dilema de sentimentos. Ela luta com a ajuda da família, para solucionar o problema e se renova buscando a força necessária, para reviver uma nova historia, encontrado no acaso, através da ajuda de um homem desconhecido a força do amor que ira desabrochar e vai mudar toda sua vida. A mudança de um homem, que por causa de um atropelamento, ressurge, emerge para o brilho da vida e persevera, perseguindo seu real objetivo, para viver seu grande amor. Mesmo sabendo de todas as dificuldades que irá encontrar para prosseguir o seu caminho. Categorias: Romance, Poesia, Ficção e Romance, Ficção Palavras-chave: a, amor, do, força, fronteiras., sem. Clique na imagem que levará ao Clube dos Autores e adquira seu exemplar.