Quem sou eu

Minha foto
Sou Guerreira, romântica, poeta, escritora, paciente, prudente, perseverante, amante da natureza...

Follow by Email

Minha lista de blogs

Dias de Vida do blog

Total de visualizações de página

5 de maio de 2014

Dia Nacional e Internacional das Comunicações


Conceito Etimológico

Comunicação vem do latim communis, comum, dando idéia de comunidade.
Comunicar significa participação, troca de informações, tornar comum aos outros idéias, volições e estados de espírito.
Ou seja, as pessoas poderem entender-se umas às outras, expressando pensamentos e até mesmo unindo o que está isolado, o que está longe da comunidade.
Para que se tornasse possível a expansão das comunicações e dos meios físicos no Brasil, houve o empenho de Cândido Mariano da Silva Rondon, o Marechal Rondon, que era descendente de índios, destacado militar, sertanista e geógrafo brasileiro.

Ao ingressar no exército, ele foi ajudante da Comissão Construtora de Linhas Telegráficas que ligaram Goiás a Mato Grosso. Em 1900, promovido a chefe da Comissão, atravessou mais de 3.500 km de sertão e de florestas inexploradas, levando as linhas do telégrafo até o Acre.
Mais de 2.000 km de linhas foram instalados sob seu comando, fato que permitiu que a comunicação atingisse territórios antes isolados.
Em homenagem ao seu importante e pioneiro trabalho, o dia de seu nascimento foi declarado Dia das Comunicações.
Hoje, as linhas telegráficas foram substituídas por linhas telefônicas, fibras ópticas e de transmissão de dados.
Com esses avanços tecnológicos, as comunicações quebraram grandes barreiras e se tornaram "massificadas".
Milhões de pessoas, todos os dias, estão em contato com alguma forma de comunicação e sugestão propagadas pela televisão, pelo rádio e, mais recentemente, pela internet.
Assim, as comunicações foram transformadas em um setor estratégico para a manutenção da sociedade.
Ministério das Comunicações é o órgão do Poder Executivo federal responsável pela elaboração e cumprimento das políticas públicas de três grandes áreas: radiodifusão, serviços postais e telecomunicações, com base na Constituição Federal e na legislação específica: Código Brasileiro de Telecomunicações, criado pela lei no 4117, de 27/8/1962, e regulamentado pelo decreto-lei no 236, de 28/2/1967; Lei Geral de Telecomunicações (lei no 9.472, de 16/7/1997); lei no 10.052, de 28/11/2000, que criou o fundo para o desenvolvimento Tecnológico das Telecomunicações (Funttel).
Os meios de comunicação social tomaram especial importância no século passado.
O mundo conheceu um avanço tecnológico ímpar, que afetou o modo de as pessoas se relacionarem e, sobretudo, a forma como elas se comunicam.
A Igreja católica, ciente da importância dos meios de comunicação para o anúncio da Palavra de Deus, tem demonstrado extrema preocupação com o seu uso indevido.
Ao longo dos anos, a Igreja tem emitido pareceres e documentos acerca do uso coerente e cristão dos meios de comunicação social por parte das instituições religiosas, em sua missão apostólica, e por parte das instituições civis.
Entre os documentos mais importantes, está o decreto Inter Mirifica, do papa Paulo VI, e a instrução pastoral Aetatis Novae, do papa João Paulo II, além de inúmeras instruções pastorais.
Todos os anos, o Papa envia uma carta aos cristãos, para o Dia das Comunicações, discorrendo a respeito das novas formas de difusão do pensamento e da Palavra de Deus.
Fonte: Intervozes,  www.paulinas.org.br

Neste dia também se comemora:
Dia da Defensoria Pública
05 de Maio
Dia da Defensoria Pública
Dia de Rondon
05 de Maio
Dia de Rondon
Dia do Campo
05 de Maio
Dia do Campo
Dia do Expedicionário
05 de Maio
Dia do Expedicionário

Dia do Cartógrafo
06 de Maio
Dia do Cartógrafo
Imagens: Google, meramente ilustrativa.

7 comentários :

  • João Vicente Petinelli Carvalho says:
    5 de maio de 2014 15:08

    NÃO SABIA DESTA DATA, AMIGO LU, COMO SEMPRE TRAZENDO NOVAS INFORMAÇOES E CONHECIMENTOS PARA TODOS NÓS!!!
    ABRAÇOS

  • Dorli says:
    5 de maio de 2014 17:00

    Meu Deus! Lu,
    Estou ficando velha.
    Em 1972 já trabalhava na prefeitura de uma grande metrópole perto de São Paulo: ali tinha máquina de calcular e escrever elétricas e as mais simples. Para fazer a emissão de contas usava uma máquina grande, parecia um piano. Um dia ela deu um defeito e quando apertava um botão ela subia um pouquinho e a pegava e com ela com defeito a conta pulava para cima e eu achava um lance, não queria que arrumasse a máquina. Mas ela foi consertada, tinha telefone; celular e computador nem pensar.
    Os tempos eram outros e a gente era feliz, cada um tinha sua casa, o salário era bom e éramos jovens e nos divertíamos nos bailes.
    Hoje, ninguém se fala, cada um com seu computador, é computador no celular.
    Nunca pensei que iria viver nesse mundo frio de hoje.
    Beijos
    Lua Singular

  • Dorli says:
    5 de maio de 2014 17:01

    Desculpe Lu:
    Escrevi errado: grande metrópole é só metrópole, foi distração mesmo
    Dorli

  • Tunin says:
    5 de maio de 2014 18:21

    O Marechal Rondon merece todo o nosso respeito e homenagens à sua memória.
    Parabéns, Lú, pelo conteúdo do texto.
    Abração.

  • Ronilda David/Loubah Sofia says:
    5 de maio de 2014 18:29

    Lu para mim é uma grande satisfação,inteirar-me dessa data tão importante para todos nós.

    Realmente é uma bonita lembrança, essa dos feitos de Cândido Mariano da Silva Rondon e do o Marechal Rondon, a qual tanto lutaram para facilitar a comunicação brasileira.

    De facto nos últimos tempos,os meios de comunicação com a chegada da internet e telefonia celular,mudor de forma drástica,tudo aquilo a qual estavamos já acostumados.

    Ainda sou do velho tempo do curso de datilografia e estenografia, o tempo das k-7 e do vinil e apesar de tentar acompanhar essas modernidades, ainda tem muita coisa que estranho.

    Estou tal qual a amiga Dorli,nunca pensei alcançar o mundo como está actualmente,mas é o preço do progresso e reconheço que também trouxe muitas coisas boas.

    Grata por partilhares,felicitações pela boa disposição.

    Meu abraço,que seja bonita tua semana

  • Anete says:
    6 de maio de 2014 10:48

    Boa lembrança, Lu Cidreira... Dia da Comunicação!...
    Há muitas maneiras de expressar as coisas importantes e essenciais; o mundo globalizado favorece demais p que, eficientemente, possamos nos comunicar!

    Um Bom Dia! Abraços...

  • pronto! voltei ... estava com saudades de todos vcs ...

Comentários atuais

Seguidores

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Uol

Gostou do Blog? Então doe um drinque?

Estamos no Google+

Google+ Followers

Lançamento do livro de Rita Cidreira

Lançamento do livro de Rita Cidreira
Os maus tratos vividos em um casamento conturbado de uma mulher bem sucedida na vida vão transformar sua vida e viver um dilema de sentimentos. Ela luta com a ajuda da família, para solucionar o problema e se renova buscando a força necessária, para reviver uma nova historia, encontrado no acaso, através da ajuda de um homem desconhecido a força do amor que ira desabrochar e vai mudar toda sua vida. A mudança de um homem, que por causa de um atropelamento, ressurge, emerge para o brilho da vida e persevera, perseguindo seu real objetivo, para viver seu grande amor. Mesmo sabendo de todas as dificuldades que irá encontrar para prosseguir o seu caminho. Categorias: Romance, Poesia, Ficção e Romance, Ficção Palavras-chave: a, amor, do, força, fronteiras., sem. Clique na imagem que levará ao Clube dos Autores e adquira seu exemplar.