Quem sou eu

Minha foto
Sou Guerreira, romântica, poeta, escritora, paciente, prudente, perseverante, amante da natureza...

Follow by Email

Minha lista de blogs

Dias de Vida do blog

Total de visualizações de página

3 de setembro de 2014

Cuba e sua história - final


População e Costumes

A população de Cuba estima-se em 11 milhões de habitantes, dos quais perto de dois milhões e meio vivem em La Havana.
Cuba possui o nível de esperança de vida mais alto do continente americano, com uma média de 75 anos. A população é maioritária mente mestiça, como resultado dos encontros entre os espanhóis da colônia, pretos ioruba e congo (procedentes da Nigéria e Zaire), e a minoritária aportação dos antigos índios tainos. Os chineses, que iniciaram sua imigração a meados do século XIX, constituem nestes momentos uma reduzida colônia, concentrados principalmente na capital. Segundo as estadísticas oficiais a população está constituida por um 66% de brancos, 25% de mulatos, 12% de negros e 0,1% de asiáticos.
Do seu passado aborígene sabe-se bem pouco fora da ilha, porém, os numerosos vestígios encontrados asseguram a existência de uma cultura digna de se conhecer. Entre as mais conhecidas encontra-se a do Chorro de Matia, uma comunidade pacífica dedicada à agricultura e à cerâmica.
Provavelmente o rasgo mais distintivo dos cubanos e o que melhor pode definir-lhes seja sua ferrenha capacidade para suportar a crise. Uma capacidade tal vez baseada em um estranho e inexplicável sentimento de esperança e inamovível atitude de espera. O cubano espera para tudo, para pegar ônibus, par adquirir um produto, apresentar um documento, retirar os alimentos com a carteira de racionamento, em fim, espera em quase todas as situações. As filas são intermináveis e o cubano espera porque a pesar da dificil situação econômica que o país atravessa,
Observa a esperança de que tudo vai no bom caminho. Os cubanos matem-se firmes. Teriamos que perguntar aos sociólogos para achar respostas a estas posturas e seguramente iriam desde uma possível resignação social à educação revolucionária que têm recebido, e que calou fundo em todas as consciências.
Independentemente das causas dessa atitude, os cubanos são gente confiável e a sua firmeza diz que possuem uma sólida confiança em si próprios. A história é quem irá encarregar-se de dar-lhes a razão.
O cubano, além disso, está sempre em uma aberta disposição a movimentar o corpo quando são tocadas algumas notas com qualquer instrumento. A música e a dança são outro dos rasgos a definirem o povo. Aonde tem um pouco de música, ali se faz a festa, sem importar a classe, o tipo ou material com que estejam feitos os instrumentos. Bem pode ser simples colheres a baterem troços de madeira.
Os cubanos são gentis e generosos com os visitantes. Possuem um alto espírito de solidariedade entre eles mesmos e com os estrangeiros. Descobrirá estas caraterísticas nas conversas, por serem grandes aficionados ao bate-papo, um verdadeiro prazer para eles.
Lembramos que o consumo de drogas é fortemente punido. Procure vestir com propriedade, mas sem ostentação. Em alguns centros noturnos irão exigir-lhe calça comprida e calçado de vestir. Quanto às praias, o top-less é menos frequente e mais discreto que nas praias europeias.

ENTRETENIMENTO

Cuba não é apenas um lugar para descansar ou bronzear-se nas praias. Cuba é, quanto à entretenimento, um dos melhores lugares do Caribe. Na ilha podem-se praticar as diversas modalidades de eco-turismo e numerosos esportes, sem esquecer que lazer no Caribe é sinônimo de música, rumba e rum.
Atividades Eco-turísticas

Para quem gosta das atividades eco-turísticas aconselhamos dedicar parte do seu tempo à observação das aves, já que a ilha, por sua diversividade e número de espécies, é um lugar excelente para esta atividade (sobretudo em Ciénaga de Zapata, ao sul da Província de Matanzas). Poderá fazê-lo nas caminhadas pelas encantadoras zonas naturais, onde encontrará abundante e variada flora e fauna. Nestes passeios também irá descobrir os costumes dos habitantes de Cuba.
Entre as zonas para a prática do trekking aconselhamos um passeio pelo sendeiro de Morlote-Fustate, no Parque Nacional Desembarco doGranma. Esta excursão também pode ser realizada a cavalo. Quem quiser dedicar mais dias às férias, una caminhada em Sierra Maestra é uma boa opção para conhecer o Pico real do Turquino. Aguns hotéis organizam passeios á cavalo por zonas ecológicas interessantes como a que explora o Parque Nacional de La Gran Piedra, Sierras Maestra ou em Pinar del Rio.
A espeleologia é outro dos atrativos de Cuba por estar formada uma boa parte de sua superfície por rochas calcárias, o que tem propiciado a formação de numerosas cavernas. O circuito mais importante é o sistema cavernário Majagua-Canteras, com mais de 30 quilômetros de galerias. Para esta atividade lhe aconselhamos leve seu próprio equipamento, por ser difícil de conseguir em Cuba.
Atividades Esportivas
Para os que desfrutam das atividades no mar, têm os mergulhos nos fundos marinhos mais belos do Caribe. As barreiras coralinas, a riqueza dos fundos e cavernas marinhas, assim como alguns navios afundados, fazem do mergulho uma das atividades mais excitantes. Em Cuba achará bom equipamento, instrutores profissionais e centros de atenção para casos de emergência. Lembre que as imersões em solitário são perigosas e que a conduta de um mergulhador bom é, acima de tudo, o respeito pelo meio ambiente. Os centros internacionais de mergulho se encontram por diversas zonas, como é o caso de Pinar del Rio em Playa Maria La Gorda, na Península de Guanhacabibes, com impressionantes fundos onde abunda o coral negro; a Praia de Santa Lucia em Camagüey, com fundos despovidos de rochas e abismos; a Praia do Daiquirí, muito perto de Santiago de Cuba ou em Varadero, em Matanzas na Marina Acqua.
Por outro lado, na maioria das praias poderá praticar esportes como vela, windsurfing ou esqui aquático. Não dispondo destes serviços em seu hotel, pode ir no Buró de Turismo mais perto, onde receberá informação em detalhe.
Para os amantes da navegação, na ilha pode-se alugar um iate para desfrutar ao máximo dos arredores. Em La Habana acuda à Marina Hemingway, onde oferecem diversos passeios em diferentes embarcações.
O rafting é outra das atividades com muita demanda. A descida por rios, como o Toa, o mais caudaloso de Cuba, permite a prática nas águas maios ou menos bravas, dependendo dos tratos escolhidos.
Caça e Pesca
Para os amantes da caça, Cuba tem abundantes peças: patos, torcazes, cabeças-brancas, pombas, rabichas, codornizes e outros. Os melhores coutos são os de e La Víbora em Pinar del Rio, Alonso de Rojas, Guanahacabibes ou em Aguachales de Falla em Ciego de Ávila, onde as condições são excelentes.
Quanto à pesca Cuba oerece uma gama muito variada. Destaca a pesca da agulha e dos chamados peixes de bico, especialmente enfrente ao litoral de La Habana. Em Cuna têm lugar vários torneios internacionais, entre os que destacam o Torneio Ernest Hemingway ou o Torneio Castero. Aconselhamos para ir no porto esportivo Marina Hemingway, Marina Veneciana, la Gaviota, Marina Acqua e Chapelín. Para pesca em águas doces, o melhor é dirigir-se ao Centro de Caça e Pesca Maspotón em Pinar del Rio ou ao centro Turístico Guamá da Laguna del Tesoro, em Matanzas, onde se coceguem boas trutas.
Atividades Culturais
Atividades culturais também devem ser levadas em conta na hora do lazer na islha. Teatro e dança, junto à música, são hoje muito ricos em Cuba. Para conhecer a cultura cubana há que considerar os numerosos festivais a celebrar-se nas diferentes datas.
Não esqueçamos da possibilidade de ir à ilha a participar em, seminários e receber cursos sobre numerosas matérias. São de interesse os de cinema, fotografia submarina e teatro, além da música e dança.
Espetáculos Esportivos
A maioria dos hotéis dispõem de ginásios, saunas, jacúzis e canchas de tênis- Quanto ao golfe, ainda não está muito desenvolvido. Se gosta, é de observar esportes, não deixe de assistir um jogo de beisebol, se coincidir com a temporada de jogos para desfrutar, sobre tudo, do espetáculo que os aficionados protagonizam. Cuba converteu-se em potência esportiva, ostentando a supremacia mundial em box ou beisebol, e em voleibol e atletismo obtiveram numerosas medalhas.
Diversão Noturna
Na chegada da noite, após fazer esporte, não terá tempo para o sonho, nem mesmo para aborrecimento, por existirem bom número de bares e centros noturnos.
A maioria concentra-se na capital. O primeiro lugar aonde acudir é o Salão Vermelho do Hotel Capri para desfrutar das "Noites do Bolero", onde atuam boemistas cubanos.
No hobby do Hotel Habana Libre, um dos mais visitados e muito bom lugar de encontro. No Rincón del Tango, no centro, poderá desfrutar de boa música além de escutar aos aficionados cubanos cantando tangos ao estilo Gardel.
No Hotel Riviera, no salão Internacional, tem música de orquestra. Não pode-se esquecer o Cabaret Tropicana, o maior de La Habana e mais popular de Cuba.
Disppões de dois salãos: "Sob as Estrelas", o principal, e "Arcos de Cristal".
Em Tropicana desfrutará de um autêntico espetáculo de cabaré, ao estilo dos anos cinquenta, podendo bailar e escutar son no Palácio da Salsa, o Café Cantante, La Tropical, Delirio Habanero, La Zorra y el Cuervo e a Casa da Música.
Em Varadero não deixe de visitar o Cabaré La Cueva del Pirata com música para dançar no interior de uma antiga caverna; o Cabaré Continental no Hotel Internacional (é necessário reservar); a Taberna El Legendario, Camino del Mar, entre 13 e 14. E para os que gostarem de dança, a Discoteca La Bamba no Hotel Tuxpan, Ave. de Las Américas, fica aberta até altas horas da madrugada, ou então a Discoteca La Salsa no Hotel Puntarena.
Em Santiago de Cuba, aconselhamos El Tropicana (não se compara com o de La Habana); a Discoteca Espantasueño no Hotel Santiago de Cuba, o melhor da cidade. Também pode dar uma volta pela Casa da Trova ou o Café-teatro Oriente.
Em Camagüey, na Casa da Trova e em Baracoa a mesma coisa.

FESTIVIDADES

Um dos rasgos que podem definir da melhor maneira os cubanos é a sua capacidade para a diversão. Tal vez sejam o riso e a alegria as notas caraterísticas na população do Caribe, o que melhor define os homens e às mulheres das Antilhas
O calendário de festividades começa em 1º de Janeiro, quando celebra-se o nascimento de um Novo Ano e o Aniversário da Revolução e Dia da Libertação.
Neste mês, em La Habana, tem a Semana da Cultura, onde diferentes manifestações em teatro são realizadas, e de dança, pintura, escultura e outros.
Desde a segunda-feira de janeiro até o segundo domingo de fevereiro, acontece o Carnaval de Varadero, de caráter internacional. Aqui os protagonistas são os habitantes que entre escolas cubanas, orquestras musicais, espetáculos vários, põem ritmo nas ruas da cidade. Todas as sextas-feiras têm desfile onde os turistas podem participar representando o hotel onde se alojam. No final da caravana, as escolas como a do Cocuyé ou do Alacrán, muito populares nestes dias, botam música na noite que finda nos parques Coppelia e Los Festejos. Durante a semana realizam-se cursos de baile, concursos de disfarces e votam para eleger reis e rainhas.
Durante estes quatro domingos se passa o Carnaval Aquático com diversas competições e manifestações no mar. Com o final do Carnaval, a ilha ancora em um suave sentimento de resignação, como se tudo tivesse sido um sonho.
No mês de Fevereiro, em La Habana, também se celebra o Festival de Jazz, para confirmar, nos ritmos lentos e criativos, que tudo é verdade.
Em Maio, no dia primeiro festeja-se o Dia dos Trabalhadores com um desfile na Praça da Revolução, seguido do tradicional discurso de Fidel Castro. A praça enche de seguidores e curiosos, à espera das palavras do líder.
No mês de Junho destaca na capital o Festival do Bolero de Ouro, com o melhor dos cantantes neste gênero.
Julio é o mês de festas por excelência, é o mês dos carnavais. Estes têm origem nas festas romanas em homenagem a Saturno, onde reinava o desordem. Foi introduzido pelos espanhóis e com o tempo acolheu as aportações africanas e crioulas, dando por resultado festividades com uma especial marca cubana.
Os Carnavais em Santiago de Cuba caraterizam-se por serem toda uma explosão de diversão popular. O mais representativo são as congas, o ritmo africano, que enlouquece a todos os habitantes. Nunca falta o aguardente e o rum para suportar da melhor maneira o calor da ilha, implacável. No fim do mês tem o Aniversário do Assalto ao Quartel Moncada no Dia da Rebeldia Nacional.
Em Agosto destaca o Festival de Teatro de La Habana, momento em que o Teatro Nacional veste de gala para acolher as últimas representações cênicas da ilha. Se coincide nestas datas, aproveite para desfrutar de representações de boa qualidade.
Em Outubro, o dia primeiro, celebra-se no bairro chinês a Festa Nacional dos Chineses, com execução dos bailes do dragão e o teatro banquete, com trajes típicos e tradicionais da China imperial. O dia 10, o Aniversário do Início da Independência. O mês fecha com as Parrandas Santiagueras na vila de Santiago de las Vegas, entre barulhentas e movidas rumbas.
No mês de Novembro o Festival da Guaracha, entanto a capital acolhe o Festival Internacional de Balé, com o melhor das companhias vindas de numerosos países. Tal vez tenha a oportunidade e possa admirar e desfrutar de uma representação do Ballet Nacional de Alicia Alonso.
Dezembro destaca pelo Festival de Cinema de La Habana, com uma mostra das últimas produções. Um exemplo é a Fundação da Escola de Cinema e TV em San Antonio de Baños, presidida pelo escritor colombiano Gabriel Garcia Márquez. O sábado anterior ao dia 26 de dezembro celebram-se as festas tradicionais de Parrandas de Remédio e as de Charanga de Bejucal.
O ano termina na noite do trinta e um, quando os cubanos apelam à esperança para um futuro mais prometedor.

Festivais Recomendados

-Feira Internacional de Arte Popular
-Feira Internacional de La Habana
-Feira Internacional da Técnica Médica
-Feira do Novo Cinema Latino americano
-Concurso e Festival de Guitarra de La Habana
-Feira Internacional do Livro
-Festival de Habaneras
-Festival do Son Matamoros
-Festival de Música Eletro 
acústica
- Festival de Jazz Plaza
- Festival Internacional de Teatro
- Torneio Internacional de Box Giraldo Córdova Cardín In Memoriam
- Campeonato de Béisbol
- Torneio Internacional da Pesca da Agulha Ernest Hemingway.

Transportes

As principais cidades de Cuba estão comunicadas por avião. Cubana de Aviación tem vôos á Isla de la Juventud, Cayo Largo, Camagüey, Cienfuegos, Santiago de Cuba, Holguín, Guantánamo, Manzanillo, Las Tunas, Bayamo e Ciego de Ávila. As saídas variam de acordo o destino e nalguns casos, só tem um voo semanal. É recomendável fazer reservas com muito tempo de antecipação, devido à grande demanda. Para qualquer trajeto é preciso apresentar o passaporte e pagar em dólares. Além de Cubana de Aviación (com escritório na rua 23 No. 64, entre Infanta e Vedado), existem Aerocaribbean, Aerogaviota e Aeropostal.
Trem
É uma boa forma de conhecer o país. Aliás, as saídas são muito irregulares e os tempos são bastante compridos. Em ocasiões, alguns trens contam com um vagão para turistas provido de ar acondicionado, à ser pago em dólares. As reservas podem ser feitas nos Burós de Turismo ou na estação de trens, nas ruas Esperanza e Egido, em La Habana.
Carro
Esta é uma das melhores formas para conhecer o país. Havanautos e Cubanacar são algumas das muitas empresas a gestionarem o alugel de carros. Havanautos dispõe de oficinas no aeroporto de La Habana, na capital, Varadero e nas principais zonas turísticas. Aconselhamos para realizar a reserva com tempo suficiente, e melhor antes de partir. Na temporada alta é muito provável que sofra para conseguir alugar carro.
Para o aliguel é preciso apresentar a carteira vigente, ser maior de 21 anos de idade e deixar fiança, geralmente através de cartão de crédito. Verifique o tipo de seguro que vai adquirir, pois seguro a tudo risco não é oferecido. Aconselha-se viajar com o depósito sempre cheio. Quanto à condução, extreme as precauções, pois, nas cidades e maior parte das estradas o tráfico é ligeiro, os escassos motoristas costumam dirigir com certa anarquia; acima de tudo, preste atenção aos ciclistas. Em cuba circula-se pela direita.
Ônibus
Este é um dos meios de transporte recomendados para viajar pela ilha. Aconselha-se reservar com antelação. Existem infinidade de ônibus ligando diversas povoações. A Rodoviária Interprovincial fica na Ave. Independência,.
Ônibus urbanos costumam ir lotados de passageiros e podem variar os horários de serviço. Nas horas pontas, entre as 6.00 e ás 8.00 h e de 16.00 ás 18.00 h, é difícil se trepar em um ônibus. Fora destas horas circulam espaciadamente, cobrindo as principais rotas.
Táxi
Os táxis turísticos cubanos dispõem de taxímetros e os trajetos são pagos em dólares de acordo à distância.
As paradas costumam estar situadas na entrada dos hotéis, restaurantes e centros noturnos. As principais companhias são Cubanacán, Turistaxis, Panataxis, Havanautos, entre outras companhias.
Existem outro tipo de táxis, os chamados "boteros", motoristas com licença que oferecem o serviço em seus carros particulares e são aconselháveis para os trajetos curtos (por exemplo, La Habana-Varadero), por serem muito mais econômicos que os táxis oficiais.
Uma boa forma de se conhecer La Habana, sobretudo à chegada, è alugar uma bicicleta e realizar passeios para descobrir os rincões com mais sabor tradicional.

Fonte: www.rumbo.com.br

2 comentários :

Comentários atuais

Seguidores

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Uol

Gostou do Blog? Então doe um drinque?

Estamos no Google+

Google+ Followers

Lançamento do livro de Rita Cidreira

Lançamento do livro de Rita Cidreira
Os maus tratos vividos em um casamento conturbado de uma mulher bem sucedida na vida vão transformar sua vida e viver um dilema de sentimentos. Ela luta com a ajuda da família, para solucionar o problema e se renova buscando a força necessária, para reviver uma nova historia, encontrado no acaso, através da ajuda de um homem desconhecido a força do amor que ira desabrochar e vai mudar toda sua vida. A mudança de um homem, que por causa de um atropelamento, ressurge, emerge para o brilho da vida e persevera, perseguindo seu real objetivo, para viver seu grande amor. Mesmo sabendo de todas as dificuldades que irá encontrar para prosseguir o seu caminho. Categorias: Romance, Poesia, Ficção e Romance, Ficção Palavras-chave: a, amor, do, força, fronteiras., sem. Clique na imagem que levará ao Clube dos Autores e adquira seu exemplar.