Quem sou eu

Minha foto
Sou Guerreira, romântica, poeta, escritora, paciente, prudente, perseverante, amante da natureza...

Follow by Email

Minha lista de blogs

Dias de Vida do blog

Total de visualizações de página

8 de dezembro de 2014

O dia da Família 08 de dezembro


08 de Dezembro

O padrão de família no Brasil apresentou algumas mudanças nas últimas décadas do século XX.
Dentre essas, se destacam:
Queda substancial do tamanho da família;
Aumento do número de famílias do tipo mulheres sem cônjuge com filhos;
Aumento do números de famílias cujas pessoas de referência são mulheres.
Família na definição do IBGE:
Família - Conjunto de pessoas ligadas por laços de parentesco, dependência doméstica ou normas de convivência, todos residentes na mesma casa. 
Família unipessoal -
 pessoa que mora sózinha em uma casa.
Famílias conviventes - 
são aquelas famílias compostas por, no mínimo, duas pessoas cada uma, que residam na mesma unidade domiciliar (domicílio particular ou unidade de habitação em domicílio coletivo). 
Relação de dependência doméstica -
 é a relação estabelecida entre a pessoa de referência e os empregados domésticos e agregados da família.
Normas de convivência - 
são as regras estabelecidas para o convívio de pessoas que moram juntas, sem estar ligadas por laços de parentesco ou dependência doméstica. Por sua vez, as "famílias conviventes". 
Pessoas de referência da família -
 Pessoa responsável pela família , ou assim considerada pelos demais membros.
Nas duas últimas décadas houve uma queda substancial do tamanho da família.
O tamanho da família brasileira diminuiu em todas as regiões: de 4,3 pessoas por família em 1981, chegou a 3,3 pessoas em 2001. O número médio de filhos por família é de 1,6 filhos.
Em 2002, o número médio de pessoas na família se manteve o mesmo em quase todas as regiões e por isso a média para o país se manteve em 3,3 pessoas, segundo a Síntese de Indicadores Sociais 2003.
O número médio de filhos apresentou uma diferença mínima em relação do ano anterior: de 1,6 para 1,5 filhos na família em domicílios particulares.
Aumentou o número de famílias do tipo mulheres sem cônjuge com filhos.
Mas ainda predomina o padrão histórico de família, casal com filhos.
Cresceu o números de famílias cujas pessoas de referência são mulheres.
Desde a década de 80 vem crescendo continuamente a proporção de mulheres como pessoa de referência da família.
A primeira sociedade organizada no mundo é a família. Base de todas as outras sociedades, inicia-se com o matrimônio e é teoricamente formada pelos pais e filhos. O amor recíproco entre eles, a confiança, a cooperação, o respeito, a obediência, a compreensão e a tolerância mútuas são os preceitos básicos para que a família continue a existir.
É o amor, aliás, o que dá vida à família, quando firma os laços de união entre seus integrantes. O amor dos pais em relação aos filhos e dos irmãos entre si, a capacidade de renúncia.
A disposição de alguém privar-se de algo em favor do outro ou de todos: conforto, repouso, prazer. O pai e a mãe, por exemplo, trabalham para que não falte nada em casa e muitas vezes deixam mesmo de se divertir.
Ou, ao contrário, filhos adolescentes deixam às vezes de viver experiências típicas da sua idade - de só estudar, andar de skate ou paquerar - porque precisam trabalhar precocemente para ajudar nas despesas da casa.
Obviamente que a família de hoje já não é a mesma de ontem, muita coisa mudou na prática. Até mesmo o conceito de família como sempre a entendíamos é outro. Mas o importante é sabermos, jamais esquecermos que sem a família, uma situação difícil seria para nós extremamente pior.
Que viva a família! Sempre.

Mudanças no Código

A sabedoria popular costuma dizer que o tempo cura tudo. O tempo cura e também muda as coisas. Maneiras de ver o mundo, rituais, leis etc. O conceito de família, por exemplo, mudou com o tempo.
Tanto que, no Código de Direito Civil, vários artigos caíram em desuso, tendo sido criadas novas leis, em forma de emenda, que alteraram profundamente o seu conteúdo.
Algumas das alterações dizem respeito à família.
Vejamos:
O novo conceito de família, são consideradas famílias os grupos formados não só pelo casamento civil ou religioso, mas também pela união estável de homem e mulher ou por comunidade dirigida somente por um homem ou por uma mulher (mãe solteira, no caso). Antes, uma união que não fosse formada pelo casamento formal era considerada "família ilegítima". Da mesma maneira, "filho ilegítimo" é uma expressão que não cabe mais em nossa sociedade.
Naturalmente que o novo não pode nem deve ser evitado. Mudanças são bem vindas, principalmente quando surgem para fortalecer ainda mais uma instituição que é a base do indivíduo na vida social.

Família

Existem famílias de vários tamanhos, com diversos costumes e até aquelas que incluem pessoas que nem são parentes. Mas, de qualquer maneira, a família é a forma mais básica de organização da sociedade.
O último Censo Demográfico revelou que entre 1991 e 2000 aumentou o número de famílias no Brasil, passando de 37,5 para 48,2 milhões. Porém, o tamanho dessas famílias diminuiu. Em 2000, uma família tinha 3,5 componentes, em média, mas esse número já foi bem maior no passado.
Que tal você conhecer um pouco mais sua família e as de seus amigos? Você pode começar escolhendo quais informações quer saber.
Uma dica: você pode fazer uma lista com as pessoas de cada família e ver a idade de cada uma delas, o sexo, até que série estudaram, se trabalham...
E, ao final da pesquisa, você vai saber, por exemplo, quais famílias têm mais homens ou mulheres, quantas pessoas trabalham e se as crianças estudam.
Fonte: www.ibge.gov.br

A família Cidreira Reis deseja a todos nossos amigos e seguidores um dia com muita harmonia e saúde e felicidades no dia que se comemora o Dia da Família. 
 Parabéns a todas as famílias do nosso Brasil
              

Nesse dia também se comemora:

Dia do Cronista Esportivo
      08 de Dezembro
      Dia do Cronista Esportivo

Dia da Imaculada Conceição

5 comentários :

  • Bárbara says:
    8 de dezembro de 2014 12:01

    O Lu,
    Para ter uma família a três precisei adotar um garoto do seu Estado.Um "gênio",foi a melhor coisa que fiz.
    Obrigada pela compreensão e carinho
    Beijos
    Bábara

  • Beth Muniz says:
    8 de dezembro de 2014 14:04

    Viva!
    Família, não importa a configuração, família será sempre família!
    Bela família a sua.
    Parabéns Lu.
    E viva Nossa Senhora Da Conceição!
    Amém!

  • Donetzka Cercck L. Alvarez says:
    9 de dezembro de 2014 01:06

    Excelente post,Lu. E fiquei sabendo que dia 8 é o Dia da família.

    Tentei entrar pelo google para comentar aqui e não consegui.Cheguei a um blog com nome turbo onde eu tinha que me cadastrar para comentar.O que é? Outro blog seu?

    Deixei mensagem lá para você.

    Só cheguei a seu blog porque está na minha lista de blogs favoritos e clicando nele,chego fácil.Agora tem número para digitar antes de publicar! Tira isso,Lu!

    Obrigada pela visita e linda semana


    Beijokas


    Donetzka

  • Coluna da Mi says:
    9 de dezembro de 2014 11:15

    Oi Lu.
    Eu, como cristã, defendo a família e abomino a desestrutura da mesma.
    Vejo que este aumento entre mulheres chefes de família se deve à visão "moderna" da sociedade.
    Os casamentos de antigamente eram para sempre, hoje, são totalmente descartáveis e quem mais sofre são os filhos e as mães, que ficam solteiras e sem apoio moral.
    Que Deus abençoe e mantenha as famílias que permanecem unidas.
    Beijos e linda semana.

  • Lu Nogfer says:
    10 de dezembro de 2014 00:05

    Olá Lu,

    Dia 8, um dia mais que especial pra mim, pois além de ser dia da familia, o que é tão sagrado para todos nós, é também o dia em que minha mãezinha faz aniversário cujo nome é conceição.
    Diz ela que o nome é coincidência mas eu tenho as minhas dúvidas.rs

    E que valorizemos cada vez mais, a família, pois sabemos o quanto é importante para cada vida. Afinal, viver só não deve ser nada bom!
    Parabéns pela bela postagem.

    Beijos.

Comentários atuais

Seguidores

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Uol

Gostou do Blog? Então doe um drinque?

Estamos no Google+

Google+ Followers

Lançamento do livro de Rita Cidreira

Lançamento do livro de Rita Cidreira
Os maus tratos vividos em um casamento conturbado de uma mulher bem sucedida na vida vão transformar sua vida e viver um dilema de sentimentos. Ela luta com a ajuda da família, para solucionar o problema e se renova buscando a força necessária, para reviver uma nova historia, encontrado no acaso, através da ajuda de um homem desconhecido a força do amor que ira desabrochar e vai mudar toda sua vida. A mudança de um homem, que por causa de um atropelamento, ressurge, emerge para o brilho da vida e persevera, perseguindo seu real objetivo, para viver seu grande amor. Mesmo sabendo de todas as dificuldades que irá encontrar para prosseguir o seu caminho. Categorias: Romance, Poesia, Ficção e Romance, Ficção Palavras-chave: a, amor, do, força, fronteiras., sem. Clique na imagem que levará ao Clube dos Autores e adquira seu exemplar.