Follow by Email

Minha lista de blogs

Dias de Vida do blog

Total de visualizações de página

16 de março de 2015

Camada de Ozônio

O que é

É uma camada formada pelo O3 (gás ozônio) nas partes altas da atmosfera, cerca de 15 a 50Km acima da Terra, ela protege a terra dos raios UV(ultra violeta) que podem causar câncer.
Nas ultimas décadas com a liberação de gases como o CFC (Clorofluorcarbono) que reagem com o ozônio, a camada vem ficando cada vez menos espessa, o que as pessoas chamam de "buraco".
Assim ele perde grande parte da sua capacidade de proteção contra os raios UV. Desde 1979 a camada de ozônio se tornou 4% mais fina, o principal causador foi o CFC.

Conseqüências do buraco na Camada de Ozônio

As principais conseqüência para o homem é o aumento nos numero de câncer de pele, o enfraquecimento do sistema imunológico, ele causa também o envelhecimento da pele e mutações.
O UV também pode atrapalhar o desenvolvimento de plantas e animais principalmente fauna e flora marinha, assim pode causar extinção de varias espécies vivas.
Na Antártida, altos níveis de raios ultravioleta estão impedindo que o plâncton realize a fotossíntese ( produção de alimento que usa a luz do Sol), o que interrompe as cadeias alimentares no mar.
A Solução do problema
A solução é diminuir a liberação de gases que destroem a camada de ozônio, assim você pode ajudar comprando produtos que não contenham CFC, geralmente sprays, a aparelhos de refrigeração e extintores de incêndio, os que não contém CFC geralmente tem um selo.
Desde que o protocolo de Montreal foi assinado em 1987 a produção mundial de CFC diminuiu 77% e vamos chegar a sua eliminação.
Esse talvez seja a maior história de sucesso internacional.


camada de ozônio é uma região da atmosfera, onde se acumula 1 parte de ozônio para cada 1 milhão de partes de oxigênio.    
Ela possui 30 mil metros de espessura.

Função da Camada de Ozônio

Sua importância é que a camada forma uma barreira na terra, bloqueando a penetração das radiações ultra-violetas do sol. Sem acamada de ozônio não seria possível a vida na terra , pois ela retem 95% das radiações ultravioletas.

Ultraviloleta

Raio gerado pelo sol, é agressivo em dias de muito sol pode provocar queimaduras e provavelmente são os causadores dos vários tipos de câncer de pele existentes nos humanos.    
Cálculos da academia de ciências dos Estados Unidos estimam que com a diminuição de 1% da camada de ozônio, 10 mil novos casos de câncer de pele ocorrerão nos Estados Unidos.

O que é ozônio?

O ozônio é uma forma de oxigênio em que a molécula é constituída de três átomos (O3 ) no lugar de dois (O2 ) do oxigênio normal.

Buraco na camada de ozônio

Buraco na camada de ozônio é um termo popular usado para definir uma área em que o ozônio se encontra em menor concentração que o esperado.

Conseqüências do buraco

Quanto menos ozônio houver na estratosfera, maior será a incidência de radiações ultravioleta sobre a terra. Como essas radiações são extremamente nocivas para o tecido cutâneo humano, uma grave conseqüência de seu aumento é a maior incidência dos vários tipos de câncer de pele, entre eles o carcinoma de células basais, ou basocelular e o melanoma.
Na Grã-bretanha uma pesquisa provou que o aumento das radiações ultravioletas eleva a ocorrência dos casos de catarata.
O excesso de UVs afeta a fotossíntese, com isso a planta demora a crescer, tem folhas pequenas, suas sementes perdem qualidade e ela fica mais exposta ao ataque das pragas; como resultado ocorre redução das safras agrícolas.

Clorofluorcarbonos

Os CFCs são utilizados em aerossóis pressurizados, em compressores pela indústria de refrigeração, em processo de expansão de espumas e na limpeza de aparelhos eletrônicos. Os BrCFCs são usados principalmente em extintores de incêndio.
A indústria tem muitos motivos para usar esses gases:
São baratos
Tem baixíssima toxidade
Não são inflamáveis nem corrosíveis
Possuem certa estabilidade química na baixa atmosfera. E essa última característica que permite aos CFCs subirem intactos até a estratosfera, onde reagem com as moléculas de ozônio.

Como ocorre a destruição da camada?

A destruição da camada de ozônio ocorre quando os CFCs chegando a estratosfera intactos se quebram em várias partículas liberando o átomo de cloro, ele por sua vez rompe a molécula de ozônio formando monóxido de cloro e oxigênio.
O cloro libera o oxigênio que se liga a outro átomo de oxigênio e o átomo de cloro passa a destruir a outra molécula de ozônio; formando uma reação em cadeia.

O grande vilão

Os CFCs são apontados como os principais redutores da camada de ozônio. Em países como no Brasil e EUA esse gases já são proibidos em aerossóis.
Nesses casos eles estão sendo trocados pelo propaso ou pelo butano. O problema é encontrar alternativas de substituição em indústrias como a de refrigeração, (geladeira, aparelhos de ar-condicionado e congeladores) de espuma plástica (isopor) e outras...

Antártida

A Antártida é a região mais afetada pela destruição da camada de ozônio, metade da concentração de ozônio é sugada da atmosfera deixando uma área de 31 milhões quilômetros quadrados a mercê dos raios ultravioletas.
Isso acontece na Antártida porque o ar de lá, devido ao rigoroso inverno, não circula como o ar dos outros lugares. Foi constatado que na Antártida a concentração de monóxido de cloro é 100 vezes maior do que em qualquer parte do mundo.
Observa-se um crescimento contínuo durante a década de 80, com ligeira redução de suas dimensões nos anos de 1986 e 1988. A partir de 1989, porém, o buraco não se reduz mais

Brasil

camada de ozônio na estratosfera brasileira é relativamente estável , oscilando positivamente(crescimento) e negativamente( diminuição) em torno de 5% .
Isso acontece por dois motivos: 1º os ventos alísios tropicais facilitam a dispersão de poluentes a caminho da estratosfera. E em 2º porque o consumo de CFC é baixo, cerca de 80 gramas por habitante ao ano. Contra 1 a 1,3 quilos nos paises desenvolvidos.
Sabendo que os agentes destruidores da camada de ozônio provêm de produtos caros (por exemplo, geladeira), adquiridos, portanto, pelas classes de maior poder aquisitivo, podemos tomá-los como indicadores do processo de desenvolvimento. A baixa participação brasileira na emissão de clorofluorcarbonos pode ser explicada, então, pelo menor consumo daqueles produtos pela maior parte da população. Para entrar na era do consumo moderno, que caracteriza as sociedades avançadas, o Brasil teve de promover uma forte concentração de renda nacional. Mesmo assim só conseguiu implantar a modernização numa classe média restrita, miniatura daquelas sociedades avançadas.

Remendo

O grande empecilho para se tomar qualquer providência quanto ao buraco na camada de ozônio é que tem que haver um consenso universal, já que isso atinge e necessita da colaboração de todos.

Protocolo de Montreal

Uma das primeiras discussões visando resolver o problema da camada de ozônio, aconteceu em Viena em 1985.
O resultado desta discussão foi: O Protocolo de Montreal que foi redigido em 16 de setembro de 1987, propondo metas a serem cumpridas pelos paises envolvidos.
Fonte: geocities.yahoo.com.br   coag.g12.br

2 comentários :

  • Tunin says:
    17 de março de 2015 13:53

    Uma excelente aula. Serve até para trabalho escolar. Aprendi, muito, Lú.
    Abraços.

  • Wanderley Elian Lima says:
    17 de março de 2015 20:45

    Oi Lu
    Como sempre, suas publicações são completas.
    Abraço

Comentários atuais

Seguidores

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Uol

Gostou do Blog? Então doe um drinque?

Estamos no Google+

Google+ Followers

Lançamento do livro de Rita Cidreira

Lançamento do livro de Rita Cidreira
Os maus tratos vividos em um casamento conturbado de uma mulher bem sucedida na vida vão transformar sua vida e viver um dilema de sentimentos. Ela luta com a ajuda da família, para solucionar o problema e se renova buscando a força necessária, para reviver uma nova historia, encontrado no acaso, através da ajuda de um homem desconhecido a força do amor que ira desabrochar e vai mudar toda sua vida. A mudança de um homem, que por causa de um atropelamento, ressurge, emerge para o brilho da vida e persevera, perseguindo seu real objetivo, para viver seu grande amor. Mesmo sabendo de todas as dificuldades que irá encontrar para prosseguir o seu caminho. Categorias: Romance, Poesia, Ficção e Romance, Ficção Palavras-chave: a, amor, do, força, fronteiras., sem. Clique na imagem que levará ao Clube dos Autores e adquira seu exemplar.