Follow by Email

Minha lista de blogs

Dias de Vida do blog

Total de visualizações de página

2 de setembro de 2015

Óleo e açúcar de coco: os queridinhos fitness



Cheios de nutrientes, eles ainda deixam aroma e leve sabor de coco nos pratos
Preparar uma alimentação equilibrada e gostosa tornou-se a preocupação de muitas pessoas que desejam manter hábitos saudáveis e comer bem. O óleo e o açúcar de coco são dois ingredientes produzidos de maneira rústica e sem adição de químicos, que contém importantes benefícios a saúde e dão um toque perfumado e especial aos pratos.

O óleo é feito com a polpa do coco, que é desidratada, sem ser adoçada, e em seguida é processada, dando uma consistência cremosa. O açúcar é produzido a partir das flores da palma de coco, cujo néctar é retirado e aquecido em uma caldeira, transformando-se em um caramelo espesso. Depois, o produto é triturado em pequenos cristais, ou seja, não passa pelo processo de refinamento, resultando em um açúcar mais grosso, com aspecto amarronzado e integral, que mantém as vitaminas e minerais originais.

A nutricionista do Oba Hortifrúti, Lívia Nogueira, explica os benefícios desses alimentos. “O óleo de coco reforça o sistema imunológico e ainda ajuda a elevar o colesterol HDL (bom), reduzindo o risco de doenças cardíacas. Já o açúcar de coco possui o índice glicêmico mais baixo que os demais, dessa maneira a liberação de energia no organismo é muito mais lenta, evitando picos de glicose no sangue, uma boa opção para quem possui diabetes tipo 2.”, afirma a nutricionista.

O ideal é consumir uma colher de sopa de óleo de coco por dia, que pode ser usada em preparações frias, como saladas, sucos de frutas e iogurtes, ou para cozinhar alimentos. Já o açúcar deve ser ingerido até 1 colher de chá por dia para adoçar bebidas e receitas doces.


Muitas pessoas vivem em busca de uma alternativa mais saudável e light para o uso de açúcar e adoçantes. Você já ouviu falar do açúcar de coco? O açúcar de coco  faz parte da culinária e das ervas medicinais utilizadas no Sudeste Asiático já há bastante tempo, sendo utilizadas, principalmente, pelas pessoas que se preocupam com uma alimentação mais saudável ou que sofram com diabetes.
Por ser produzido sem adição de químicos e pelos benefícios que oferece, o açúcar de coco é um dos melhores substitutos do açúcar e um dos adoçantes mais saudáveis. O seu processo de extração é originário das flores da palma de coco, cujo néctar é retirado e aquecido ligeiramente em uma caldeira, resultando em um espesso caramelo. Após este processo, ele é triturado, resultando em pequenos cristais de cor marrom. Conhecido como o adoçante mais sustentável do mundo, o açúcar de coco é um adoçante não processado, não filtrado, sem conservantes, 100% natural.

Com baixo índice glicêmico e cheio de vitaminas, açúcar de coco é um bom substituto para o refinado comum; veja na galeria de fotos alimentos com as mesmas características

Cheio de vitaminas, o açúcar extraído do coco é um ótimo substituto do açúcar comum. Embora com a mesma quantidade de calorias do que o açúcar refinado, o índice glicêmico do açúcar de coco é mais baixo, logo as chances de estocar aquelas gordurinhas indesejáveis diminui.
A razão é simples: quando há picos de açúcar no sangue, o organismo é obrigado a liberar insulina para retirar esse açúcar. Como não tem para onde ir, ele é estocado em forma de gorduras nada bem-vindas.
“O índice glicêmico é a velocidade em que o carboidrato é digerido e transformado em açúcar no sangue. Os alimentos com alto índice glicêmico aumentam a quantidade de açúcar no sangue, fazendo com que o pâncreas trabalhe mais na liberação de uma quantidade maior de insulina para normalizar a glicose no sangue”, explica Cíntia Azeredo, nutricionista do Vita Check-up Center. “Esse processo poderá levar a uma sobrecarga no pâncreas”, alerta ela.
Um alimento com baixo índice glicêmico é aquele com glicose menor que 70 mg. Os intermediários, entre 70 e 90 mg. E os de alto índice, que devem ser evitados, maiores de 90 mg. O índice glicêmico do açúcar de coco é 35. O do açúcar comum, 68.
“Todos podem consumir o açúcar de coco, desde que não tenham nenhuma alergia específica ao alimento”, recomenda Cíntia. “Diabéticos também podem, sendo até uma boa opção para o diabético tipo II, pelo baixo índice glicêmico. Porém, não se deve esquecer de que ele irá de qualquer forma agregar carboidratos à dieta e seu excesso acarretará danos à saúde. Um nutricionista poderá calcular a quantidade ideal deste açúcar na dieta”, explica ela.
Cíntia explica que, para quem quer emagrecer, o açúcar de coco pode ser útil em relação à qualidade, pois não passa pelo processo de refinamento e preserva boa parte de seus nutrientes.  “Entretanto, não se esqueça de que possui calorias”.

0 comentários :

Comentários atuais

Seguidores

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Uol

Gostou do Blog? Então doe um drinque?

Estamos no Google+

Google+ Followers

Lançamento do livro de Rita Cidreira

Lançamento do livro de Rita Cidreira
Os maus tratos vividos em um casamento conturbado de uma mulher bem sucedida na vida vão transformar sua vida e viver um dilema de sentimentos. Ela luta com a ajuda da família, para solucionar o problema e se renova buscando a força necessária, para reviver uma nova historia, encontrado no acaso, através da ajuda de um homem desconhecido a força do amor que ira desabrochar e vai mudar toda sua vida. A mudança de um homem, que por causa de um atropelamento, ressurge, emerge para o brilho da vida e persevera, perseguindo seu real objetivo, para viver seu grande amor. Mesmo sabendo de todas as dificuldades que irá encontrar para prosseguir o seu caminho. Categorias: Romance, Poesia, Ficção e Romance, Ficção Palavras-chave: a, amor, do, força, fronteiras., sem. Clique na imagem que levará ao Clube dos Autores e adquira seu exemplar.