Quem sou eu

Minha foto
Sou Guerreira, romântica, poeta, escritora, paciente, prudente, perseverante, amante da natureza...

Follow by Email

Minha lista de blogs

Dias de Vida do blog

Total de visualizações de página

28 de julho de 2016

Torre Eiffel, Vamos conhecer?

Paris

A Torre Eiffel, o monumento mais instantaneamente reconhecível da França, foi qualificada de monstro desde o momento de sua concepção.
“Uma desonra para Paris, uma torre ridícula e mareante, que parece uma gigantesca e suja lareira de fabrica”, declarou um grupo entre os que figuravam os escritores Alexandre Dumas e Guy de Maupassant e o compositor Charles Gounod.
Atualmente, resulta impossível imaginar Paris sem este “trágico farol”, “candelabro invertido” ou “grande supositório” descrições que lhe num e outro monumento.
A torre ergueu-se com motivo do centenário da revolução Francesa, comemorado com uma grande exposição, a Exposition Universelle de Paris.
Os organizadores consideraram diversos projetos para o motivo centra da exposição, incluindo a grotesca idéia de uma gigantesca guilhotina de 300 metros de altura. A melhor proposta foi a apresentada por Gustave Eiffel, conhecido engenheiro considerado como um esperto em ferro forjado.
Um material que na época era mais barato do que o aço e com o qual havia construído pontes, cúpulas e coberturas. A idéia a partira de dois jovens membros de sua empresa, Maurice Koechlin e Emile Nougier, que realizaram os cálculos preliminares.
Eiffel apresentou o projeto aos organizadores e conseguiu que o respaldassem. A intenção era construir a estrutura mais alta do mundo: uma torre de 300m de altura.
Naquela época, o recorde era ostentado pelo Monumento a Washington, em Washington D.C., um obelisco de pedra com uma altura de 169m. O monumento mais alto era a grande pirâmide de Kéops com 147m de altura. Eiffel propôs erguer uma torre quase o dobro de altura de qualquer estrutura existente anteriormente.
Seu projeto consistia numa estrutura de barras de ferro forjado, presas com rebites, apoiadas em sólido alicerce. Ao contrario de uma ponte onde muitas das vigas são idênticas, a Torre Eiffel exigia muitos componentes diferentes, projetados um a um por uma equipe de 50 técnicos sobre a direção de Eiffel.
Para facilitar a construção o peso Maximo de cada componente não deveria superar as 3 toneladas. O levantamento da Torre Eiffel começou em Janeiro de 1887.
Para os alicerces utilizaram gavetas de aço de 15m de comprimento, 7m de largura e 2m de profundidade, cheios de concretos e enterrados no subsolo. Sob eles começou a se erguer à estrutura de ferro nos finais de Junho.
Os componentes inçavam-se com guindaste e sua fabricação era tão precisa que quando a construção alcançava já os 50m de altura, os orifícios das peças pré-fabricados seguiam coincidindo com perfeição, isto era importante porque o ferro forjado não se pode soldar e é preciso montá-lo com rebites.
Uma vez completada a primeira plataforma (em 1 de Abril de 1888), subiram-se a ela os guindastes. A construção avançou em bom ritmo durante todo o ano de 1888, e a finais de Março de 1889 a Torre Eiffel tinha alcançado sua altura definitiva.
Um dado estatístico interessante é que não se reproduziu nenhum acidente mortal durante a construção, embora um operário italiano morresse, enquanto se instalavam os elevadores, depois de ter-se inaugurado a torre. O peso total da estrutura é de 9.547 toneladas; consta de 18.000 componentes, presas com 2 milhões e meio de rebites.
Em sua construção trabalharam 230 operários, 100 deles para fabricar as peças e 130 para montá-las. A altura final é de 301m, com uma dilação em dias calorosos de ate 17 cm. Em 31 de março um pequeno grupo de pessoas ascendeu os 9.792 degraus para levantar no alto da torre a bandeira tricolor francesa, um enorme pavilhão de 7m de comprimento e 4,5 de largura.
Brindou-se com champanhe e se lançaram gritos de “vive a France! Vive Paris! Vive lá republica!” o decênio, conforme o Jornal The Times, “resultou tão fatigoso como a subida e durou 40 minutos”.
Na base da torre haviam se instalado mesas para uma celebração à qual assistiram 200 trabalhadores, os engenheiros que haviam projetado a torre e o primeiro ministro, Tirard, que confessou que ao principio não tinha gostado da idéia da torre, mas que estava disposto a fazer uma “amende honorable” e reconhecer que estava enganado.
Agora que a torre estava levantada, muitos de seus críticos a encontraram mais elegante do que esperavam mais leve e atrativa do que parecia nos desenhos. Gounod retirou suas criticas e “le figaro” celebrou a inauguração da torre com uma eloqüente homenagem em verso a seu criador: Glorie ao titã industriel qui fit cete escalier ao ciel “Gloria ao titã industrial que fez esta escada para o céu”. Também não se cumpriram as pessimistas predições que auguravam desastre econômico.
A construção da Torre Eiffel custou 7.799,401 francos e 31 cêntimos – cerca de 1 milhão a mais que fora calculado, mas atraiu imensidões de visitantes apenas nos cinco últimos meses de 1889, a Torre Eiffel recebeu 1 milhão e 900 mil visitantes que pagaram 2 francos para subir a primeira plataforma, 1 franco para chegar a segunda plataforma e outros 2 francos para subir a cúspide.
Ao final do primeiro ano havia-se amortizado quase 75% do custo total, resultando numa empresa muito proveitosa, embora o record de assistência de 1889 não se superou ate a aparição do turismo nos anos 60.
Em 1988, o numero total de visitantes ascendeu a 4,5 milhões de visitantes. Projetada a principio para durar apenas 20 anos, a torre ainda se manter em pé depois de 1 século. Nos anos 80 realizou uma restauração a fundo, que custou 28 milhões de dólares. Uma das operações realizadas consistiu em eliminar o excesso de peso que vinha se acrescentando a estrutura ao longo dos anos.
No total, retiraram-se cerca de 1,000 toneladas de material incluindo uma escada giratória de 180m de altura. A torre Eiffel foi gerida sempre como empresa comercial. Durante algum tempo a companhia automobilística Citroem possuiu os direitos de publicidade e instalou um impressionante sistema de luzes que davam a impressão de chamas que ascendiam desde a base da Torre Eiffel.
No aspecto utilitário, a Torre Eiffel resultou num excelente plataforma de emissão, primeiro de radio depois televisão. A Torre Eiffel esta pintada em cor terra, uma tonalidade denominada especificamente Brum Tour Eiffel.
A cada 7 anos aplicam-se 45 toneladas de pintura, de forma inevitável foi cenário de numerosos suicídios: umas 400 pessoas já se lançaram de cima da Torre Eiffel. O primeiro salto em pára-quedas foi em 1984; dois ingleses, Mike Mckarthy e Amanda Tucker, que enganaram os guardas de segurança, saltaram desde a cúspide chegando ao chão sem contratempos.
Em certa ocasião, um elefante subiu ate a primeira plataforma, e em 1983, dois motoqueiros conseguiram subir em motos de trial os 746 degraus que levam a segunda plataforma, dar a volta e descer sem sofrer nenhum acidente.
Dados Gerais: A torre mais distintiva do mundo, construída para comemorar o centenário da Revolução Francesa.
Desenhista: Gustave Eiffel.
Data de Construção: 1887 – 1889.
Altura: 300 metros.
Fonte: www.maisturismo.net

1 comentários :

Comentários atuais

Seguidores

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Uol

Gostou do Blog? Então doe um drinque?

Estamos no Google+

Google+ Followers

Lançamento do livro de Rita Cidreira

Lançamento do livro de Rita Cidreira
Os maus tratos vividos em um casamento conturbado de uma mulher bem sucedida na vida vão transformar sua vida e viver um dilema de sentimentos. Ela luta com a ajuda da família, para solucionar o problema e se renova buscando a força necessária, para reviver uma nova historia, encontrado no acaso, através da ajuda de um homem desconhecido a força do amor que ira desabrochar e vai mudar toda sua vida. A mudança de um homem, que por causa de um atropelamento, ressurge, emerge para o brilho da vida e persevera, perseguindo seu real objetivo, para viver seu grande amor. Mesmo sabendo de todas as dificuldades que irá encontrar para prosseguir o seu caminho. Categorias: Romance, Poesia, Ficção e Romance, Ficção Palavras-chave: a, amor, do, força, fronteiras., sem. Clique na imagem que levará ao Clube dos Autores e adquira seu exemplar.