Quem sou eu

Minha foto
Sou Guerreira, romântica, poeta, escritora, paciente, prudente, perseverante, amante da natureza...

Follow by Email

Minha lista de blogs

Dias de Vida do blog

Total de visualizações de página

10 de agosto de 2016

O sono parte

É durante o sono que o organismo recupera o desgaste físico e mental, e ainda cumpre tarefas essenciais para o seu bom funcionamento.
Uma noite mal dormida é de efeito semelhante a uma leve embriaguez. Prejudica a coordenação motora e a capacidade de raciocínio.

Como funciona
O processo do sono é comandado por um relógio biológico programado num ciclo de 24 horas. Todo esse mecanismo é adaptado geneticamente e seu desenvolvimento depende de alguns fatores externos, como tipos de colchões, hábitos e vida social.
Segundo especialistas, a peça-chave dessa sincronia é um hormônio produzido no cérebro pela glândula pineal chamado melatonina. Seu ponto de ignição é assim que o sol se põe, como uma espécie de aviso ao organismo para que comece a se preparar para dormir.
No início deste processo, a temperatura cai em torno de 2oC juntamente com a pressão arterial que também sofre uma leve queda, levando ao primeiro cochilo.
Fases do sono
O processo do sono é composto por cinco fases. A primeira fase é a do adormecimento, o que pode durar até quinze minutos. É como uma espécie de zona intermediária entre estar acordado e dormindo.
O cérebro produz ondas irregulares e rápidas, a tensão muscular diminui e a respiração se torna mais leve.
A segunda fase é a de um sono mais leve. A temperatura e os rítimos cardíaco e respiratório diminuem e a pessoa é definitivamente conduzida ao limite entre estar acordada e dormindo.
Na terceira fase o corpo já começa a entrar em um sono profundo, onde as ondas cerebrais diminuem o ritmo.
A quarta fase é a do sono profundo quando o corpo repõe as energias do desgaste diário. Nesta fase é que o organismo libera os hormônios ligados ao crescimento e executa o processo de recuperação de células e órgãos.
A quinta fase é quando a atividade do cérebro acelera e inicia o processo de formação dos sonhos. É quando o cérebro faz um tipo de faxina na memória, guardando as informações importantes recebidas durante o dia e joga fora as informações desnecessárias.
Em geral, um indivíduo adulto necessita dormir até oito horas por dia. Porém, não é estabelecido uma regra quanto a duração do sono. Cada pessoa tem seu próprio ritmo.
Porém, se esse ritmo for alterado, alguns problemas surgem somo resposta à essa alteração.
Fuso horário, pessoas que tem maior energia ao entardecer ou que trabalham durante à noite, são fatores que contribuem para o surgimento de problemas de sono.
Existe um exame detalhado capaz de detectar mais de 80 distúrbios do sono: a polissonografia.
Este exame é realizado em laboratórios do sono. Entre os distúrbios mais comuns estão: 
Insônia 
Dificuldade para dormir. Atingindo 1 em cada 3 adultos, a pessoa que sofre de insônia não consegue dominar o cansaço e obter o descanso necessário.
Ronco
A língua cai sobre a garganta e bloqueia o ar. Para minimizar o problema, a pessoa deve deitar de lado ou elevar a cabeça apoiando-a sobre mais de um travesseiro.
Apneia
Ronco prolongado e sonoro. Uma pessoa com apneia crônica deixa de respirar durante um período de até 2 minutos várias vezes durante o sono.
 
Bruxismo
Ranger os dentes de forma inconsciente enquanto dorme. Algumas vezes o problema pode ser dental, mas geralmente é um problema do sistema nervoso.
Para minimizar o problema, durante o dia a pessoa deve contrair as mandíbulas por um período de 5 a 10 segundos e relaxá-las durante 5 segundos. Esse procedimento deve ser repetido dez vez por dia. 

Sonambulismo 
A pessoa fala e caminha durante o sono. O sonambulismo é um distúrbio de causa genética e afeta cerca de 15 % das crianças entre 6 e 12 anos, geralmente do sexo masculino.
Narcolepsia
Sonolência excessiva. A pessoa que sofre de narcolepsia tende a dormir a qualquer hora e lugar. Também é uma doença de causa genética e pode ter relação com outros distúrbios do sono.  
A pessoa que apresenta algum desses sintomas deve consultar um médico, pois somente um especialista poderá diagnosticar a doença e iniciar o tratamento adequado.
Para pessoas que não apresentam distúrbios do sono e querem manter um sono tranqüilo, abaixo seguirá um espécie de dez mandamentos para garantir um bom sono noturno.

Manter os mesmos horários de levantar.
Fazer exercícios diariamente, pelo menos 20 minutos.
Evitar estimulantes como café, chocolate, refrigerantes.
Não fumar. A nicotina é ainda mais estimulante do que a cafeína.
Evitar o consumo de bebidas alcoólicas. Embora o álcool seja sonífero, deve se tomar cuidado com a quantidade e o horário em que é ingerido, pois pode antecipar ou tardar o sono.
Não dormir mais do que o necessário.
Evitar dormir à tarde, principalmente se a pessoa tem problemas para dormir durante a noite.
Não comer em excesso antes de deitar nem dormir com fome.
Esquecer os problemas e responsabilidades na hora de dormir.
Relaxar. Tomar uma ducha, ler um livro ou ouvir uma boa música pode ajudar muito a conciliar o sono. Procure fazer dessas tarefas como um ritual do sono à ser repetido todas as noites.
Para um descanso total, deve-se prestar muita atenção nos tipos de colchões, travesseiros e, principalmente, a postura na hora de dormir.
Quando for comprar colchões, prefira os que não sejam nem muito macios nem muito rígidos. Assim, as curvas do corpo têm apoio e a coluna fica reta.
Quanto aos travesseiros deve-se prestar atenção se a espessura do travesseiro é suficiente para preencher o espaço entre o ombro e a cabeça. Assim, evitará que a cervical seja forçada.
Na hora de deitar, deve se ter muito cuidado com a postura. A melhor maneira é aquela que permita o relaxamento total dos músculos, principalmente nas costas, região lombar, dorsal e cervical as quais mais trabalham durante o dia e necessitam de descanso adequado.
Está proibido deitar de bruços. Essa posição força o lombar e a cervical e acentua problemas de escoliose, lordose e lombalgiga.
Pode se deitar de barriga para cima, desde que haja um almofadão embaixo dos joelhos. O joelho semilevantado faz encaixar o quadril e compensar a curvatura da lombar.
A posição mais correta é a posição fetal. Deita-se de lado com as pernas levemente dobradas. Para aumentar o conforto, pode se colocar um travesseiro entre as pernas.
Dormir bem, não é só uma forma de descanso, é a garantia de uma vida saudável e mais longa. 
Para pessoas que não apresentam distúrbios do sono e querem manter um sono tranqüilo, abaixo seguirá um espécie de dez mandamentos para garantir um bom sono noturno.
Manter os mesmos horários de levantar.
Fazer exercícios diariamente, pelomenos 20 minutos.
Evitar estimulantes como café, chocolate, refrigerantes.
Não fumar. A nicotina é ainda mais estimulante do que a cafeína.
Evitar o consumo de bebidas alcoólicas. Embora o álcool seja sonífero, deve se tomar cuidado com a quantidade e o horário em que é ingerido, pois pode antecipar ou tardar o sono.
Não dormir mais do que o necessário.
Evitar dormir à tarde, principalmente se a pessoa tem problemas para dormir durante a noite.
Não comer em excesso antes de deitar nem dormir com fome.
Esquecer os problemas e responsabilidades na hora de dormir.
Relaxar. Tomar uma ducha, ler um livro ou ouvir uma boa música pode ajudar muito a conciliar o sono. Procure fazer dessas tarefas como um ritual do sono à ser repetido todas as noites.
Para um descanso total, deve-se prestar muita atenção nos tipos de colchões, travesseiros e, principalmente, a postura na hora de dormir.
Quando for comprar colchões, prefira os que não sejam nem muito macios nem muito rígidos. Assim, as curvas do corpo têm apoio e a coluna fica reta.
Quanto aos travesseiros deve-se prestar atenção se a espessura do travesseiro é suficiente para preencher o espaço entre o ombro e a cabeça. Assim, evitará que a cervical seja forçada.
Na hora de deitar, deve se ter muito cuidado com a postura. A melhor maneira é aquela que permita o relaxamento total dos músculos, principalmente nas costas, região lombar, dorsal e cervical as quais mais trabalham durante o dia e necessitam de descanso adequado.
Está proibido deitar de bruços. Essa posição força o lombar e a cervical e acentua problemas de escoliose, lordose e lombalgiga.
Pode se deitar de barriga para cima, desde que haja um almofadão embaixo dos joelhos. O joelho semilevantado faz encaixar o quadril e compensar a curvatura da lombar.
A posição mais correta é a posição fetal. Deita-se de lado com as pernas levemente dobradas. Para aumentar o conforto, pode se colocar um travesseiro entre as pernas.
Dormir bem, não é só uma forma de descanso, é a garantia de uma vida saudável e mais longa. 
Fonte: www.fiocruz.br

8 comentários :

  • Wanderley Elian Lima says:
    20 de fevereiro de 2013 05:10

    Oi Lu
    Acho que a insônia é o mal do século. Parabéns pelo texto, ficou completo.
    Abração

  • ✿ chica says:
    20 de fevereiro de 2013 06:09

    E como precisamos de uma boa noite de sonos! Faz falta, importante! abração,chica

  • nandarilha says:
    20 de fevereiro de 2013 12:20

    Eu tenho bruxismo, é péssimo pois desgasta os dentes.

    No caso da imagem com o seu Madruga, dos dois problemas eu só tenho um: não consigo acordar, porque pra dormir é vapt vupt...rsrs

  • Orvalho do Céu says:
    20 de fevereiro de 2013 14:14

    Olá, Lu
    Gostei muito do eu post e tem algo que não sabia ser proveniente do sistema nervoso... Bom aprender!!!
    Abraçso fraternso de paz e bem

  • ONG ALERTA says:
    20 de fevereiro de 2013 15:55

    Verdade uma noite bem dormida tem seu valor, abraço Lisette.

  • Olinda Melo says:
    21 de fevereiro de 2013 14:37


    Excelente artigo, meu amigo.

    Dormir bem é receita certa para uma vida saudável. Muitas vezes nem ligamos a isso, perdendo horas de sono que depois entra no nosso ritmo diário. E há doenças que surgem sendo isso uma das maiores causas.

    Por falar em dormir de bruços, tenho este mau hábito. Vou procurar corrigi-li. :)

    Abraço

    Olinda

  • Aleatoriamente says:
    21 de fevereiro de 2013 19:11

    Obrigada pelo carinho sempre tão querido Lu.

    Bjinho

  • Luma Rosa says:
    22 de fevereiro de 2013 13:35

    Existem os efeitos secundários da falta de qualidade do sono, como obesidade, pressão alta e problemas digestivos relacionados com o sistema nervoso centra.
    Tenho os ciclos de sono pequenos e durmo em torno de 5 horas por noite. Para mim é suficiente.
    Quem não dorme direito passa o dia de "ressaca", sem energia e estado emocional ruim.
    Temos também que atentar a uma rotina antes de dormir, para que o cérebro vá se acomodando e encare que está na hora de acinzentar :)
    Bom fim de semana!!

Comentários atuais

Seguidores

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Uol

Gostou do Blog? Então doe um drinque?

Estamos no Google+

Google+ Followers

Lançamento do livro de Rita Cidreira

Lançamento do livro de Rita Cidreira
Os maus tratos vividos em um casamento conturbado de uma mulher bem sucedida na vida vão transformar sua vida e viver um dilema de sentimentos. Ela luta com a ajuda da família, para solucionar o problema e se renova buscando a força necessária, para reviver uma nova historia, encontrado no acaso, através da ajuda de um homem desconhecido a força do amor que ira desabrochar e vai mudar toda sua vida. A mudança de um homem, que por causa de um atropelamento, ressurge, emerge para o brilho da vida e persevera, perseguindo seu real objetivo, para viver seu grande amor. Mesmo sabendo de todas as dificuldades que irá encontrar para prosseguir o seu caminho. Categorias: Romance, Poesia, Ficção e Romance, Ficção Palavras-chave: a, amor, do, força, fronteiras., sem. Clique na imagem que levará ao Clube dos Autores e adquira seu exemplar.